Lista reúne os 8 MELHORES sites para venda e compra de produtos usados

Veja onde anunciar e comprar produtos facilmente!

Muitas pessoas gostam de apostar no mercado de itens usados, seja para vender ou comprar, porque através dele é possível ganhar dinheiro com mercadorias ou economizar com certos produtos. Tudo vai depender do que se procura e, principalmente, de qual plataforma você está usando.

Se você está precisando de uma ajudinha para encontrar sites que possam te auxiliar a oferecer ou encontrar bons produtos usados, confira abaixo a lista que separamos para você e comece agora mesmo a negociar!

Se você vai comprar ou vender produtos usados, confira alguns sites que podem te ajudar com tudo o que você precisa!
Se você vai comprar ou vender produtos usados, confira alguns sites que podem te ajudar com tudo o que você precisa! / Crédito: @jeanedeoliveirafotografia / pronatec.pro.br

Os melhores sites para comprar ou vender produtos usados

Confira abaixo os sites mais famosos e completinhos que podem te ajudar a economizar um bom dinheiro ou fazer uma grana!

1) Mercado Livre

Primeiramente, o Mercado Livre é um do mais conhecidos e provavelmente uma das plataformas mais clássicas de venda e compra de produtos usados. Por lá, o anuncianete não precisa pagar pelo anúncio, então pode vender sem se preocupar com nenhuma tarifa. Ou seja, você pode oferecer produtos infinitos sem se pensar nesse ponto. Confira: https://www.mercadolivre.com.br/.

2) Enjoei

Em seguida, o Enjoei também é uma ótima plataforma para se livrar daqueles produtos que você não quer mais. Além de ter um layout bacana e atraente, o site vive fazendo descontos interessantes que incentivem o fluxo de vendas.

Ou seja, além de atrair compradores, o site ainda os mantém na plataforma, porque há sempre uma chance de conseguir ótimos produtos por preço bem baixos. Contudo, ele fica com cerca de 20% das vendas. Confira: https://www.enjoei.com.br/.

3) Shopee

Ademais, a shopee é um marketplace de Singapura que ficou famoso no Brasil rapidamente através de exportações, mas também passou a contar com centenas de vendedores locais que anunciam produtos novos e usados, como os de brechós. Confira: https://shopee.com.br/.

4) OLX

Assim como o Mercado Livre, a OLX não cobra por anúncios, mas entrega os produtos para mais lugares do que a primeira opção. No caso, ele age como um classificado, não mediando o momento das transações financeiras, o que faz com que mais gente tenha contato com o que está sendo vendido. Confira: https://www.olx.com.br/.

Veja também: Sites para ganhar dinheiro com tradução e transcrição; até quanto é possível ganhar?

5) Peguei Bode

O site surgiu a partir de uma parceria para a venda de peças seminovas, mas acabou ficando popular e expandindo seus negócios. Diferente dos outros empreendimentos, a plataforma é famosa por conter roupas usadas de marca, como Chanel, Balenciaga, Gucci e Prada. Confira: https://www.pegueibode.com.br/.

6) Elo7

O Elo7, por sua vez, atua como uma plataforma de vendas de produtos artesanais, onde os artesãos exibem suas peças e podem adquirir arte de outros artistas também. Apesar disso, também é comum encontrar revenda de roupas por lá através de brechós. Confira: https://www.elo7.com.br/.

7) Estante Virtual

Embora também seja uma plataforma para venda e compra de produto usados, a Estante Virtual só trabalha com livros. Contudo, ela é o maior acervo de língua portuguesa do mundo, o que faz com que seja bem mais fácil encontrar produtos que você normalmente não encontraria em livrarias convencionais. Confira: https://www.estantevirtual.com.br/.

8) Já Vendeu

Por fim, esse é um site de compra e venda um tanto diferente, já que só requer três passos para validar uma transação: preenchimento de formulário, agendamento de retirada e espera para a conclusão da venda.

Depois disso, o vendedor pode combinar a entrega pela plataforma ou entregar pessoalmente. De acordo com o produto, é possível que haja uma pequena taxa de comissão. Confira: https://javendeu.com/.

Veja também: Sites para vender itens usados; comércio de usados tem gerado renda extra para muitos brasileiros