SISU 2022 – Erros bobos que os candidatos não podem cometer

O Sistema de Seleção Unificada é bem complexo e para muitos, a inscrição pode ser confusa.

O Sistema de Seleção Unificada, mais conhecido como SISU é um programa criado pelo Ministério da Educação que tem como finalidade democratizar o acessos dos alunos às instituições públicas de ensino superior.

As vagas disponibilizadas pelos institutos de educação e as universidades são direcionadas aos alunos que prestaram o Exame Nacional do Ensino Médio, mais conhecido como Enem.

A inscrição no programa é totalmente gratuito, isto é, não é necessário pagar qualquer taxa ou mensalidade ao ingressar nas universidades.
Poderão participar do SISU, os candidatos que participaram da última edição do Enem.
Além disso, é preciso ficar atento pois há instituições que exigem nota mínima para as inscrições em cursos determinados.
Portanto, se a nota que tirou no Enem não for suficiente para se candidatar, você receberá uma mensagem informando isso e assim, poderá se candidatar a um outro curso ou até mesmo tentar uma outra instituição.
SISU 2022 - Erros bobos que os candidatos não podem cometer
Muitos candidatos cometem erros bobos no SISU / Agência Brasil – Marcello Casal Jr.

SISU 2022 – Quais os cursos oferecidos

É possível concorrer a 3 modalidades de cursos:  tecnólogo, licenciatura e bacharelado em universidades e faculdades públicas.

   • Tecnólogo: São os cursos que duram de 2 a 3 anos. Tem conteúdo focado e centralizado na área, sendo muito buscado por pessoas que querem cursos de qualidade para serem inseridos no mercado de trabalho rapidamente.

     • Licenciatura: São cursos que duram, em média, 4 anos e possuem matérias específicas focadas no aspecto pedagógico, isto é, habilitando a pessoa a se tornar um professor de educação básica.

     • Bacharelado: São os cursos que duram, em média, 3 a 6 anos e concede aos formandos o título de bacharel.  O conteúdo do bacharelado proporciona ao estudante conhecimentos mais sólidos da área.

Veja também: SiSU 2022 RS: Instituições do Rio Grande do Sul ofertam mais de 11 mil vagas

SISU 2022 – Erros bobos que os candidatos não podem cometer

O Sistema de Seleção Unificada é muito conhecido por ser bem complexo e para muitos, a inscrição pode ser confusa e por causa da ausência de conhecimento, vários candidatos perdem oportunidades boas em instituições públicas.

Portanto, é essencial que o candidato tenha bastante atenção em todos os passos para não cometer erros bobos.

Erro #1: Não fazer o acompanhamento diário das notas de corte

A inscrição para o SISU dura poucos dias e durante este período, os candidatos podem alterar a 1ª e a 2ª opção de curso.  Por causa disso, as notas de corte diariamente são alteradas, seja para cima quanto para baixo.

Dessa forma, uma vaga que você não possuía a nota de corte em um dia, no outro, você poderá estar dentro e o mesmo, pode acontecer ao contrário, isto é, tinha nota e no dia seguinte, não mais.

Portanto, um erro bobo é não conferir as notas de corte diariamente e não ter a oportunidade de alterar as suas opções.

Erro #2: Valorizar a Classificação Parcial como sendo a Classificação Final

No período de inscrição do SISU 2022, o candidato poderá consultar a classificação parcial, porém tenha cuidado pois diariamente a classificação pode mudar.

Conforme citado anteriormente, todos os dias, os candidatos alteram as opções de cursos e a classificação parcial é somente um indicativo de como está sendo suas opções de curso, contudo, o que realmente valerá será o resultado, quando divulgado.

Erro #3: Bobear na escolha da sua 2.ª opção

Se não conseguir ser aprovado na 1ª opção, restará para você a 2ª.  Portanto, é de grande importância a escolha das duas opções corretas.

Ao escolher as opções, você tem que levar em consideração, o caso de não conseguir ser aprovado na primeira e com isso, a segunda tem que ser realmente algo que aceitaria estudar sem qualquer óbice.

Erro #4: não observar se houve alteração na nota ao se inscrever em uma opção

No SISU 2022, as diferentes instituições de ensino e cursos podem dar pesos distintos para as provas do Enem.  Um exemplo é o caso de Física dar um menor peso para Linguagens e maior para Ciências da Natureza e justamente por isso, a nota pode ser diferente de uma opção para outra.

Além disso, há cursos que exigem nota mínima.  Por exemplo, no curso de Medicina pode haver a exigência de nota igual ou maior que 560 pontos e na prova de Ciências da Natureza exigir nota igual ou maior que 400 pontos.

Portanto, é de grande importância ficar atento a isso!