Uber anuncia nova TAXA de 25%; para quem ela será aplicada?

Samuel Marinheiro, gerente de Marketplace da Uber, explicou que a taxa de 25% pode variar em diferentes viagens.

Em meio a um cenário de constantes mudanças e inovações no setor de transportes, a Uber, uma das maiores empresas de transporte por aplicativo do mundo, fez um anúncio que tem gerado muitas discussões entre motoristas e usuários: a implementação de uma nova taxa de 25%. Mas afinal, quem será impactado por essa mudança e como ela será cobrada? Quem vai pagar é o motorista ou o passageiro? Vamos analisar a seguir.

Uber anuncia nova TAXA de 25%; para quem ela será aplicada?
A Uber anunciou uma nova taxa de 25% que tem gerado debates entre motoristas e usuários. Foto: divulgação
Crédito: @jeanedeoliveirafotografia / pronatec.pro.br

Nova taxa para Uber? Entenda

O anúncio foi feito em um episódio do podcast oficial da Uber, intitulado “Fala Parceiro”. Durante a conversa, gerentes da empresa abordaram diversos temas, entre eles a polêmica sobre as taxas cobradas dos motoristas. Segundo eles, a ideia de que a Uber fica com a maior parte dos ganhos é um mito. A afirmação é de que, em média, a empresa desconta apenas 25% do valor total da corrida, deixando o restante para o motorista. O link do vídeo completo pode ser acessado em: https://www.youtube.com/watch?v=CNWlmM_4vKk.

Veja também: Grupo de brasileiros receberá R$ 1.000 da Uber através de PREMIAÇÃO: participe!

Samuel Marinheiro, gerente de Marketplace da Uber, esclareceu que essa taxa não é fixa e pode variar. Em algumas viagens, a taxa pode ser maior e, em outras, menor. O importante, segundo ele, é considerar o valor médio dessas viagens. Essa declaração gerou certa controvérsia, pois muitos motoristas sentem que, na prática, a divisão não é tão justa assim. Há relatos de motoristas que, em determinadas corridas, sentem que ganham bem menos do que o prometido.

Outro ponto abordado no podcast foi a questão das viagens longas versus viagens curtas. Muitos motoristas acreditam que aceitar apenas viagens longas é mais vantajoso financeiramente. No entanto, Marcelo, gerente de operações da Uber, explicou que ambas as opções têm suas vantagens. Viagens longas otimizam o tempo do motorista, enquanto viagens curtas podem ser mais atraentes para aqueles que desejam permanecer em regiões específicas ou alcançar metas pessoais.

Programa de pontos

A Uber também defendeu o programa de pontos Uber Pro, que classifica os motoristas em categorias como azul, ouro, platina e diamante. Segundo Taciana, gerente de operações da empresa, motoristas diamante têm ganhos 40% maiores em comparação com aqueles que dirigem entre 30 e 44 horas por semana. Além disso, eles desfrutam de benefícios como cashback em combustível nos postos Ipiranga.

No entanto, muitos motoristas questionam a real vantagem de ser um motorista diamante. Para muitos, o sistema de valores flutuantes da Uber não é benéfico, pois a mesma distância pode ter valores muito diferentes. Além disso, há uma sensação geral de que a empresa manipula o sistema para que todos ganhem mais ou menos o mesmo, evitando que alguns ganhem muito e outros muito pouco.

Como você viu, a nova taxa de 25% anunciada pela Uber tem gerado muitas discussões e opiniões divergentes. Enquanto a empresa defende que essa é uma taxa justa e que beneficia a maioria dos motoristas, muitos deles sentem que estão sendo prejudicados. O que é certo é que, em um mercado tão dinâmico e competitivo como o de transporte por aplicativo, é essencial que haja transparência e diálogo entre a empresa e seus parceiros para que ambos possam prosperar.

Veja também: Uber está indenizando estes motoristas; confira o que é preciso para receber a quantia