Pagamento de R$ 1,4 MIL + adicional de R$ 250 para pessoas com deficiência: saiba COMO solicitar

Pessoas com deficiência podem ter acesso a um benefício específico que garante não apenas um salário, mas também um adicional de R$ 250.

A comunidade beneficiária do BPC (Benefício de Prestação Continuada) está em alvoroço com a notícia de um possível aumento no valor recebido, que vai ser um excelente extra nas contas do mês.

Circulam informações de que um acréscimo de R$ 250, apelidado de “Vale Sacolão”, está em discussão, visando ampliar o poder de compra e o bem-estar dos idosos beneficiados. Confira.

Pessoas com deficiência podem receber um pagamento importante do INSS com direito a adicional. Confira os requisitos!
Pessoas com deficiência podem receber um pagamento importante do INSS com direito a adicional. Confira os requisitos! / Foto: divulgação

O caminho para a aprovação do adicional

Antes de mais nada, é importante lembrar que tal incremento ainda aguarda a chancela oficial do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) e precisa ser aprovado na Câmara dos Deputados.

Apesar do otimismo, essa atualização ainda não é definitiva. Sem uma data prevista para implementação, o processo de aprovação promete ser longo e está sujeito à análise e decisão legislativa.

Assim, embora a perspectiva de aumento gere entusiasmo, é fundamental manter a paciência e acompanhar os desenvolvimentos.

Atualmente, o BPC oferece até R$ 1.412, valor que se ajusta de acordo com o salário mínimo nacional. Ou seja, o pagamento muda conforme o reajuste do piso todos os anos.

Portanto, qualquer alteração no piso salarial pode influenciar diretamente o montante do benefício, reforçando a importância dessas discussões no contexto socioeconômico do país.

Não perca: Idosos de 65, 66, 67, 68, 69 e 70 serão INDENIZADOS pelo INSS com até 60 salários mínimos

Dinâmica dos pagamentos do BPC para pessoas com deficiência

O cronograma de pagamentos do BPC, definido pelo INSS, segue um escalonamento baseado no último dígito do número do benefício.

Esse sistema organiza as datas de repasse para garantir a distribuição ordenada e eficaz aos beneficiários, seguindo datas específicas durante o mês.

Normalmente, os beneficiários do BPC recebem os valores junto com os demais segurados do INSS, mesmo que se trate de um benefício social e não previdenciário. Em março, o calendário é este:

Número final do benefícioData de liberação
122/03
225/03
326/03
427/03
528/03
601/04
702/04
803/04
904/04
005/04

Saiba mais: INSS confirmou AGORA (26/03): beneficiários do BPC podem ter direito a dinheiro extra em abril

Apenas pessoas com deficiência recebem o BPC?

O BPC é destinado a idosos com 65 anos ou mais e pessoas de qualquer idade com deficiência, desde que estas condições causem impedimentos de longo prazo.

Além disso, a renda por pessoa do grupo familiar deve ser igual ou inferior a 1/4 do salário mínimo, critério essencial para a concessão do benefício.

Para ser elegível ao BPC, além de atender aos critérios de renda e condição, é necessário passar por avaliações médica e social. Outro ponto crucial é o cadastro no Cadastro Único, etapa obrigatória que precede o pedido do benefício.

A inclusão neste cadastro é um pré-requisito para acessar o BPC, ressaltando a importância da regularidade e atualização dos dados cadastrais.

Posso acumular o BPC com outros benefícios?

O BPC não permite, em geral, a acumulação com outros benefícios previdenciários.

Contudo, há exceções específicas, como a acumulação com benefícios da assistência médica, pensão especial de natureza indenizatória e assistência social. Além disso, pode-se receber benefícios de programas de transferência de renda.

É fundamental consultar a legislação atual e orientações do INSS para entender completamente as condições sob as quais o BPC pode ser acumulado com outros benefícios.

No geral, é importante apenas que o beneficiário não ultrapasse a regra da renda máxima do benefício. Ou seja, enquanto se mantiver dentro dela, é possível acumular com o Vale-gás, por exemplo.

Confira mais: INSS anuncia EXTRA de R$ 250 para IDOSOS: saiba como receber o abono adicional

BPC propõe bônus de R$250

O Benefício de Prestação Continuada (BPC), essencial para pessoas com deficiência e idosos com mais de 65 anos, pode agora incluir um bônus adicional de R$ 250, graças ao projeto de lei nº 1084/2022.

Este acréscimo visa transformar-se em um vale-sacolão, auxiliando na compra de itens alimentícios básicos para as famílias beneficiárias.

Para acessar este benefício adicional, os beneficiários precisam estar inscritos no Cadastro Único, com renda familiar mensal per capita de até 25% do salário mínimo.

A proposta, liderada pelo deputado José Nelton, ainda aguarda a designação de um relator na Comissão de Finanças e Tributação da Câmara dos Deputados.

Se aprovada, demandará inclusão no orçamento da União e parcerias com estabelecimentos comerciais para efetivação. Este projeto não só amplia o alcance do BPC mas também mira em melhorar significativamente a qualidade de vida dos beneficiários, focando na segurança alimentar e no bem-estar.