VITÓRIA para todos os condutores brasileiros: confira a novidade!

Preços cobrados em seguros de carro recuam após três meses de alta; tendência se mantém? Veja!

Você, condutor, deseja contratar um seguro para o seu automóvel?  Se sim, este é o momento. Isso porque, de acordo com o Índice de Preços do Seguro Automóvel (ISA), os valores cobrados pelas seguradoras para seguros de carros apresentaram uma queda. A notícia é animadora, e vem após três meses seguidos de alta.

Dessa forma, enquanto no mês de março redução apresentada foi de 1,5% com relação a fevereiro, os preços acumulados nos últimos 12 meses ainda apresentam alta de 13,8%. Quer saber mais sobre? Então, veja a seguir.

Entenda do que se trata e analise as opções. (Crédito: @jeanedeoliveirafotografia / pronatec.pro.br).

Entenda a alta acumulada dos preços de seguros de carro

Para Emir Zanatto, CEO da TEx, a alta dos preços de seguro de carro ocorrida nos últimos meses se explica devido ao aumento no preço de veículos usados, que surtiu efeitos não só nos preços, mas também nas taxas de roubo e furto das seguradoras. Além disso, Zanatto afirma também que a recente redução nos preços do seguro de carro pode indicar “um cenário de estabilidade”, e não uma tendência de redução. O condutor, no entanto, pode comemorar a baixa!

A TEx, para aqueles que não conhecem, é uma empresa de software sediada em São Paulo (SP), sendo a empresa pioneira e líder em soluções para Corretoras de Seguros e Seguradoras.

Veja também: DETRAN faz ALERTA GERAL para motoristas: anúncio é ASSUSTADOR 

O que torna um seguro mais barato aos condutores?

A princípio, algumas atitudes podem ser tomadas para baratear o seguro de carro. Como exemplo, podemos citar:

  • Pesquisa detalhada sobre as opções presentes no mercado;
  • Disponibilidade de dispositivos de segurança no carro, como alarmes, rastreadores e bloqueadores;
  • Avaliação de necessidade de coberturas extras;
  • Histórico de direção.

Mas, além disso, também existem algumas características do próprio condutor que está contratando que interferem neste valor. Isso ocorre, pois, para as seguradoras, determinados perfis de motoristas estão mais propensos a causar acidentes, ou seja, possuem uma maior chance de acionamento do seguro.

Conforme indica o IPSA, homens solteiros pagam 70% a mais que os homens casados. Por outro lado, a diferença de preços do seguro de carro entre as mulheres solteiras e casadas é menor, algo em torno de 25,5%.

A idade do contratante do seguro de carro também é um outro fator que influencia diretamente no preço. Comparando a faixa etária de 18 a 25 anos, com a de 26 a 35 anos, é possível identificar uma diferença de 2,4% nos preços. Ademais, comparando a mesma faixa de 18 a 25 anos, com a de 56 anos ou mais, a diferença se torna maior, sendo de 5,4%. Estes dados, por sua vez, são referentes ao mês de julho de 2022.

Por fim, a região onde o condutor reside também é um fator importante de ser considerado durante a precificação do seguro, já que a localização interfere diretamente nas taxas cobradas por roubo e furto. Ao analisar por região, por exemplo, a análise indica que a Região Metropolitana da capital carioca, Rio de Janeiro (RJ), pagou 7,4% (do valor do seguro do carro), cerca de 72,1% a mais em comparação a Região Metropolitana de Belém, cujo valor do seguro está na casa dos 4,3%.

Saiba mais: Valor do combustível CAI novamente e motoristas COMEMORAM