Você não vai ENTRAR na malha fina se ficar longe DESTES problemas: cuidado!

A malha fina é o pesadelo de todos aqueles que precisam declarar o Imposto de Renda. por essa razão, é bom evitar cair neste problema.

Você sabe o que significa cair na malha fina da Receita Federal? Muitos brasileiros acabam nesta situação todos os anos, o que pode atrasar significativamente a restituição do Imposto de Renda.

A seguir, confira como você pode evitar esse problema e garantir que sua declaração seja processada sem contratempos. Vamos lá?

Se você está tendo problemas com a declaração do IR, veja como evitar cair na malha fina.
Se você está tendo problemas com a declaração do IR, veja como evitar cair na malha fina. / Crédito: @jeanedeoliveirafotografia / pronatec.pro.br

O que é cair na malha fina?

Cair na malha fina significa que sua declaração do Imposto de Renda foi retida pela Receita Federal devido a erros ou inconsistências.

Isso pode acontecer por vários motivos, como rendimentos omitidos, dados cadastrais incorretos, ou até indícios de fraude.

Com o avanço tecnológico, o cruzamento de informações feito pelo Fisco é cada vez mais preciso, aumentando as chances de detectar discrepâncias.

Veja mais: Imposto de Renda em cidades afetadas no RS tem prazo de entrega prorrogado para agosto

Quais os riscos de acabar nela?

Cair na malha fina pode atrasar a restituição do Imposto de Renda e resultar em multas.

Se irregularidades forem confirmadas, as multas podem ser significativas, aumentando conforme o tempo de atraso na correção das pendências.

Além disso, a situação requer que o contribuinte corrija os erros em sua declaração para regularizar sua situação fiscal, evitando problemas adicionais com a Receita Federal.

Como sei que caí na malha fina?

Para verificar se sua declaração de Imposto de Renda foi retida na malha fina, acesse o portal e-CAC (https://cav.receita.fazenda.gov.br/autenticacao/login) da Receita Federal.

Após fazer o login, procure pela seção “Meu Imposto de Renda”, clique em “Processamento” e, em seguida, verifique as “Pendências de Malha”.

Esse procedimento lhe permitirá identificar e entender os motivos que levaram à retenção de sua declaração, facilitando a correção dos erros apontados.

Identifique o problema

Para entender onde você errou, acesse o extrato da sua declaração no site da Receita Federal (https://www.gov.br/receitafederal/pt-br).

Lá, você encontrará a seção “Pendências de malha”, que indicará os motivos pelos quais sua declaração foi retida. Identificar e corrigir esses erros é o primeiro passo para resolver a situação.

Não perca: Você pode pagar MENOS no Imposto de Renda 2024: saiba QUAIS itens deduzir

Dicas para uma declaração sem erros

  1. Planejamento é essencial: Não deixe para fazer sua declaração na última hora. Reserve um tempo adequado para preenchê-la com calma e atenção.
  2. Seja preciso: Assegure-se de que todos os dados estão corretos e são verdadeiros. Fraudes podem levar a sérias penalidades legais.
  3. Cruzamento de dados: Certifique-se de que as informações prestadas estão alinhadas com as fornecidas por fontes pagadoras, como seu empregador.
  4. Declaração conjunta: Se declarar em conjunto com seu cônjuge, não esqueça de incluir todos os rendimentos de ambos.
  5. Informações completas: Declare todos os rendimentos, incluindo aluguéis, prêmios de loterias e ganhos de capital.
  6. Despesas dedutíveis: Inclua gastos com saúde e educação, sempre observando as regras da Receita sobre o que é permitido.
  7. Bens no exterior: Não omita informações sobre bens ou contas em outros países.

Tempo de espera para sair da malha fina

O tempo para sair da malha fina varia. Dependerá do volume de declarações em análise e da complexidade das inconsistências na sua.

Quanto mais rápida a correção, menor o tempo de espera e o risco de multas, que podem chegar a 20% do imposto devido.

Fique atento!

Ficar atento e seguir as diretrizes corretamente pode poupar você de muitas dores de cabeça com a Receita Federal.

Lembre-se de que estar em dia com suas obrigações fiscais é mais do que uma necessidade; é uma responsabilidade cívica que contribui para o funcionamento adequado do nosso país.

Mantenha-se informado, consulte um contador de confiança e, acima de tudo, seja transparente e honesto em sua declaração. A paz de espírito de estar em conformidade com a lei não tem preço!

Acompanhe mais: NOVAS isenções da tabela do Imposto de Renda? Veja QUEM fica de fora da declaração!