Ainda não recebeu a RESTITUIÇÃO do Imposto de Renda? Veja como CONSULTAR!

Mais de 1 milhão de contribuintes poderão receber neste novo lote de restituição do Imposto de Renda; valores serão corrigidos. Veja!

Em setembro, a Receita Federal realiza os pagamentos do último lote da restituição do Imposto de Renda. Mais precisamente, os repasses ocorrerão na próxima sexta-feira, 29. Na ocasião, mais de 1 milhão de brasileiros devem receber os valores diretamente em suas contas informadas durante a declaração.

Se você ainda não foi contemplado nos lotes anteriores, saiba, a seguir, como consultar e descobrir se você receberá neste lote.

Você pode receber neste lote; confira. (Crédito: @jeanedeoliveirafotografia / pronatec.pro.br).

5º lote de restituição do Imposto de Renda: transferências ocorrem nesta sexta-feira (29)

Na próxima sexta-feira, 29, a Receita Federal realizará o pagamento da restituição do Imposto de Renda para 1.261.100 milhão de pessoas. Esse é o último lote a ser pago. Logo, se você ainda não foi contemplado, provavelmente caiu na malha fina. De acordo com as informações divulgadas pela Receita Federal, ao todo, 21,7 milhões de pessoas receberam a restituição. Para a realização do pagamento, foi destinado um montante equivalente a R$ 31,2 bilhões.

Indo direto ao ponto, a consulta é bastante simples. Nesse caso, basta acessar um dos seguintes canais:

  • Web: Consultar restituição (para consultar informações mais detalhadas)
    • Endereço: https://curtlink.com/PE9pGnol
  • Web: Meu Imposto de Renda (consulta simplificada)
    • Endereço: https://curtlink.com/vItDU1Kj
  • Aplicativo móvel:  Android (Google Play)  | Apple(App Store)
    • Android: https://bityli.com/IC7FRB
    • iOS (iPhone): https://bityli.com/RRBJgsTw

Saiba também:  ÚLTIMA CHAMADA para receber a restituição do Imposto de Renda: CORRA! 

Cai na malha fina, e agora?

É possível verificar a situação da declaração através do aplicativo. Para isso, é só acessar e clicar no serviço “Pendências de malha”. Na prática, quando isso acontece significa que a Receita Federal encontrou divergências entre as informações prestadas pelo contribuinte e aquelas entregues pelas entidades, como bancos.

Outra situação é o preenchimento errado de algum campo. Nesse caso, corrigir é simples: basta fazer uma retificação. Por sua vez, esse procedimento pode ser feito em até 5 anos após a entrega da declaração, caso ela não esteja sofrendo investigação. Nas demais situações o contribuinte precisa entregar os documentos que comprovem que as informações prestadas pelo contribuinte são verdadeiras.

Ainda de acordo com a Receita, do total de declarações retidas, foram registradas 814 declarações em que o contribuinte tem um saldo a ser restituído, ou seja, corresponde a 70% do total de declarações do Imposto de Renda da Pessoa Física (DIRPF) retidas. Além disso, houve 102 declarações em que o contribuinte apresenta um saldo a pagar, representando 28% do total de declarações do DIRPF retidas.

Por fim, foram identificadas 962 declarações em que o contribuinte não apresenta saldo a restituir nem a pagar, ou seja, equivalem a 2% do total de declarações do DIRPF retidas.

Valores serão corrigidos

A saber, quem receber a restituição neste lote terá o valor acrescido de juros, com base na taxa Selic. De acordo com a Receita, neste 5º lote as restituições serão corrigidas em 4,28%. Isso significa, portanto, que se na entrega da declaração foi calculado R$ 1.000 a restituir, então serão creditados R$ 1.042,80.

Em conclusão, se, por algum motivo, o crédito não for realizado, o contribuinte poderá reagendar o crédito dos valores de forma simples e rápida pelo Portal BB, acessando o endereço: https://www.bb.com.br/irpf. Outra alternativa é ligar para a Central de Relacionamento BB por meio dos telefones:

  • 4004-0001 (capitais);
  • 0800-729-0001 (demais localidades); e
  • 0800-729-0088 (telefone especial exclusivo para deficientes auditivos).

Saiba também: RESTITUIÇÃO do Imposto de Renda 2023: novas datas e pagamento liberadas, confira