CadÚnico começa revisão manual e massa de cancelamentos preocupa famílias; saiba como evitar o corte HOJE (01)

Milhares de famílias podem acabar ficando sem seus benefícios caso não estejam dentro das novas regras do CadÚnico. Por isso é sempre importante atualizar dados.

Você sabia que manter seu Cadastro Único (CadÚnico) atualizado é essencial para garantir a continuidade dos benefícios sociais como Bolsa Família e Benefício de Prestação Continuada (BPC)?

Se você precisa saber mais informações sobre o CadÚnico, confira a seguir:

O governo federal acaba de facilitar a vida de milhares de brasileiros permitindo que as atualizações sejam feitas online, diretamente do conforto do seu lar.

Em contrapartida, também está ocorrendo uma investigação mais a fundo para tentar pegar cadastros que não estejam dentro das regras. Confira.

Você tem inscrição no CadÚnico? Então fique de olho nas atualizações para não ficar sem pagamentos!
Você tem inscrição no CadÚnico? Então fique de olho nas atualizações para não ficar sem pagamentos! / Crédito: @jeanedeoliveirafotografia / pronatec.pro.br

Por que a revisão do CadÚnico é importante?

A princípio, a revisão do CadÚnico é uma medida preventiva para evitar que você seja penalizado com a suspensão de benefícios importantes.

Com a possibilidade de fazer as correções online, não há desculpas para deixar de lado essa tarefa crucial. Afinal, aqueles que não atualizam podem acabar ficando sem o Bolsa Família e semelhantes.

Como atualizar seus dados online?

Basta baixar o aplicativo do Cadastro Único (Android: https://bityli.com/UoGfXHK ou iOS: https://bityli.com/WBhpPvo) e entrar com sua conta gov.br.

Lá, você poderá acessar e atualizar todas as suas informações de forma prática e segura. Contudo, caso haja mudança nos dados, é importante comparecer ao CRAS.

Fique de olho: BPC de R$ 1.412,00 liberado ainda HOJE (26); saiba quando você poderá sacar

Benefícios de manter o CadÚnico atualizado

Manter seu CadÚnico atualizado não só protege seus benefícios atuais mas também pode aumentar a quantia recebida.

Isso porque programas como o Bolsa Família oferecem pagamentos extras para famílias com filhos e gestantes.

Se você não registrou seus filhos no CadÚnico, por exemplo, pode estar perdendo a chance de ampliar sua renda mensal.

Valores pagos pelo Bolsa Família

Ademais, confira a seguir quais são os valores atuais que o Bolsa Família entrega aos beneficiários:

  • R$ 60,00 para todos os beneficiários.
  • R$ 15,00 por filho(a) entre 0 e 6 anos de idade.
  • R$ 5,00 por filho(a) entre 7 e 17 anos.
  • R$ 5,00 por gestantes no núcleo familiar.
  • R$ 10,20 referente ao Vale-Gás.

Datas de pagamento do Bolsa Família no mês de fevereiro

  • NIS final 1: pagamento dia 16 de fevereiro
  • NIS final 2: pagamento dia 19 de fevereiro
  • NIS final 3: pagamento dia 20 de fevereiro
  • NIS final 4: pagamento dia 21 de fevereiro
  • NIS final 5: pagamento dia 22 de fevereiro
  • NIS final 6: pagamento dia 25 de fevereiro
  • NIS final 7: pagamento dia 26 de fevereiro
  • NIS final 8: pagamento dia 27 de fevereiro
  • NIS final 9: pagamento dia 28 de fevereiro
  • NIS final 0: pagamento dia 29 de fevereiro

Dicas para evitar cancelamentos

  • Mantenha seus dados sempre atualizados, especialmente após mudanças significativas como nascimento de filhos, mudança de endereço ou alteração na renda familiar;
  • Verifique regularmente seu cadastro para garantir que todas as informações estejam corretas e atualizadas;
  • Utilize o aplicativo do CadÚnico para facilitar o acesso e a atualização dos seus dados a qualquer momento e de qualquer lugar.

Manter o CadÚnico atualizado é mais do que uma obrigação; é uma forma de garantir que você e sua família continuem recebendo o suporte necessário do governo.

Com a facilidade da atualização online, não há motivos para adiar essa tarefa importante. Cuide do seu cadastro e assegure seu direito aos benefícios sociais que fazem toda a diferença no seu dia a dia.

Lembre-se, a informação é a chave para o acesso a direitos e benefícios. Mantenha-se informado e garanta que seu CadÚnico esteja sempre em dia.

Acompanhe mais: Bolsa Família e o ADICIONAL de R$ 1,1 mil; saiba como receber

Bolsa Família deve ser pago com moeda digital

A Caixa Econômica Federal está se preparando para iniciar testes de pagamento do Bolsa Família através da moeda digital do Banco Central, o DREX.

Anunciada em um evento em São Paulo, essa inovação busca facilitar a vida dos beneficiários, especialmente aqueles em regiões remotas do Brasil.

A ideia é permitir que os pagamentos sejam realizados de forma offline, eliminando a necessidade de deslocamento físico e ajudando a movimentar a economia local ao beneficiar pequenos empresários e comerciantes.

Mudanças importantes

O DREX, atualmente em fase de testes, representa a moeda brasileira em formato digital e tem como objetivo principal democratizar o acesso aos serviços financeiros. Espera-se reduzir os custos associados a produtos financeiros, como empréstimos e seguros.

Com a adoção do real digital, estima-se que cerca de 5% dos beneficiários do Bolsa Família possam aproveitar essa tecnologia, marcando um passo significativo na inclusão financeira e no suporte a populações em áreas menos acessíveis.

Conheça a lista de benefícios do CadÚnico

O Cadastro Único, ferramenta do governo federal, é essencial para famílias em vulnerabilidade social e econômica acessarem diversos benefícios governamentais.

Para ser elegível, a inscrição no CadÚnico deve ser feita presencialmente em uma unidade do CRAS, com a apresentação de dados de todos os residentes da casa.

Entre os programas acessíveis através do Cadastro Único estão o Bolsa Família e o Benefício de Prestação Continuada (BPC), que exigem que a renda média mensal por pessoa não ultrapasse ¼ do salário mínimo, ou R$ 353 em 2024.

Além destes, o cadastro dá acesso ao auxílio-inclusão, programa habitacional Minha Casa Minha Vida, auxílio-gás, tarifa social de energia elétrica e água, contribuição facultativa ao INSS para aposentadoria por idade, auxílio-acidente, auxílio-doença, pensão por morte, auxílio-reclusão, salário-maternidade, salário-família, programa Criança Feliz, Carteira do Idoso, ID Jovem, programas de cisternas, isenção em taxas de concursos públicos e ENEM, reserva de vagas no SISU, telefone popular e financiamento imobiliário para famílias rurais.