Trabalhadores terão direito ao abono salarial DUPLO no governo Lula? Saiba mais

Repasses atrasados durante a pandemia podem acabar gerando um abono salarial duplo no governo Lula? Confira na reportagem

Abono salarial duplo no Governo Lula? A decisão do governo federal de economizar recursos em meio à crise sanitária da pandemia de Covid-19 fez com que o pagamento do abono salarial do PIS/Pasep fosse suspenso em 2021. O repasse do ano em questão foram relativos ao período de serviço em 2020, mas foram adiados para o ano seguinte.

Trabalhadores terão direito ao abono salarial DUPLO no governo Lula? Saiba mais
Repasses atrasados durante a pandemia podem acabar gerando um abono salarial duplo no governo Lula? Confira na reportagem Crédito: @jeanedeoliveirafotografia / pronatec.pro.br

Abono salarial duplo para trabalhadores no Governo Lula

Por conta disso, o calendário de pagamentos do benefício está atrasado e quem trabalhou em 2021 com carteira assinada só vai receber agora. Se as datas estiverem corretas, o próximo depósito será para trabalhadores que exerceram suas profissões no ano passado.

Veja também: Saque LIBERADO? Trabalhadores podem resgatar até R$ 6,2 MIL através do FGTS

Diante desse cenário, muitos brasileiros se questionam sobre a possibilidade de um abono salarial duplo do PIS/Pasep em 2023. O governo pode finalmente liberar o benefício de 2021 e 2022 juntos neste ano?  Existe a possibilidade de pagamento duplo? Veja a seguir

PIS/Pasep duplo

Até o momento, o governo só confirmou depósitos para valores de 2021 a partir de fevereiro. Até onde se sabe, o pagamento do abono salarial para os contratados no último ano está previsto para ser pago em 2024. Ainda não há previsão de normalização do calendário, mas ele deve ser adiado pelo menos até o ano que vem.

Podem receber o benefício os servidores inscritos no PIS/Pasep há pelo menos 5 anos e que tenham recebido em média dois salários mínimos por mês no ano de referência. Você também deve ter trabalhado pelo menos 30 dias e estar com os dados corretos na RAIS ou e-Social.

Os pagamentos são feitos pela Caixa Econômica Federal (PIS) e Banco do Brasil (Pasep). Excluem-se do recebimento os trabalhadores domésticos, os trabalhadores urbanos empregados por pessoa física, os trabalhadores empregados por pessoas físicas equiparadas a pessoas jurídicas e os trabalhadores agrícolas.

Empregados de empresas privadas ou servidores públicos costumam receber até um salário mínimo (atualmente R$ 1.302). O valor depende do número de meses trabalhados e é 1/12 do mínimo nacional (R$ 108,50) por mês.

Calendário 2023

O pagamento do abono PIS/Pasep deste ano terá início em 15 de fevereiro e será pago até 28 de dezembro. Veja o calendário a seguir.

PIS – Para funcionários do setor privado

Nascidos em janeiro recebem até 15 de fevereiro;

Nascidos em fevereiro recebem em 15 de fevereiro;

Nascidos em março recebem em 15 de março;

Nascidos em abril recebem em 15 de março;

Nascidos em maio recebem em 17 de abril;

Nascidos em junho recebem em 17 de abril;

Nascidos em julho recebem em 15 de maio;

Nascidos em agosto recebem em 15 de maio;

Nascidos em setembro recebem em 15 de junho;

Nascidos em outubro recebem em 15 de junho;

Nascidos em novembro recebem em 17 de julho;

Nascidos em dezembro recebem em 17 de julho.

Pasep – Para servidores públicos

Número de inscrição de final 0 recebem em 15 de fevereiro;

Número de inscrição de final 1 recebem em 15 de março;

Número de inscrição de final 2 recebem em 17 de abril;

Número de inscrição de final 3 recebem em 17 de abril;

Número de inscrição de final 4 recebem em 15 de maio;

Número de inscrição de final 5 recebem em 15 de maio;

Número de inscrição de final 6 recebem em 15 de junho;

Número de inscrição de final 7 recebem em 15 de junho;

Número de inscrição de final 8 recebem em 17 de julho;

Número de inscrição de final 9 recebem em 17 de julho.

Veja também: Veja como ANTECIPAR os saques do Fundo de Garantia através do app