TRISTE notícia para os beneficiários do INSS da região

Confira todos os detalhes sobre os atendimentos do INSS e porque a notícia é preocupante!

Muitos brasileiros neste momento estão dependendo de pagamentos do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) como principal fonte de renda. Outros milhões de pessoas estão aguardando ansiosamente para começar a receber os benefícios. 

Por isso é importante ficar atento para as últimas notícias sobre os atendimentos e o tempo de espera. Confira todos os detalhes e saiba porque muitas famílias devem se preparar para o que pode surgir nos próximos meses. Fique ligado para saber exatamente se você vai conseguir receber o que quer agora ou se ainda vai demorar um tempo.

Fila INSS
Confira todos os detalhes sobre as filas do INSS (Crédito: @jeanedeoliveirafotografia / pronatec.pro.br)

Tempo de espera do INSS

Antes de mais nada, é importante lembrar que um dos grandes assuntos em relação aos benefícios neste início de ano é o tempo de espera da perícia do INSS

De acordo com o próprio Ministério da Previdência, ações estão sendo tomadas justamente para diminuir a fila de espera. 

Porém, no estado de Tocantins, por exemplo, o tempo médio de espera para a perícia é de seis meses. O levantamento foi feito por matéria do g1. 

É importante lembrar que sem os exames médicos dificilmente acontece a liberação ou continuidade de benefícios ligados à Previdência Social. Ou seja, quem está nessa situação acaba ficando sem o que fazer para garantir o seu pagamento. 

Tocantins está com o tempo de espera mais longo do país.

Veja também: Pagamento do benefício do INSS de maio será MAIOR; veja quem recebe o extra

Quem está sofrendo com o tempo de espera do INSS?

É importante lembrar que esse serviço de perícia é fundamental para pessoas que estão doentes e incapazes de trabalhar. São elas que precisam da comprovação de médicos ligados ao órgão. 

Em resumo, os benefícios que exigem perícia do INSS são:

  • Auxílio-doença: temporário e para pessoas que precisam se afastar por acidente ou doença; 
  • Continuação do pagamento do auxílio-doença: quando a pessoa contou com sequelas graves e precisa continuar recebendo. É o caso de quem vai receber depois aposentadoria por invalidez. 

Fila de espera do INSS vai diminuir em 2023?

Por fim, é importante lembrar que o próprio INSS afirmou que até o fim do ano a redução do prazo de concessão de benefícios vai acontecer em pelo menos 45 dias. 

Isso é importante já que em todo o Brasil são mais de 1,54 milhões de pessoas esperando por esse tipo de procedimento. Os estados com maior fila de espera são: Tocantins, Amazonas, Sergipe e Roraima. 

Contudo, a média nacional de espera do INSS é de 58,67 dias. 

Finalmente, de acordo com o Departamento de Perícia Médica Federal e o INSS, estão sendo feitos estudos para a melhor maneira de realizar mutirões de atendimentos. Também estão sendo verificadas quais são as localidades priorizadas. 

Em nota ao g1, o INSS também afirmou que pretende, portanto, garantir a redução até o fim do ano. Como dito anteriormente, a ideia é diminuir esse tempo para pouco menos de 20 dias (descer 45 dias no total). 

Veja também: Segurados do INSS podem receber MAIS de R$ 1,3 BILHÃO; veja se você faz parte