Saiba tudo sobre o Auxílio “Mãe Solteira”: benefício deve ser pago agora em janeiro

Confira como deve funcionar esse novo pagamento ligado ao Bolsa Família em 2023

Milhões de brasileiros estão aguardando as próximas novidades sobre o principal benefício social do país. A saber, muitos estão ansiosos para o que está sendo chamado em alguns portais de “Auxílio Mãe Solteira”. 

Afinal de contas, o que é esse adicional? Entenda e saiba exatamente como devem funcionar esses valores para milhões de famílias que já estão cadastradas ou começarão a receber o principal benefício do país em 2023. Fique ligado!

Adicional Bolsa Família
Confira todos os detalhes sobre esse adicional de R$ 150 pago a partir de janeiro de 2023 (Crédito: @jeanedeoliveirafotografia / pronatec.pro.br)

O que é o Auxílio Mãe Solteira?

Antes de mais nada, é importante lembrar que não estamos falando do auxílio que foi disponibilizado durante a pandemia. 

O que está sendo chamado de Auxílio Mãe Solteira é, na verdade, um adicional voltado para quem recebe o atual Auxílio Brasil – que deve voltar a se chamar Bolsa Família. 

Ou seja, esse não é exatamente um pagamento próprio ou que os interessados possam fazer a solicitação. 

Esse é um valor adicional do Bolsa Família de R$ 150. A ideia é que essa opção possa deixar o benefício mais “justo”. 

A saber, muitas famílias unipessoais (de apenas uma pessoa) hoje em dia estão recebendo o mesmo que unidades familiares grandes, com duas ou três crianças. 

Veja também: Todos os brasileiros podem contar com o AUMENTO de R$ 108,00?

Quem vai receber o adicional do Bolsa Família de R$ 150

Todos os beneficiários do principal programa do país estão aguardando para saber se poderão contar com os valores ou não. 

Ao que tudo indica, contudo, é que o adicional de R$ 150 do Bolsa Família não vai apenas para mães solteiras. 

Ou seja, todas as famílias que possuem crianças de até seis anos de idade poderão receber esse valor a mais. 

Contudo, como existem muitas famílias que são com mães solo hoje em dia, o benefício já está sendo chamado por alguns sites de “Auxílio Mãe Solteira”. 

É importante ressaltar que esse não é o nome dado pelo governo de transição. O Executivo chefiado pelo presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva (PT) está chamando de adicional de R$ 150. E ao que tudo indica esses valores serão disponibilizados pelos cartões atuais. 

Cartões do Auxílio Brasil podem ser usados no Bolsa Família?

O que muitas pessoas não sabem neste momento é que os cartões do “antigo” Auxílio Brasil seguem valendo.

Ou seja, mesmo que o Bolsa Família esteja sendo implementado, quem recebia pelos cartões amarelos, segue recebendo com tranquilidade desta forma.

O mesmo segue, inclusive, para quem recebe pelo Caixa Tem. Ao que tudo indica, os cartões digitais e o acesso pelo app Caixa Tem poderão ser mantidos.

O governo federal ainda não confirmou se vai criar novos cartões. Ainda assim, novos valores estão confirmados.

Quando começa o pagamento do adicional do Bolsa Família?

Todos os beneficiários – com direito ao adicional ou não – vão começar a receber os novos valores em janeiro. 

A boa notícia é que a aprovação da PEC da Transição garantiu o mesmo pagamento mensal de R$ 600, no mínimo. Contudo, as famílias com crianças devem começar a receber o adicional de R$ 150. 

Lembrando que os pagamentos do Bolsa Família em 2023 vão começar no dia 18 de janeiro

Ou seja, a partir desta data os beneficiários começam a receber os depósitos de acordo com o número final do NIS, sendo que no mês que vem os últimos beneficiários recebem no dia 31. Por isso é importante ficar atento ao cronograma completo de pagamentos segundo o seu número. 

Condicionalidades para receber Bolsa Família 

Por fim, é importante lembrar que o “Bolsa Família renovado”, como chamou o presidente Lula na posse, também deve retomar alguns requisitos. 

A saber, deve ser retomada uma espécie de “garantia” para que as famílias recebam normalmente.

Essas ações são chamadas de condicionalidades para receber o Bolsa Família. Em resumo, são os cumprimentos de algumas medidas para continuar com os pagamentos em dia normalmente.

Possivelmente as condicionalidades que devem voltar com o Bolsa Família em 2023 são:

  • Pré-natal para gestantes;
  • Verificação do calendário de vacinação;
  • Frequência escolar mínima de 85% para crianças e adolescentes;
  • Crescimento e desenvolvimento de crianças menores de 7 anos;
  • Acompanhamento para nutrizes;
  • Acompanhamento de ações socioeducativas para crianças em situação de trabalho infantil.

Finalmente, confira todos os detalhes sobre o calendário neste momento para quem vai receber o benefício social:

Quando começam os pagamentos do Auxílio Brasil 2023? Resposta é PREOCUPANTE