Trabalhadores poderão sacar o EXTRA de até R$ 1,3 MIL: consulte os requisitos

Quais trabalhadores brasileiros poderão sacar um extra de até R$ 1,3 mil em 2023? Governo Federal já confirmou os pagamentos para milhares de pessoas; confira!

Trabalhadores poderão sacar o extra de até R$ 1,3 mil em 2023! É isso mesmo: de acordo com a confirmação do Governo Federal, realizada recentemente, inúmeros brasileiros poderão garantir remunerações especiais que superam os R$ 1 mil. A divulgação da novidade, como de costume, deixou os cidadãos em polvorosa! Por isso, o povo quer saber: quem pode garantir esse pagamento? E quando serão depositados os valores?

Se você deseja encontrar informações confiáveis sobre os pagamentos do Governo, não se esqueça de pesquisar em sites de reputação comprovada, veículos consolidados de mídia e, é claro, nos próprios canais oficiais de atendimento da administração federal. Ao mesmo tempo, é muito importante desconfiar do que é divulgado em redes sociais, vídeos do YouTube e apps de mensagem. Com isso em mente, veja abaixo quais trabalhadores poderão sacar o extra, segundo informações oficiais!

Trabalhadores poderão sacar extra de até R$ 1,3 mil! Crédito: @jeanedeoliveirafotografia / pronatec.pro.br
Trabalhadores poderão sacar extra de até R$ 1,3 mil! Crédito: @jeanedeoliveirafotografia / pronatec.pro.br

Pagamento extra chega em boa hora!

O pagamento extra de até R$ 1,3 mil, já confirmado pelos representantes do Governo Federal, chega em uma ótima hora para os trabalhadores brasileiros!

Afinal de contas, no início do ano, os cidadãos devem pagar diversos impostos, como o IPTU, o IPVA e a Taxa de Coleta de Resíduos Sólidos, por exemplo.

Além disso, muita gente costuma comprometer grande parte do orçamento do início do ano com a compra de material escolar para os filhos e outros gastos esporádicos.

Logo, o pagamento extra de até R$ 1,3 mil pode facilitar (e muito) a vida desses brasileiros.

Veja também:  Declaração do Imposto de Renda é OBRIGATÓRIA para quem recebe um salário mínimo e meio? Saiba a verdade

De onde vem o extra de R$ 1,3 mil?

O extra de R$ 1,3 mil, que pode ser sacado pelos trabalhadores brasileiros em 2023, consiste nos pagamentos do abono salarial do PIS e do Pasep.

O PIS (que significa Programa de Integração Social) é voltado para os trabalhadores da iniciativa privada, e pago pela Caixa Econômica Federal.

Já o Pasep (que quer dizer Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público) é pago para os funcionários públicos, sempre pelo Banco do Brasil.

Neste ano, cerca de 23,6 milhões de trabalhadores poderão garantir o acesso ao benefício, movimentando um total de R$ 24,4 bilhões. Logo, além de facilitar a vida dos trabalhadores brasileiros, os pagamentos do PIS e Pasep também injetam dinheiro na economia

Quem pode sacar o extra de R$ 1,3 mil?

Para garantir o pagamento de até R$ 1,3 mil do PIS e do Pasep, os trabalhadores brasileiros precisam cumprir alguns critérios.

O mais importante, definitivamente, é ter trabalhado por, pelo menos, 30 dias no ano-base do cálculo. Mas não é só isso: também é necessário cumprir outros requisitos. Veja abaixo a lista completa:

  • Ter se registrado no PIS ou no Pasep há mais de 5 anos;
  • Ter exercido atividade remunerada, com carteira assinada, por, no mínimo, 30 dias no ano-base;
  • Ter recebido, em média, uma remuneração de até 2 salários mínimos em 2021;
  • Ter os dados sempre atualizados na Relação Anual de Informações Sociais (RAIS). Essa atualização, vale lembrar, é feita pelo contratante.

Trabalhadores poderão sacar o extra de R$ 1,3 mil! Veja todos os valores

O valor dos pagamentos do PIS e do Pasep depende, primordialmente, do número de meses em que os trabalhadores exerceram atividades produtivas no ano-base (que é 2021 para os pagamentos de 2023).

Como você já pode perceber nos critérios do abono salarial, é necessário ter trabalhado por, no mínimo, 30 dias para garantir os pagamentos.

Porém, esses 30 dias não precisam ser consecutivos. Além disso, para facilitar o cálculo da Caixa Econômica Federal e do Banco do Brasil, períodos de mais de 15 dias são contabilizados como 30 dias completos.

Veja abaixo a tabela completa do PIS e do Pasep com valores atualizados para os pagamentos de 2023:

  • Quem trabalhou 1 mês poderá receber R$ 108,50
  • Quem trabalhou 2 meses poderá receber R$ 217,00
  • Quem trabalhou 3 meses poderá receber R$ 325,50
  • Quem trabalhou 4 meses poderá receber R$ 434,00
  • Quem trabalhou 5 meses poderá receber R$ 545,50
  • Quem trabalhou 6 meses poderá receber R$ 651,00
  • Quem trabalhou 7 meses poderá receber R$ 759,50
  • Quem trabalhou 8 meses poderá receber R$ 868,00
  • Quem trabalhou 9 meses poderá receber R$ 976,00
  • Quem trabalhou 10 meses poderá receber R$ 1.085,00
  • Quem trabalhou 11 meses: poderá receber R$ 1.193,50
  • Quem trabalhou 12 meses poderá receber R$ 1.302,00

Veja também:  SAIU! Data para concessão das parcelas de R$ 750 do Bolsa Família foi divulgada; descubra quando você poderá sacar

Calendário do PIS Pasep já foi divulgado! Confira todas as datas

Nas últimas semanas, os representantes da Caixa Econômica Federal e do Banco do Brasil divulgaram os calendários oficiais do PIS e do Pasep.

Dessa forma, os trabalhadores da iniciativa privada, juntamente com os funcionários públicos, devem ficar atentos aos cronogramas para não perder as datas de depósito.

Em via de regra, o abono salarial é depositado no ano seguinte à realização da atividade produtiva. Porém, devido à pandemia de Covid-19, o repasse foi cancelado. É por isso que, em 2023, o pagamento do PIS Pasep apresenta um atraso de 1 ano.

Em outras palavras, o PIS e Pasep de 2023 se referem ao ano base de 2021. Sendo assim, para garantir os pagamentos em 2023, os trabalhadores devem ter realizado atividades produtivas (por no mínimo 30 dias) em 2021.

O calendário dos depósitos do PIS, vale lembrar, é dividido de acordo com o mês de aniversário dos beneficiários. Independente da data de depósito, todos os trabalhadores que têm direito ao abono salarial podem solicitar os pagamentos até 28 de dezembro de 2023.

Com isso em mente, confira abaixo o calendário completo para os trabalhadores que poderão sacar o extra de até R$ 1,3 mil em 2023! Começamos pelo cronograma para os funcionários da iniciativa privada, que recebem o PIS:

  • Aniversariantes de janeiro – Recebem em 15/02/2023
  • Aniversariantes de fevereiro – Recebem em 15/02/2023
  • Aniversariantes de março – Recebem em 15/03/2023
  • Aniversariantes de abril – Recebem em 15/03/2023
  • Aniversariantes de maio – Recebem em 17/04/2023
  • Aniversariantes de junho – Recebem em 17/04/2023
  • Aniversariantes de julho – Recebem em 15/05/2023
  • Aniversariantes de agosto – Recebem em 15/05/2023
  • Aniversariantes de setembro – Recebem em 15/06/2023
  • Aniversariantes de outubro – Recebem em 15/06/2023
  • Aniversariantes de novembro – Recebem em 17/07/2023
  • Aniversariantes de dezembro – Recebem em 17/07/2023

Finalmente, confira abaixo o cronograma completo com todas as datas para os funcionários públicos que recebem os pagamentos do Pasep (que é dividido de acordo com o número de inscrição dos beneficiários):

  • Inscrição final 0 – Pagamento em 15/02/2023
  • Inscrição final 1 – Pagamento em 15/03/2023
  • Inscrição final 2 – Pagamento em 17/04/2023
  • Inscrição final 3 – Pagamento em 17/04/2023
  • Inscrição final 4 – Pagamento em 15/05/2023
  • Inscrição final 5 – Pagamento em 15/05/2023
  • Inscrição final 6 – Pagamento em 15/06/2023
  • Inscrição final 7 – Pagamento em 15/06/2023
  • Inscrição final 8 – Pagamento em 17/07/2023
  • Inscrição final 9 – Pagamento em 17/07/2023.