Veja como manter o seu Wi-Fi PROTEGIDO de invasores

Manter o Wi-Fi protegido é essencial para quem deseja navegar pela internet com segurança, tranquilidade e sossego! Explicamos como fazer isso.

Você sabia que, ao navegar na internet, é muito importante fazer o possível para manter o seu Wi-Fi protegido da ação de invasores e criminosos? Afinal de contas, se a sua conexão de internet for acessada por pessoas mal-intencionadas, suas informações ficarão à mercê de hackers e poderão ser utilizadas para a prática de golpes virtuais. Nesse sentido, surge a dúvida: afinal de contas, como proteger a conexão?

Para fazer isso, a melhor alternativa é adotar as dicas que vamos mostrar abaixo! As recomendações vêm de especialistas em tecnologia, privacidade e segurança digital. Portanto, você pode colocá-la em prática sem medo. Os macetes servem tanto para quem usa a internet pelo celular, quanto para os usuários da web em computadores. Com isso em mente, veja abaixo as melhores recomendações para manter o seu Wi-Fi protegido de invasores!

Veja como manter o seu Wi-Fi protegido! Crédito: @jeanedeoliveirafotografia / pronatec.pro.br
Veja como manter o seu Wi-Fi protegido! Crédito: @jeanedeoliveirafotografia / pronatec.pro.br

Por que é importante manter o Wi-Fi protegido?

Muita gente não sabe, mas manter o Wi-Fi protegido é essencial para todas as pessoas que costumam utilizar a internet com frequência.

O motivo é muito simples: quando o Wi-Fi não é protegido, hackers e pessoas mal-intencionadas podem tentar invadir a conexão em sites falsos, aplicativos “rouba-senha” e outros formulários digitais.

A partir daí, quando os criminosos conseguem acessar a rede, os usuários ficam com as informações pessoais expostas – o que pode resultar em grandes problemas, de acordo com Marcelo Teixeira, pesquisador de Segurança da Informação da Universidade Presbiteriana Mackenzie.

Além disso, quando alguém consegue acesso indevido à sua conexão de internet, o seu Wi-Fi passa a ser monitorado. É como se um criminoso seguisse todos os seus passos na web! Desse modo, se você fizer pesquisas sobre planos de saúde, por exemplo, as informações prestadas podem ser utilizadas para a prática de golpes e fraudes.

“É muito importante conhecer as proteções mesmo que seja um usuário sem experiência digital”, salienta o professor Marcelo Teixeira.

Veja também: Escreveu e se arrependeu? Aprenda a editar mensagens no WhatsApp

Para deixar o Wi-Fi protegido, escolha uma senha forte

Se o seu objetivo é deixar o Wi-Fi da sua residência protegido da ação de criminosos e hackers, o primeiro passo é escolher uma senha forte para a rede.

Com isso, os invasores terão que realizar processos bem mais complexos para garantir acesso à sua conexão. O mesmo não pode ser dito para as redes de Wi-Fi que adotam senhas fracas, fáceis de serem adivinhadas.

Primeiramente, você terá que alterar a senha padrão do roteador (aquela que já vem incluída no aparelho no momento da compra). Afinal, esse código é propositalmente fácil, e pode ser descoberto rapidamente por hackers.

Muitos usuários de internet falham em fazer essa atualização, o que definitivamente não é recomendado pelos especialistas em segurança digital.

Para criar uma senha “de peso” para o Wi-Fi da sua residência, a melhor alternativa é seguir as dicas que vamos mostrar abaixo:

  • Alterne os caracteres: Para aumentar o nível de segurança da senha, vale a pena usar letras maiúsculas, letras minúsculas, números e caracteres especiais;
  • Troque de senha: Atualize a senha com frequência (a cada dois meses) para deixar ainda mais difícil a vida dos criminosos;
  • Use senhas específicas para serviços diferentes: Não use no seu Wi-Fi a mesma senha que você utiliza no seu celular ou no app do seu banco;
  • Evite senhas óbvias: Exemplos incluem, por exemplo, a sua data de aniversário ou o seu nome;
  • Adote uma senha aleatória: Para que ninguém possa descobrir a sua senha, vale a pena adotar uma sequência aleatória de letras, números e caracteres especiais. Sob o mesmo ponto de vista, anote a senha em um papel para não esquecer.

Esconda o seu Wi-Fi!

Outra dica de peso para quem deseja aumentar a segurança do Wi-Fi e manter a conexão sempre protegida é “esconder” a rede. Desse modo, a conexão ficará “invisível” e não poderá ser encontrada em buscas de smartphones.

Para fazer isso, não há segredo: basta ativar a função “Service Set Identifier” (SSID) no seu modem. Quando a ferramenta fica ativa, a conexão de Wi-Fi é escondida, e desse modo, fica bem mais segura.

Você pode ativar o “modo invisível” do seu Wi-Fi pelo computador ou pelo celular. No entanto, não podemos citar um passo a passo específico para fazer isso, já que o tutorial varia de acordo com cada modem.

Portanto, para saber como ativar o modo invisível da sua conexão, vale a pena consultar o manual do seu roteador, ou entrar em contato com a empresa responsável pelo produto.

Nesse caso, se você quiser compartilhar o Wi-Fi com alguém, é só informar o nome da rede e a senha. Dessa forma, a pessoa poderá acessar a conexão sem buscar a rede no smartphone. Os seus vizinhos também não poderão saber o nome do seu Wi-Fi.

Fique de olho no padrão de criptografia

Hoje em dia, a maior parte dos roteadores de internet possui padrões específicos de criptografia. Em termos mais práticos, os modens adotam um processo que “mistura” os dados de internet para dificultar a ação de hackers e criminosos.

Sendo assim, para manter o seu Wi-Fi sempre protegido, vale a pena prestar atenção no modelo de criptografia que é utilizado pelo seu roteador.

Na hora de configurar a conexão de Wi-Fi, a melhor alternativa é optar pelos protocolos de criptografia WPA2 ou WPA3. Ambas as modalidades garantem uma considerável proteção à conexão sem fio, e da mesma maneira, camuflam os dados dos usuários.

Além disso, estes padrões de criptografia são essenciais para impedir que a senha do Wi-Fi seja roubada por aplicativos espiões.

Outros roteadores usam também a criptografia AES, vinda dos Estados Unidos. Essa atualização, vale lembrar, oferece um nível ainda mais de segurança para as conexões, tudo isso por meio de senhas complexas e robustas.

Veja também: Tomar ESTA atitude pode causar seu banimento do WhatsApp; evite passar por isso!

Atualize seu roteador!

Por último, para deixar o seu Wi-Fi sempre protegido, é essencial atualizar o sistema operacional de segurança do seu modem.

Este sistema, que é mais conhecido como “firmware”, deve ser atualizado manualmente. Dessa forma, para fazer isso, você terá que acessar as configurações do seu roteador pelo telefone ou pelo celular.

A atualização é importante para garantir que a segurança do modem cumpra seu papel. Após instalar o modem, você pode baixar o update pela internet.

 Agora que você já sabe como manter o Wi-Fi protegido da ação de invasores, hackers e criminosos, veja o vídeo abaixo e confira dicas para deixar mais rápida a internet da sua casa: