- Publicidade -

Teve o Voo cancelado? Veja como proceder e buscar os seus direitos

A empresa Latam, por meio de nota, lamentou o cancelamento de 29 voos da empresa no período de 6 a 8 de janeiro por causa do aumento do aumento da influenza e Covid-19.

0

As pessoas optam por viajar de avião pelo fato de ser bem mais rápido que outros meios de transportes e com isso, visitam a família, fazem turismo e outros.

- Publicidade -

Apesar de muitos pensarem que constantemente os voos das empresas são cancelados, neste mês de janeiro o total de cancelamento foi correspondente a 1%.

A empresa Latam, por meio de nota, lamentou o cancelamento de 29 voos da empresa no período de 6 a 8 de janeiro por causa do aumento da influenza e Covid-19.

Já a empresa Azul cancelou, pelo menos, 89 voos do Aeroporto Internacional de Viracopos, em Campinas (SP) e a GOL comunicou que não houve qualquer cancelamento apesar de ter havido um aumento no número de funcionários contaminados pela influenza ou covid-19 e dessa forma, foram afastados.

Teve o Voo cancelado? Veja como proceder e buscar os seus direitos

- Publicidade -

Avião na pista do Aeroporto Santros Dumont após reforma. Imagem: Agência Brasil/Tomaz Silva

Teve o Voo cancelado? Veja como proceder e buscar os seus direitos

Devido ao Covid e Influenza, quase todas as empresas aéreas estão cancelando voos e tanto o cliente quanto a empresa possuem direitos e deveres.

Dessa forma, os viajantes que testarem positivo ou tiverem seus voos cancelados poderão ter três atitudes:

- Publicidade -

  • Solicitar o cancelamento e o consequente reembolso do valor da passagem;
  • Solicitar o cancelamento e requerer uma carta de crédito para remarcação; e
  • Remarcar o voo sem qualquer cobrança adicional, no caso da empresa cancelar o voo.

No dia 31 de dezembro acabou a vigência da lei que autorizava ao consumidor fazer a remarcação do voo sem qualquer cobrança de multa, contudo, quando o cancelamento é por parte da empresa aérea, há o direito de remarcação sem a respectiva cobrança.

Outra situação é quando o passageiro desiste de forma voluntária do voo.  Neste caso, ele deverá pagar os custos adicionais.

No caso das pousadas e hotéis, devido aos cancelamentos, a conversa tem sido feita de forma amigável.

- Publicidade -

Caso, o viajante se sinta prejudicado, ele poderá ajuizar ação no Juizado Especial Cível que atenda a região onde mora.

Veja também:  Google Voos / Flights: Como pesquisar e comprar passagens aéreas através do Google

Este website usa cookies para melhorar sua experiência. Aceitar Leia Mais