Como receber o Seguro Desemprego pelo Caixa Tem: Pagamentos a partir desta Semana!

Atualizado Hoje!

Seguro Desemprego Caixa Tem: Governo autoriza pagamentos a partir desta SEMANA! Veja quem pode receber o BENEFÍCIO e como funciona o DEPÓSITO no aplicativo.

Novidade importante para quem recebe o Seguro Desemprego! O Governo autorizou o depósito do benefício no Caixa Tem! Agora, trabalhadores sem conta em banco ou que não indicaram outra conta no requerimento não precisam ficar de fora da concessão de recursos.

Explicamos abaixo tudo que você precisa saber sobre o Seguro Desemprego no Caixa Tem: como o Governo fará os depósitos, quem poderá receber o benefício e quando começa a nova rodada de pagamentos; confira!

Como receber o Seguro Desemprego pelo Caixa Tem
Imagem: Pedro Conforte/Divulgação

Seguro Desemprego no Caixa Tem

A partir da última terça-feira (20), o Governo Federal começou oficialmente a primeira rodada de pagamentos do Seguro Desemprego no Caixa Tem. O depósito na poupança online está disponível para trabalhadores que não indicaram outra conta bancária no momento da requisição do benefício.

Segundo a Caixa, quem já tem uma conta bancária tradicional receberá o depósito do Seguro Desemprego nessa conta já existente – e os valores poderão ser movimentados da forma tradicional.

A Caixa afirma ainda que, em situações em que o valor do Seguro Desemprego não possa ser creditado na conta informada no requerimento ou no Caixa Tem, o saque estará disponível apenas com o Cartão do Cidadão em terminais de atendimento da Caixa.

Caixa Tem Cartão Visa Virtual: Como SOLICITAR e USAR o CARTÃO em 2021..

Quem pode receber o Seguro Desemprego?

O Seguro Desemprego é um dos mais importantes benefícios do Governo, e oferece pagamentos em dinheiro para trabalhadores demitidos. O montante que cada beneficiário recebe varia de acordo com o tempo de serviço, regime de contratação e motivo da demissão.

Podem receber o Seguro Desemprego os trabalhadores que se encaixam nas seguintes categorias:

  • Trabalhadores que atuaram em regime CLT e foram dispensados sem justa causa;
  • Dispensa indireta (falta grave do empregador sobre o emprego, estabelecendo motivo para rompimento do vínculo pelo trabalhador);
  • Trabalhadores com contratos profissionais suspensos devido à participação em programa de qualificação oferecido pelo empregador;
  • Pescador profissional durante o período de Defeso;
  • Trabalhador resgatado da condição semelhante à escravidão;

Vale lembrar que não é permitido receber qualquer outro benefício trabalhista junto com o Seguro Desemprego, nem possuir participação de sócio em empresas.

Como funciona o Seguro Desemprego no Caixa Tem?

No Seguro Desemprego, o trabalhador demitido recebe de 3 a 5 parcelas, de acordo com o tempo trabalhado. O número dos depósitos é dividido de acordo com o número de meses trabalhados no vínculo empregatício com a empresa anterior. Veja a tabela abaixo:

  • 3 parcelas – Mínimo de 6 meses trabalhados;
  • 4 parcelas – Mínimo de 12 meses trabalhados;
  • 5 parcelas – Mínimo de 24 meses trabalhados.

Para solicitar o benefício pela primeira vez, o trabalhador precisa ter atuado por pelo menos 12 meses (não necessariamente consecutivos) com carteira assinada no regime CLT. Na segunda solicitação, o profissional necessita ter trabalhado por 9 meses, e na terceira em diante, mínimo de 6 meses. O prazo entre um pedido e outro deve ser de pelo menos 16 meses.

Caixa Tem não FUNCIONA: O que fazer? Veja como resolver os principais erros do aplicativo em 2021

Novas Funções do Caixa Tem

Criado originalmente para o pagamento do Auxílio Emergencial, o Caixa Tem conseguiu expandir suas funções e se estabelecer como uma verdadeira ferramenta bancária para a população brasileira. Com a função Cliente Top, o app permite até mesmo a concessão de empréstimos e linhas de crédito.

O abono salarial do PIS, por exemplo, também foi pago para quem não tem conta em banco pelo Caixa Tem. O aplicativo também é utilizado para depósitos do Bolsa Família e transferências de outros benefícios do governo.

 

Leia Também