Seguro-Desemprego terá DESCONTO nas PARCELAS: Saiba mais sobre a COBRANÇA proposta!

Vinicius Colares
Atualizado Hoje!

Seguro-Desemprego poderá ter DESCONTO nas PARCELAS – Confira detalhes sobre como deverá funcionar o pagamento das taxas desse tipo de seguro!

Mais do que nunca todos os brasileiros estão de olho nos benefícios que possuem direitos hoje em dia. Isso porque a pandemia do novo coronavírus segue trazendo muitas dificuldades financeiras. A última novidade é que agora o Seguro-Desemprego poderá ter desconto nas parcelas

Isso está dando o que falar já que são milhões de pessoas que contam com esse tipo de auxílio todos os anos. Por isso muitas discussões estão sendo feitas sobre a necessidade ou não desse tipo de ação. 

A seguir vamos trazer todas as informações. Entenda como deverá funcionar, fique informado e repasse a notícia para amigos e familiares que também poderão contar com esses valores futuramente. 

Seguro-Desemprego terá DESCONTO nas PARCELAS
Imagem: Divulgação

Seguro-Desemprego vai ter desconto

Primeiramente, é verdade que o seguro-desemprego vai ter desconto? Muitas pessoas que estão dependendo desses valores, principalmente nesse período com tantas demissões, devem ficar atentas. 

Isso porque quem recebe seguro-desemprego vai ter desconto de contribuição de acordo com o texto original do Programa Verde e Amarelo. Esses trabalhadores poderão pagar pelo menos 7,5% de contribuição previdenciária para o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). 

Essa medida ainda NÃO está confirmada, mas poderá acontecer de acordo com a Medida Provisória lançada pelo Verde e Amarelo (MP 906/2019). A intenção era ter esse plano fluindo desde o mês de março, mas em relação ao seguro-desemprego ainda não está valendo o desconto. 

Quem recebe o Seguro Desemprego pode pedir o Auxílio Emergencial?

Como funciona desconto seguro-desemprego

Mas e como funciona o desconto do seguro-desemprego de acordo com o texto original? A ideia é melhorar a situação para os empregadores, garantindo que novas oportunidades consigam ser geradas e isso abriria novas oportunidades no mercado. 

Esse estímulo ao primeiro emprego para jovens entre 18 e 29 anos desobriga o empregador a recolher o valor de 20% do salário para o INSS. Com esse dinheiro saindo dos cofres da Previdência, a intenção do programa é justamente cobrar uma contribuição sobre o seguro.

Essa é uma grande mudança já que quem recebe o seguro-desemprego até hoje não precisa pagar uma contribuição desse tipo. Mas com a mudanças da MP poderá ser cobrado esse valor em cima do total. 

Quem pode receber seguro-desemprego 

Por fim, as regras de quem pode receber o seguro-desemprego seguem iguais. As mudanças que acontecem  graças ao Verde e Amarelo não afeta quem pode receber o auxílio, mas surge uma novidade: quem tiver o desconto dos valores específicos  contará com os valores como tempo de aposentadoria adiante.

Por isso os trabalhadores demitidos sem justa causa continuam recebendo o seguro-desemprego. Nesse caso específico os períodos de recebimento também seguem os mesmos: de três a cinco meses. 

Da mesma forma que o pagamento dessa alíquota poderá ficar entre 7,5% e 8,14%, o seguro-desemprego poderá contar como tempo para aposentadoria. Isso tudo pode acontecer a partir do Programa Verde Amarelo. 

Por isso se você conhece alguém que vai ter direito aos valores nas próximas semanas/meses é necessário informar esse detalhe. Quem tiver o desconto feito no pagamento mais adiante poderá contar com essas mensalidades para o tempo de aposentadoria futuramente. 

Aplicativo Para Procurar Emprego Sem Sair de Casa: Veja como usar!

 

Leia Também