ProUni 2017

ProUni 2017 - Faça sua inscrição ProUni, conheça as bolsas do ProUni. Vagas abertas em todo o país. Acompanhe as vagas remanescentes ProUni e o Resultado.
http://pronatec.pro.br

Prouni inscrições 2017 – MEC lança o cronograma

Saiba tudo sobre a edição de 2017 do programa – Inscrições de 31 de janeiro a 3 de fevereiro

Na primeira metade de janeiro de 2017, o Governo Federal através do Ministério da Educação (MEC) anunciou o calendário dos diferentes processos de seleção que utilizam o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) para acesso ao ensino superior. Todos os processos que foram definidos são online e podem ser acessados através do site do MEC. Entre tantos programas, foi definido como irão funcionar as inscrições para o Programa Universidade Para Todos (Prouni 2017).

http://pronatec.pro.br

Para saber acessar ao Prouni é interessante lembrar que o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) já liberou as notas do Enem 2016. Foram mais de 6 milhões de candidatos que fizeram as provas e já conferiram suas notas – usando o CPF e a senha escolhida anteriormente na inscrição. De acordo com o MEC, um número grande de inscritos já consultaram suas notas.

Os estudantes podem ver uma espécie de tabela com as notas obtidas em cada umas das cinco provas. São elas linguagens, ciências da natureza, matemática, redação e ciências humanas. A redação com as correções detalhadas será divulgada posteriormente.

São essas notas que os interessados poderão usar para fazer as Prouni inscrições 2017.

Inscrições Prouni 2017

Todos os estudantes interessados poderão fazer as inscrições Prouni 2017 entre os dias 31 de janeiro e 3 de fevereiro de 2017. Poderão inscrever-se todos os estudantes que não tenham ainda diploma de curso superior que tenham feito a última edição do Enem – tirando a média mínima de 450 no total e uma nota acima de zero na redação.

http://pronatec.pro.br

Todos os alunos ainda precisam atender, no mínimo, um dos seguintes pré-requisitos: ter feito o ensino médio completo em escola da rede pública (ou como bolsista de forma integral), ter algum tipo de deficiência, ser professor da rede pública de ensino.

Para concorrer à bolsa total é importante destacar que o aluno deve ter uma renda familiar mensal bruta per capita que não ultrapasse 1,5 salário-mínimo. Todas as bolsas parciais são ofertados para quem possui uma renda familiar bruta mensal per capita que não ultrapasse três salários mínimos.

Conheça o ProUni

O Programa Universidade para Todos (ProUni) foi criado pelo Governo Federal em 2004 e institucionalizado pela Lei nº 11.096, de 13 de janeiro de 2005. Com a finalidade de promover a inserção de estudantes de baixa renda nas instituições de ensino superior, o programa oferece bolsas de estudos integrais e parciais (50% da mensalidade) em cursos de graduação e sequenciais de formação específica em universidades da rede privada. Em contrapartida, o governo oferece isenção de tributos para instituições que aceitam o programa como porta de entrada.

Destinado aos estudantes egressos do ensino médio da rede pública de educação ou bolsistas integrais na rede particular, para participar é necessário que o aluno tenha renda familiar per capita máxima de três salários mínimos. O critério de seleção é feito a partir das notas obtidas no Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM).

O ProUni também conta com ações que incentivam a permanência nas instituições, como os convênios de estágio entre MEC/CAIXA e MEC/FEBRABAN, a Bolsa Permanência (auxílio financeiro no valor de R$ 400 para estudantes de baixa renda ou indígenas/quilombolas), além do Fundo de Financiamento Estudantil (FIES), que possibilita o financiamento dos estudos de bolsistas parciais em até 100% da mensalidade não coberta pela bolsa do programa.

Apenas no ano de 2016, foram ofertadas 125.442 bolsas no total. Isso significa um aumento razoável em relação a 2015 (com 116.004). Só de bolsas parciais em 2016 foram 68.350.

Como participar das inscrições ProUni?

Atualmente, o programa conta com bolsas remanescentes ProUni que podem ser preenchidas de imediato. Para isso, é necessário que o candidato seja professor da rede pública de ensino no exercício do magistério da educação básica e dispute exclusivamente a vagas ProUni 2017 em cursos com grau de licenciatura destinados à formação do magistério na educação básica e/ou tenha participado do ENEM a partir de 2010 e tenha obtido média igual ou superior a 450 pontos e nota superior à zero na redação.

Para participar das inscrições ProUni 2017 bolsas parciais de 50%, o candidato deve ter renda familiar mensal de até três salários mínimos por pessoa. Já para bolsas integrais, a renda familiar bruta mensal deve ser de até um salário mínimo e meio por pessoa. Além disso, o mesmo deve ter pelo menos: cursado o ensino médio completo em escola da rede pública ou na condição de bolsista integral na rede privada; ser portador de deficiência; e/ou ser professor da rede pública de ensino e concorra às bolsas dos cursos de licenciatura (nesse caso, não é necessária a comprovação de renda).

O ProUni 2017, FIES 2017 e demais programas técnicos como o: Pronatec 2017 e o mais novo programa, o MedioTec, estão garantidos pelo atual ministro da Educação, Mendonça Filho. Fato esse reiterado, inclusive, com o repasse das verbas sendo assegurado para permanência, expansão e aprimoramento em prol da inserção da população nas instituições de ensino superior.







Like
Like Love Haha Wow Sad Angry
111