Valores extraordinários para quem faz parte do CadÚnico: confira AGORA (12)

Milhões de brasileiros inscritos no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo (CadÚnico) descobrem a possibilidade de resgatar dinheiro esquecido em bancos, totalizando R$ 79 bilhões.

Recentemente, uma novidade financeira pegou milhões de brasileiros de surpresa: a descoberta de valores esquecidos em bancos, corretoras e outras instituições financeiras, totalizando impressionantes R$ 79 bilhões.

Especificamente, os inscritos no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo (CadÚnico) estão entre os beneficiados que têm o direito de resgatar essas quantias, segundo informações do Banco Central.

Valores extraordinários para quem faz parte do CadÚnico confira AGORA (12)
Faz parte do CadÚnico? Veja como resgatar valor. Crédito: @jeanedeoliveirafotografia / pronatec.pro.br

Sistema Valores a Receber

Há dois anos, o Banco Central criou o Sistema Valores a Receber (SVR), uma iniciativa que já permitiu a recuperação de R$ 6 bilhões. Esse sistema revela valores que, por algum motivo, não foram resgatados pelos titulares nas instituições financeiras.

Agora, essa oportunidade se estende a todos os brasileiros, incluindo aqueles cadastrados no CadÚnico, proporcionando uma chance de recuperar fundos potencialmente esquecidos.

Quanto Pode Ser Recuperado?

O valor específico que cada beneficiário do CadÚnico pode resgatar varia consideravelmente. De acordo com o Banco Central, a maior parte do dinheiro esquecido é de até R$10 para 31 milhões de beneficiários, enquanto menos de 2% desses valores excedem R$ 1 mil.

Portanto, é crucial que os interessados consultem o sistema com realismo, ajustando suas expectativas à realidade dos valores disponíveis.

Veja também: Cadastro Único irá visitar os beneficiários de surpresa? Entenda!

Consulta e Resgate dos Valores Esquecidos

Para aqueles inscritos no CadÚnico interessados em verificar a existência de valores a receber em seu nome, o processo é relativamente simples. É necessário ter uma conta no Gov.br de nível prata ou ouro. A partir daí, segue-se o seguinte processo:

  1. Acesse o site do SVR no Banco Central.
  2. Clique em “Consultar Valores a Receber”.
  3. Preencha o número do CPF ou CNPJ, nome completo e data de nascimento.
  4. O sistema informará se existe alguma quantia disponível para saque.
  5. Em caso positivo, proceda com a opção de saque via Pix para transferir o valor.

Veja também: Resgate no Banco Central: CONSULTE e descubra se você tem valores esquecidos

O que é o Sistema de Valores a Receber (SVR) do Banco Central?

O Sistema de Valores a Receber (SVR) é um serviço oferecido pelo Banco Central do Brasil destinado a informar cidadãos e empresas sobre valores financeiros que possam ter sido esquecidos em instituições financeiras, como bancos, consórcios, entre outros.

Esse sistema permite que indivíduos e entidades consultem de forma gratuita e segura se possuem algum valor a ser resgatado que, por diversos motivos, não foi movimentado ou reivindicado previamente.

Através do SVR, é possível identificar valores decorrentes de:

  • Contas bancárias com saldo remanescente e inativas;
  • Tarifas, encargos ou cobranças indevidas que foram devolvidas;
  • Valores não resgatados de seguros;
  • Cotas de capital e sobras de cooperativas de crédito;
  • Fundos de aposentadoria programada individual, entre outros.

Após realizar a consulta pelo site do Banco Central e verificar a existência de valores a receber, o cidadão ou representante da empresa pode seguir as orientações fornecidas pelo próprio sistema para solicitar o resgate dos valores identificados.

O processo de consulta e resgate foi simplificado para assegurar que todos tenham acesso aos seus direitos financeiros sem complicações, promovendo maior transparência e justiça no sistema financeiro nacional.

Veja também: O CadÚnico começou a FISCALIZAR dados de inscritos e você pode PERDER seu benefício; entenda!