Home / ProUni

ProUni

Estão abertas as inscrições do ProUni 2016 / 2º semestre

O ProUni do segundo semestre está ofertando bolsas de estudo integrais e parciais, nesta edição estão sendo oferecidas 57.092 bolsas integrais, totalizando 125.442 bolsas, 8% a mais referente a mesma época do ano passado.

As inscrições estão sendo feitas pelo site e o prazo de inscrição termina na sexta-feira, 10/06, às 23:59. As vagas já estão à disposição dos interessados, sendo possível buscá-las por: curso, instituição ou município.

O resultado do ProUni estará disponível no dia 13/06, a comprovação de informações referentes a 1ª chamada será entre os dias 13 e 20 do mesmo mês.

http://pronatec.pro.br

Diante dos rumores sobre o encerramento de programas voltados para as áreas de educação, ensino e pesquisa, o ministro da Educação, Mendonça Filho, afirmou abertamente que as acusações não passam de boatos. Além disso, o ministro afirma que irá garantir a preservação e pretende aprimorar muitos desses programas, como é o caso do Programa Universidade para Todos (ProUni).

Na primeira semana em gerencia do Ministério da Educação, o atual ministro liberou recursos financeiros estipulados em R$ 211 milhões, que seriam destinados tanto para universidades federais, quanto institutos federais de educação, ciência e tecnologia. Devido em duas parcelas, a segunda cota fica destinada para pagamento de bolsas estudantis, com o objetivo de assegurar a permanência da assistência estudantil.

Conheça o ProUni

O Programa Universidade para Todos (ProUni) foi criado pelo Governo Federal em 2004 e institucionalizado pela Lei nº 11.096, de 13 de janeiro de 2005. Com a finalidade de promover a inserção de estudantes de baixa renda nas instituições de ensino superior, o programa oferece bolsas de estudos integrais e parciais (50% da mensalidade) em cursos de graduação e sequenciais de formação específica em universidades da rede privada. Em contrapartida, o governo oferece isenção de tributos para instituições que aceitam o programa como porta de entrada.

Destinado aos estudantes egressos do ensino médio da rede pública de educação ou bolsistas integrais na rede particular, para participar é necessário que o aluno tenha renda familiar per capita máxima de três salários mínimos. O critério de seleção é feito a partir das notas obtidas no Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM).

O ProUni também conta com ações que incentivam a permanência nas instituições, como os convênios de estágio entre MEC/CAIXA e MEC/FEBRABAN, a Bolsa Permanência (auxílio financeiro no valor de R$ 400 para estudantes de baixa renda ou indígenas/quilombolas), além do Fundo de Financiamento Estudantil (FIES), que possibilita o financiamento dos estudos de bolsistas parciais em até 100% da mensalidade não coberta pela bolsa do programa.

O programa, desde sua criação até o processo seletivo do segundo semestre de 2014, contempla mais de 1,4 milhão de estudantes, sendo 70% desses bolsistas integrais.

Como participar das inscrições ProUni?

Atualmente, o programa conta com bolsas remanescentes ProUni que podem ser preenchidas de imediato. Para isso, é necessário que o candidato seja professor da rede pública de ensino no exercício do magistério da educação básica e dispute exclusivamente a vagas ProUni 2016 em cursos com grau de licenciatura destinados à formação do magistério na educação básica e/ou tenha participado do ENEM a partir de 2010 e tenha obtido média igual ou superior a 450 pontos e nota superior à zero na redação.

Para participar das inscrições ProUni 2016 bolsas parciais de 50%, o candidato deve ter renda familiar mensal de até três salários mínimos por pessoa. Já para bolsas integrais, a renda familiar bruta mensal deve ser de até um salário mínimo e meio por pessoa. Além disso, o mesmo deve ter pelo menos: cursado o ensino médio completo em escola da rede pública ou na condição de bolsista integral na rede privada; ser portador de deficiência; e/ou ser professor da rede pública de ensino e concorra às bolsas dos cursos de licenciatura (nesse caso, não é necessária a comprovação de renda).

O ProUni 2016, FIES 2016 e demais programas técnicos como o: Pronatec 2016 e Sisutec, estão garantidos pelo atual ministro da Educação, Mendonça Filho. Fato esse reiterado, inclusive, com o repasse das verbas sendo assegurado para permanência, expansão e aprimoramento em prol da inserção da população nas instituições de ensino superior.