Salário-mínimo real deveria ter ESTE valor; será o suficiente para você?

Acompanhe a evolução do salário-mínimo desde 2012.

De acordo com a Constituição Federal, o salário-mínimo deve ser capaz de oferecer ao brasileiro condições suficientes para garantir a moradia; alimentação; educação; saúde; lazer; vestuário; higiene; transporte; e claro, a previdência social. No entanto, muitos sabem que a remuneração, paga no valor de hoje, pouco assegura tais condições.

Hoje em dia, o salário-mínimo está em R$ 1.212. E, para o ano que vem, o Governo Federal projeta a remuneração em R$ 1.294. Contudo, de acordo com Dieese (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos), o salário-mínimo ideal para o trabalhador deveria ser bem diferente do que é nos moldes atuais. Quer saber o valor? Então, veja a seguir.

Valor deveria ser 5x maior. (Crédito: @jeanedeoliveirafotografia / pronatec.pro.br).

Salário-mínimo ideal, de acordo com o Dieese

Estudos feitos pelo Departamento indicam que o piso nacional pago hoje em dia não é o suficiente para garantir o acesso integro a 100% das condições já citadas. De acordo com a pesquisa, o valor ideal a ser pago para o trabalhador neste mês de Outubro seria de R$ 6.388,55.

A princípio, desde 2019 o piso nacional é corrigido com base apenas no INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor), medidor da inflação. Por isso, desde então a remuneração não tem obtido ganhos reais. Antes, por exemplo, era adicionado ao cálculo o PIB (Produto Interno Bruno), que considerava a soma das riquezas produzidas no país.

Como foi possível observar, o piso nacional ideal de R$ 6.388,55 é bem maior que a quantia atual. Isso, portanto, demonstra as condições inferiores que muitos brasileiros vivem. Aliás, os R$ 1.212,00 pagos hoje em dia é referência para nada menos que 56,7 milhões de pessoas. Dessas, cerca de 24,2 milhões recebem benefícios do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social).

Veja mais: Salário de R$50 MIL? Saiba quais áreas estão ganhando maior visibilidade no mercado de trabalho  

Previsões do piso nacional para 2023

Existem diversas previsões para o reajuste do piso nacional em 2023. Caso o cálculo leve em consideração apenas a inflação de 8,10% em 2022, a correção do salário-mínimo deverá ter o valor de R$ 1.310. Mas, esse valor pode mudar. Isso porque, na última previsão feita, a alta dos preços estava por volta de 6%.

Sendo assim, caso esse índice se concretize, o valor da remuneração básica brasileira será de R$ 1.284,72. Se mantido, o valor representa um aumento de apenas R$ 72,72. Entretanto, de acordo com a proposta que o Governo enviou ao Congresso Nacional, é previsto uma taxa de inflação 7,41% para 2022, o que representaria um aumento de R$ 90, e um novo salário-mínimo de R$ 1.302 no próximo ano.

Por fim, é importante lembrar que esses valores são apenas projeções. Em outras palavras, isso quer dizer que pode ou não vingarem no próximo ano. De qualquer forma, o valor do novo salário-mínimo só será divulgado, de fato, em Janeiro de 2023, após a apuração da taxa inflacionária deste ano.

Valores pagos nos últimos 10 anos

Acompanhe a evolução do salário-mínimo desde Janeiro de 2012:

  • 2012: R$ 622,00;
  • 2013: R$ 678,00;
  • 2014: R$ 724,00;
  • 2015: R$ 788,00;
  • 2016: R$ 880,00;
  • 2017: R$ 937,00;
  • 2018: R$ 954,00;
  • 2019: R$ 998,00;
  • 2020: R$ 1.045,00;
  • 2021: R$ 1.100 ,00; e
  • 2022: R$ 1.212,00.

Veja mais: Sustentabilidade: área tem salários que podem chegar na casa dos R$ 50 MIL, conheça