Internet GRÁTIS para quem faz parte do Cadastro Único Confira os requisitos para receber

O programa “Internet Brasil” oferece acesso gratuito à rede para estudantes de baixa renda, promovendo inclusão digital e igualdade educacional.

Em um movimento transformador, o governo brasileiro lança o programa “Internet Brasil”, visando prover acesso gratuito à internet para estudantes de famílias de baixa renda inscritas no CadÚnico. 

Esta iniciativa é uma parceria entre os Ministérios das Comunicações e da Educação, reconhecendo a internet como ferramenta indispensável para a educação e desenvolvimento pessoal. 

Ao democratizar o acesso digital, o programa pretende nivelar as oportunidades educacionais e abrir portas para o crescimento na era da informação, marcando um passo significativo para a inclusão digital no Brasil.

Internet GRÁTIS para quem faz parte do Cadastro Único Confira os requisitos para receber
Saiba como conseguir internet grátis – Crédito: Pexels

Saiba como conseguir internet grátis do Governo

No Brasil, uma nova iniciativa promete revolucionar o acesso à educação e ao desenvolvimento pessoal para estudantes de famílias de baixa renda. 

Lançado pelo governo em parceria entre os Ministérios das Comunicações e da Educação, o programa “Internet Brasil” oferece acesso gratuito à internet para estudantes cadastrados no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico). 

Este artigo explora como o programa funciona, seus benefícios e oferece dicas práticas para economizar dados móveis, garantindo que os estudantes aproveitem ao máximo essa oportunidade sem precedentes.

Internet Brasil: democratizando o acesso à educação digital

Em um mundo cada vez mais conectado, ter acesso à internet deixou de ser um luxo para se tornar uma necessidade básica, especialmente no campo da educação. 

Reconhecendo essa realidade, o governo brasileiro criou o programa “Internet Brasil”, uma iniciativa que fornece chips de internet gratuitos a estudantes de famílias inscritas no CadÚnico. 

Este passo significativo na democratização do acesso à internet visa não apenas nivelar o campo educacional mas também abrir portas para o crescimento pessoal e profissional desses jovens.

A importância da iniciativa

O programa “Internet Brasil” representa uma janela de oportunidades para milhões de estudantes em todo o país. 

Ao fornecer acesso gratuito à internet, o governo não apenas facilita o acesso a um vasto mundo de informações e conhecimento, mas também promove a igualdade de condições na busca por oportunidades educacionais e profissionais na era digital. 

Este é um reconhecimento claro de que estar conectado é fundamental para participar plenamente da sociedade e construir um futuro promissor.

Dicas para economizar dados móveis

Embora o acesso gratuito à internet seja um grande avanço, a gestão eficaz dos dados móveis é essencial. Aqui estão algumas dicas valiosas:

  • Conecte-se a redes wi-fi: sempre que possível, utilize conexões Wi-Fi para economizar seu plano de dados.
  • Ajuste as configurações dos aplicativos: limite o uso de dados em segundo plano e configure apps para atualizarem apenas via Wi-Fi.
  • Navegadores e aplicativos econômicos: prefira usar ferramentas que reduzam o consumo de dados sem comprometer a experiência de uso.
  • Evite tarefas de alto consumo: realize downloads grandes e atualizações de sistema conectado a uma rede Wi-Fi.

Veja também: CadÚnico garante antena digital de GRAÇA para beneficiários; veja como solicitar

Como se inscrever no CadÚnico

Para se inscrever no CadÚnico e conseguir internet grátis, é necessário procurar o Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) mais próximo de sua residência. 

Lá, será realizada uma entrevista com um assistente social, que irá coletar informações sobre a composição familiar, renda, escolaridade, entre outros aspectos socioeconômicos. 

É importante levar os documentos de identificação de todos os membros da família, como RG, CPF, certidão de nascimento ou casamento, carteira de trabalho, além de comprovante de residência. 

Após o cadastro, os dados serão analisados e, se a família se enquadrar nos critérios estabelecidos, poderá ter acesso a programas sociais do governo, como o Bolsa Família, Internet Brasil e a Tarifa Social de Energia Elétrica.

Veja também: Abril chega com NOVAS regras para o Bolsa Família; confira os procedimentos para MANTER o saque

Conheça todos benefícios do CadÚnico

O Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico) é uma ferramenta essencial para a inclusão social, permitindo o acesso a diversos programas e benefícios governamentais.

Entre os principais benefícios acessíveis por meio do CadÚnico, estão:

  1. Bolsa Família: Auxílio financeiro às famílias em situação de pobreza e extrema pobreza.
  2. Tarifa Social de Energia Elétrica: Descontos na conta de luz para famílias de baixa renda.
  3. Programa Minha Casa Minha Vida: Facilita o acesso à moradia para famílias de baixa renda.
  4. Bolsa Verde (Programa de Apoio à Conservação Ambiental): Benefício para famílias que vivem em áreas de conservação e promovem a sustentabilidade ambiental.
  5. Carteira do Idoso: Direito a meia-entrada e transporte interestadual gratuito ou com desconto para idosos de baixa renda.
  6. Programa de Fomento às Atividades Produtivas Rurais: Apoio financeiro a famílias rurais em situação de pobreza.
  7. Isenção de Taxas em Concursos Públicos: Isenção para membros de família de baixa renda.
  8. Programa Criança Feliz: Apoio ao desenvolvimento infantil de crianças de famílias beneficiárias.
  9. Benefício de Prestação Continuada (BPC): Benefício assistencial a idosos e pessoas com deficiência de baixa renda.
  10. Acesso a cursos de qualificação profissional: Promovendo a inserção no mercado de trabalho.

ID Jovem: acesso a cultura e transporte gratuito para jovens

O ID Jovem é um programa do governo que beneficia jovens de 15 a 29 anos de famílias com renda de até dois salários mínimos, oferecendo acesso gratuito ou com desconto a eventos culturais e esportivos, além de gratuidade ou 50% de desconto em passagens interestaduais.

Para se qualificar, é necessário estar inscrito no Cadastro Único do Governo Federal. A inscrição é feita pelo aplicativo ID Jovem 2.0 ou pelo site oficial, utilizando o Número de Identificação Social (NIS).

O ID Jovem visa promover a inclusão social, permitindo que jovens de baixa renda participem mais ativamente de atividades culturais e educacionais, além de facilitar o acesso a oportunidades em diferentes regiões do país através do transporte interestadual.

Em caso de recusa por empresas de transporte, reclamações podem ser registradas na Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT).