Google lança ferramenta para rastrear dispositivo android, mesmo offline ou sem bateria

Descubra como o Google está revolucionando a segurança dos dispositivos Android com uma nova ferramenta que promete localizar seu telefone perdido ou roubado, mesmo sem bateria.

Em um movimento audacioso para competir de frente com a Apple, o Google lançou uma nova ferramenta capaz de rastrear dispositivos Android mesmo quando estão offline ou sem bateria.

Esta inovação não apenas coloca o gigante da tecnologia em um novo patamar em termos de funcionalidades de segurança, mas também redefine as expectativas dos usuários quanto à localização de seus dispositivos perdidos ou roubados.

Google lança ferramenta para rastrear dispositivo android, mesmo offline ou sem bateria
Confira o novo lançamento do Google. Crédito: @jeanedeoliveirafotografia / pronatec.pro.br

Nova ferramenta do Google

A nova ferramenta, integrada ao já conhecido “Encontre Meu Dispositivo”, agora utiliza uma rede de dispositivos Android para enviar sinais criptografados, permitindo que os usuários localizem seus aparelhos mesmo quando estes parecem estar completamente inacessíveis.

A tecnologia representa um grande avanço na segurança e na tranquilidade dos usuários, proporcionando um nível de serviço que antes era considerado impossível.

Veja mais: Google abre vagas GRATUITAS em curso de TI para jovens; veja como se inscrever

Qual a diferença entre a ferramenta de rastreamento do Google e a da Apple?

CaracterísticaGoogle (Encontre Meu Dispositivo)Apple (Buscar)
DisponibilidadeDisponível para dispositivos AndroidDisponível para dispositivos Apple, incluindo iPhone, iPad e Mac
Funcionalidade OfflineCapaz de rastrear dispositivos mesmo offline usando sinais de outros dispositivos AndroidCapaz de rastrear dispositivos mesmo offline através da rede ‘Buscar’, que usa milhões de dispositivos Apple para localizar o seu
PrivacidadeUsa criptografia para garantir a privacidade do usuário durante o rastreamentoEmprega criptografia de ponta a ponta para proteger a privacidade dos usuários
Precisão do RastreamentoOferece alta precisão, inclusive em ambientes internosAlta precisão de rastreamento, incluindo a capacidade de reproduzir sons em dispositivos para localização mais fácil
Compatibilidade com DispositivosCompatível apenas com dispositivos AndroidExclusivo para dispositivos dentro do ecossistema Apple

Veja mais: Aprenda a desviar de pedágios e rodovias no Google Maps para ECONOMIZAR na viagem

É seguro usar a nova ferramenta de rastreamento do Google? Existem preocupações com a privacidade?

Utilizar a nova ferramenta de rastreamento do Google é considerado seguro, devido às diversas camadas de segurança e protocolos de privacidade implementados pela empresa.

A Google tem um histórico consolidado no desenvolvimento de ferramentas com foco na proteção de dados dos usuários, e a ferramenta de rastreamento não é exceção.

A segurança e a privacidade dos usuários são priorizadas por meio do uso de criptografia de ponta, o que garante que os dados do usuário sejam transmitidos e armazenados de forma segura.

No que diz respeito à privacidade, embora a ferramenta ofereça mecanismos robustos para proteger as informações do usuário, algumas preocupações ainda podem surgir.

A principal é a capacidade de rastrear um dispositivo sem que esteja conectado à internet ou até mesmo desligado. Isso levanta questões sobre até que ponto o dispositivo pode ser monitorado e quem pode ter acesso a essas informações.

O Google afirma que adota políticas estritas de acesso aos dados, limitando o rastreamento aos proprietários dos dispositivos e exigindo consentimento explícito para seu uso.

Veja mais: Google está oferecendo 15 cursos GRATUITOS, a distância e com certificação em várias áreas

Android 15 introduz controle para dispositivos de casa inteligente

O Android 15 está introduzindo uma inovação significativa para usuários de dispositivos domésticos inteligentes.

A nova atualização inclui um protetor de tela que permite o controle de dispositivos conectados através do Google Home diretamente do celular ou tablet, mesmo quando o aparelho não está em uso ativo.

Esta funcionalidade foi descoberta no código do Android 15 Developer Preview 2 e promete facilitar a interação com a casa inteligente, oferecendo acesso a controles como ligar ou desligar aparelhos com um simples toque.

O protetor de tela, acessível pelas configurações de tela do dispositivo, exibe todos os dispositivos conectados e permite a interação imediata sem a necessidade do aplicativo Google Home instalado.

Este desenvolvimento não é exclusivo para dispositivos Google Pixel, ampliando seu potencial de uso. A implementação dessa função reflete o compromisso contínuo do Android em integrar mais funcionalidades úteis e inovadoras no sistema operacional.

Nova atualização transforma celulares Android em computadores

A mais recente atualização do Android promete expandir significativamente o modo desktop, permitindo que usuários conectem seus celulares a monitores, mouses e teclados, transformando-os em computadores.

Introduzido no Android 10, o modo desktop foi inicialmente limitado a desenvolvedores, mas com a nova atualização, ele está se tornando mais acessível e amigável para o usuário comum.

As melhorias incluem a capacidade de redimensionar janelas e organizá-las lado a lado de maneira semelhante ao Windows 11, além de novos controles para maximizar, minimizar e fechar janelas.

Essas alterações prometem uma integração mais fluida e uma experiência de uso mais versátil, trazendo características de um sistema operacional de desktop para dispositivos móveis.

No entanto, ainda existem desafios, como a falta de suporte de muitos aplicativos para funcionalidades avançadas como arrastar e soltar, e a data de lançamento deste modo repaginado ainda é incerta.

Novo identificador de chamadas da Samsung chega em 2024

A Samsung confirmou que introduzirá um avançado sistema de identificação de chamadas em seus dispositivos ainda este ano, visando aumentar a segurança e transparência nas comunicações.

O sistema, que utiliza o protocolo STIR/SHAKEN junto com o protocolo de Rich Call Data, será implantado nos aparelhos da marca no segundo semestre de 2024.

Essa inovação permitirá que os usuários vejam informações detalhadas sobre a origem das chamadas, como o nome da empresa, a marca e o motivo da ligação.

Esta funcionalidade é especialmente relevante para prevenir golpes, possibilitando aos usuários ignorar chamadas de números não registrados no sistema.

Inicialmente, espera-se que os novos recursos estejam disponíveis nos modelos premium, como o Galaxy S24 e os dobráveis Galaxy Z Flip 6 e Galaxy Z Fold 6. A implementação não acarretará custos adicionais para os consumidores, sendo os custos absorvidos pelo setor de telecomunicações.

Como verificar e gerenciar o backup do WhatsApp no Google Drive

O WhatsApp permite que os usuários façam backup de suas conversas no Google Drive, mas muitos se perguntam onde esses arquivos são armazenados.

Para verificar se seu WhatsApp está sincronizado com o Google Drive, acesse o drive através do navegador, clique no ícone de engrenagem e vá em ‘Configurações’.

Lá, na aba ‘Gerenciar Apps’, você encontrará o WhatsApp e poderá ver informações como o espaço que o backup está utilizando. Importante ressaltar que os backups no Google Drive são mantidos por apenas cinco meses, após isso, backups não atualizados são excluídos.

Para manter suas conversas seguras, é aconselhável configurar backups automáticos para a memória interna do dispositivo em intervalos regulares.

Se por algum motivo você não ativou o backup prévio, não será possível recuperar mensagens excluídas nativamente pelo WhatsApp.