Terror dos aposentados: INSS terá reajuste menor desde 2019, confira!

Os benefícios do INSS vão passar por reajuste, mas esse valor pode não agradar muito os aposentados e pensionistas. Entenda o que vai mudar!

Você sabia que o INSS terá o menor reajuste em suas aposentadorias desde 2019? Isso se deve à inflação mais baixa registrada recentemente. Este ano, o teto das aposentadorias pode chegar a R$ 7.786, um aumento significativamente menor comparado aos anos anteriores. 

Essa mudança impacta diretamente milhões de brasileiros, especialmente aqueles que dependem desses valores para manter seu padrão de vida. Vamos entender melhor como essa alteração no INSS pode afetar a sua vida e o que esperar para o futuro próximo.

Se você é aposentado ou pensionista do INSS, pode não ficar muito contente com o novo reajuste dos benefícios. Entenda!
Se você é aposentado ou pensionista do INSS, pode não ficar muito contente com o novo reajuste dos benefícios. Entenda! / Crédito: @jeanedeoliveirafotografia / pronatec.pro.br

INSS em 2024: descubra como o menor reajuste desde 2019 impactará as aposentadorias

O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) é uma peça fundamental na vida de milhões de brasileiros. Em 2024, os aposentados e pensionistas do INSS enfrentarão um novo cenário, confira.

Reajuste para quem recebe próximo ao teto do INSS

Os beneficiários do INSS que recebem valores próximos ao teto terão um reajuste em 2024 baseado na variação do INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor). Em 2023, o INPC registrou uma alta de 3,71%, que é a menor desde 2018. 

Isso significa que o teto das aposentadorias do INSS, que em 2023 era de R$ 7.507, passará a ser de aproximadamente R$ 7.786 em 2024. Este reajuste é proporcional à inflação e reflete o esforço em manter o poder de compra dos beneficiários frente às variações do custo de vida.

Reajuste para quem recebe o salário mínimo

Já para os beneficiários que recebem um valor equivalente ao salário mínimo, o reajuste segue uma dinâmica diferente. O salário mínimo em 2024 foi fixado em R$ 1.412, representando um aumento em relação ao valor de 2023. Este reajuste é determinado por uma fórmula que considera a variação do INPC do ano anterior, juntamente com o crescimento do PIB. Portanto, os beneficiários do INSS que recebem um valor equivalente ao salário mínimo também terão seus benefícios ajustados para refletir este novo valor.

Considerações importantes

  • Ajuste proporcional: para novos beneficiários que começaram a receber o benefício em 2023, o reajuste será proporcional ao tempo de recebimento;
  • Impacto no orçamento: é importante lembrar que, embora haja um reajuste, ele pode não ser suficiente para cobrir totalmente o aumento do custo de vida, especialmente para aqueles que recebem valores mais próximos do salário mínimo;
  • Planejamento financeiro: beneficiários devem planejar suas finanças considerando o reajuste, para gerenciar melhor suas despesas e necessidades.

Essas informações são cruciais para que os beneficiários do INSS compreendam como os reajustes afetarão seus benefícios e possam planejar adequadamente seu orçamento e finanças pessoais.

Veja também: Beneficiários do INSS podem ganhar um acréscimo de até 25%: saiba como!

Impacto da inflação no reajuste

A inflação é um termômetro crucial na economia, e sua menor variação desde 2018 desempenhou um papel central no cálculo do reajuste das aposentadorias. O INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor), que serve de base para o reajuste, acompanhou essa tendência de baixa, resultando nesse aumento menor para os beneficiários do INSS.

Calendário do INSS de pagamentos e consulta de valores

Para os beneficiários, é essencial estar atentos ao calendário de pagamentos do INSS. Em 2024, os pagamentos seguirão um cronograma específico, começando em janeiro para aqueles que recebem até um salário mínimo. 

Até um salário

  • 25 de janeiro: NIS final 1;
  • 26 de janeiro: NIS final 2;
  • 29 de janeiro: NIS final 3;
  • 30 de janeiro: NIS final 4;
  • 31 de janeiro: NIS final 5;
  • 01 de fevereiro: NIS final 6;
  • 02 de fevereiro: NIS final 7;
  • 05 de fevereiro: NIS final 8;
  • 06 de fevereiro: NIS final 9;
  • 07 de fevereiro: NIS final 0.

Mais de um salário

  • 01 de fevereiro: NIS final 1 e 6;
  • 02 de fevereiro: NIS final 2 e 7;
  • 05 de fevereiro: NIS final 3 e 8;
  • 06 de fevereiro: NIS final 4 e 9;
  • 07 de fevereiro: NIS final 5 e 0.

Para consultar os valores atualizados, os beneficiários podem acessar o site ou aplicativo Meu INSS (Android: https://bityli.com/RXNFG ou iOS: https://bityli.com/xnBqul) ou ligar para a central 135.

Veja também: Precatórios do INSS: você pode ter algum valor para receber e não sabe, veja como consultar