Você sabe como funciona o contrato de experiência? Conheça os seus DIREITOS!

Tipo de contrato pode ser vantajoso para o trabalhador e empresa.

Sabemos que atualmente conseguir um emprego não está sendo uma tarefa fácil. Principalmente porque durante o período de pandemia muitas pessoas acabaram perdendo seus postos de serviço, aumentando o índice de desemprego no país. 

As empresas também estão em um momento de aumentar seus números de funcionários após o momento do déficit causado pelo momento da doença. Assim, agora que empregados e empregadores estão em negociação intensa, é importante reconhecer seus direitos. 

Você sabe como funciona o contrato de experiência? Conheça os seus DIREITOS!
Conheça seus direitos – Imagem: @jeanedeoliveirafotografia / pronatec.pro.br

Contratos de Experiência 

Muitos trabalhadores sabem que algumas empresas solicitam um período de experiência antes da contratação efetiva. Assim, existe um documento que pode ser lavrado para que esse processo possa ocorrer da maneira mais formal possível. 

O contrato para essa modalidade traz em seu conteúdo, principalmente, o prazo previamente estabelecido no qual a pessoa deverá passar pela análise da empresa e então assumir o cargo ou ser dispensada. 

Em outras palavras, o documento oficializa o momento da experiência para que o funcionário saiba se realmente deseja trabalhar no local. E também se adapta à forma de trabalho da instituição. 

Saiba mais: CONSULTE e descubra se você tem direito a sacar R$ 72.200,00 do INSS

Outros tipos de contrato 

Vale compreender que existe uma diferença entre vários modelos de contrato. Dentre eles existe o de experiência, e o temporário. O ponto que deve ser ressaltado é que os dois possuem períodos diferentes. 

Ou seja, o contrato temporário é realizado de uma maneira, na qual o funcionário inicia seu período de trabalho já sabendo por quanto tempo deverá ficar trabalhando junto a empresa, tendo assim a data de dispensa. 

Já o contrato de experiência é realizado de maneira que o funcionário não possua tempo determinado de contratação. Assim, caso seja efetivado, a pessoa irá prestar seus serviços até segunda ordem. 

Direitos do trabalhador

É importante que o trabalhador compreenda que a partir do momento que a empresa oferece esse tipo de contrato, é imprescindível que ele conste na como registro na carteira. Assim, deverá ser indicado na parte de anotações gerais que ele é referente a um momento de experiência. 

Outro ponto que deverá ser destacado é que essa modalidade de contratação pode ser estendida pelo máximo de 90 dias. Durante esse período, a empresa pode efetuar mais de um documento como maneira de prorrogar o período, contudo, esse processo deve ser realizado de maneira escrita. 

As pessoas que necessitarem passar por esse período estão amparadas por todas as leis previstas na Consolidação das Leis Trabalhistas (CLT). Sendo assim, ela possui direito à hora extra, adicional noturno, comissão, insalubridade, periculosidade, 13º salário, INSS, férias, FGTS, dentre outros.

Veja também: É trabalhador INFORMAL? Saiba quais são os seus DIREITOS