- Publicidade -

Retroativo do Auxílio Brasil não será pago? Entenda o que pode acontecer

O governo justifica que não há previsão de pagamento do retroativo, mas vai tentar buscar uma solução. Veja mais!

0

Durante a pandemia do coronavírus, muitas famílias ficaram sem renda e passaram a depender de auxílios do governo federal para comprar alimentos e pagar pequenas contas, como água e energia.

- Publicidade -

Já em 2020, foi instituído o Auxílio Emergencial. Os valores de R$ 600 e R$ 1.200 tiraram muita gente do sufoco e ajudou a economia do país. No ano passado, o apoio às famílias continuou, porém com valor reduzido.

Em novembro do mesmo ano, o governo federal criou o Programa Auxílio Brasil. O objetivo era pagar R$ 400 mensais, porém os beneficiários receberam bem menos: R$ 217.

Agora, o governo promete pagar os R$ 400 a partir do dia 18 de janeiro. Mas os beneficiários querem saber: Haverá pagamento do retroativo? A resposta para essa pergunta é “Não”.

Retroativo do Auxílio Brasil não será pago? Entenda o que pode acontecer
Programa Auxílio Brasil foi criado para substituir o Bolsa Família. Imagem: Agência Brasil/Marcello Casal Jr.

- Publicidade -

O que diz o governo?

O Ministério da Cidadania justificou que não há previsão para o pagamento destes valores retroativos na Medida Provisória, que elevou o valor da renda transferida pelo Auxílio Brasil.

O ministro João Roma declarou que o governo tenta encontrar uma maneira de pagar esse retroativo ainda este ano, porém não há nenhuma garantia de que possa conseguir.

No total, 14,6 milhões de famílias estão cadastradas no Auxílio Brasil. Destas, cerca de 13 milhões receberam menos de R$ 400 e aguardavam ansiosas por esses pagamentos. Isso porque o governo já havia prometido no ano passado o repasse dos valores.

- Publicidade -

Veja também: Calendário Oficial Do Auxílio Brasil 2022: Governo Anuncia Datas De Pagamentos

Calendário do Auxílio Brasil

O Auxílio Brasil foi promulgado no início de dezembro no Congresso Nacional. O programa atende a todas as famílias que estavam inscritas no antigo Bolsa Família, mais de 14 milhões de pessoas. A ideia inicial era ampliar o número de beneficiários, no entanto, ficou só no papel.

É importante ressaltar que o calendário de pagamento já foi divulgado oficialmente. O cronograma seguirá o mesmo da liberação dos depósitos, em que os beneficiários recebem nos últimos dez dias úteis de cada mês.

- Publicidade -

Após o valor do Auxílio Brasil ser depositado na sua conta, o beneficiário pode efetuar o saque até 120 dias. O resgate do dinheiro pode ser feito com o Cartão Cidadão ou o cartão do Bolsa Família.  Além dessas opções, é possível também gerar um código de saque pelo cartão virtual do Caixa Tem.

Outra forma de movimentar o dinheiro sem precisar sacar, é realizar o pagamento de contas, como de energia, água e outras. O primeiro pagamento começa no dia 18 de janeiro.

Veja como ficará o calendário de janeiro:

  • 18 de janeiro (terça-feira) –  depósito para NIS final 1;
  • 19 de janeiro (quarta-feira) – depósito para  NIS final 2;
  • 20 de janeiro (quinta-feira) – depósito para NIS final 3;
  • 21 de janeiro (sexta-feira) – depósito para  NIS final 4;
  • 24 de janeiro (segunda-feira) – depósito para NIS final 5;
  • 25 de janeiro (terça-feira) – depósito para  NIS final 6;
  • 26 de janeiro (quarta-feira) – depósito para NIS final 7;
  • 27 de janeiro (quinta-feira) – depósito para NIS final 8;
  • 28 de janeiro (sexta-feira) – depósito para NIS final 9;
  • 31 de janeiro (segunda-feira) – depósito para NIS final 0.

- Publicidade -

Veja também: Pagamentos Do Auxílio Para Pais Solteiros Começa Em Janeiro? Valor Extra De R$ 3.200 Vai Ser Pago Em 2022

Este website usa cookies para melhorar sua experiência. Aceitar Leia Mais