Saque de R$ 1,3 mil é liberado para meio milhão de trabalhadores

Trabalhadores brasileiros acabam de receber uma ótima notícia quanto aos seus salários; novo saque chegando para meio milhão

Todo mundo sabe o quão angustiante é trabalhar sem receber um salário. Afinal, ali você dispõe de sua força de trabalho e empenho. Com isso, enquanto alguns trabalhadores buscam na Justiça seus direitos, outros poderão realizar um saque de R$ 1,3 mil em breve.

Portanto, não deixe de conferir essa matéria com a gente para descobrir o que é preciso para receber esse dinheiro tão valioso no final do ano.

Saque de R$ 1,3 mil é liberado para meio milhão de trabalhadores
Novo saque para meio milhão de trabalhadores! Crédito: @jeanedeoliveirafotografia / pronatec.pro.br

Impacto na atuação profissional

O trabalho sem remuneração, seja na forma de estágios sem remuneração, voluntariado ou situações de exploração, pode ter um impacto significativo no desempenho dos trabalhadores.

Enquanto o voluntariado é uma escolha consciente e com propósitos pessoais, o trabalho sem salário muitas vezes se deve a circunstâncias econômicas ou falta de oportunidades.

Em situações em que não há compensação financeira do trabalho, os trabalhadores podem sentir uma falta de valorização pelo seu esforço. Isso pode resultar em desmotivação, diminuição do comprometimento e até mesmo um declínio na qualidade do trabalho realizado.

Quando alguém se sente subvalorizado ou explorado, a tendência é que a dedicação e o empenho diminuam, afetando diretamente a produtividade.

Além disso, o trabalho sem remuneração pode causar estresse financeiro, já que os profissionais podem enfrentar dificuldades para cobrir suas despesas básicas. O resultado são distrações no ambiente de trabalho, preocupações constantes e até mesmo impacto na saúde mental dos trabalhadores.

Em suma, a falta de remuneração pelo trabalho pode resultar em uma série de consequências adversas, desde a diminuição do comprometimento e da produtividade até o impacto na saúde mental dos profissionais. Por isso, é crucial reconhecer o valor do trabalho e garantir a compensação pelo esforço dos trabalhadores.

Veja também: Novas modalidades de saque são disponibilizadas pelo FGTS; confira as novidades

Saque para meio milhão

Em meio a tantas injustiças sociais e trabalhistas, o Governo segue se preocupando com o bem-estar dos trabalhadores, a fim de garantir-lhes a melhor renda possível.

Portanto, hoje veremos o que é preciso para receber mais de 1300 reais de saque no fim desse ano. Caso você seja um profissional que aguardava por esse dinheiro, é hora de checar os requisitos dessa oportunidade única.

O dinheiro em questão se refere ao PIS/Pasep, cujo direito é dos que trabalham por carteira assinada. No caso do PIS, recebem os trabalhadores do setor privado. Já o Pasep fica reservado aos servidores públicos.

Nesse sentido, o benefício está atrelado ao salário mínimo atual, que no caso de 2023 está em R$ 1.320. Entretanto, Lula já pensa em mudar o valor para mais de R$ 1.400 no ano que vem, atingindo diretamente programas como o PIS/Pasep.

Para ter acesso aos recursos do referido abono salarial, é necessário não ter recebido mais do que 2 salários mínimos no ano-base, bem como estar inscrito no programa há 5 anos. Além disso, a atuação deve ter sido de, no mínimo, 30 dias, sem necessidade de ser consecutiva.

Por fim, o último, mas não menos importante critério para ter acesso ao PIS ou ao Pasep diz respeito à correta atualização de informações na RAIS ou eSocial por parte do seu patrão.

Uma vez que o calendário do abono está com atraso de 1 ano, o ano-base para os pagamentos de 2023 é 2021. Logo, se você atuou por 12 meses nesse período com assinatura em carteira, tem direito a sacar um salário mínimo até o dia 29 de dezembro.

Se você faz parte do meio milhão de trabalhadores com direito ao saque, corra para não perder o prazo!

Saiba mais: Saque-aniversário do FGTS de 2024 vai MUDAR: confira!