Atenção estudantes! MUDANÇAS nas REGRAS sobre as BOLSAS de estudo

Uma recente decisão aprovada pela Capes poderá permitir que os estudantes brasileiros possam contar com mais apoio para a pesquisa científica durante.

Estudar é algo primordial e essencial para absolutamente todas as pessoas. É através do estudo que torna-se possível adquirir conhecimento, o que permite que os indivíduos possam aperfeiçoar-se em determinadas áreas, garantindo boas oportunidades na vida e no mercado de trabalho.

Neste sentido, para que seja possível apoiar a pesquisa brasileira, a Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), órgão diretamente vinculado ao Ministério da Educação (MEC), trabalha na oferta de bolsas de estudos.

Essas bolsas têm como objetivo garantir que os estudantes possam contar com um amparo financeiro para que possam dedicar tempo à área de estudo em questão. Contudo, até o presente momento, as regras que condicionam a concessão dessas bolsas podem acabar não sendo as melhores para todos.

Pensando nisso, a Capes anunciou recentemente uma nova possibilidade na oferta das bolsas de estudo, o que alegrou os estudantes brasileiros.

Atenção
Nova flexibilidade / Crédito: @jeanedeoliveirafotografia / pronatec.pro.br

Capes anuncia novas regras para a concessão das bolsas de estudo

Antes de mais nada, vale pontuar que a Capes é extremamente importante para a educação brasileira. O órgão, como dito anteriormente, está diretamente vinculado ao Ministério da Educação, que juntos trabalham assiduamente para garantir um apoio aos estudantes locais.

É importante mencionar que esses órgãos atuam em plena comunhão com o Governo Federal, que aliás, tem como obrigação básica fornecer formas de acesso à educação de qualidade para absolutamente todos os cidadãos habitantes do Brasil.

Dessa forma, normalmente, as bolsas da Capes estão mais direcionadas à graduação e à pós-graduação. É possível contar com bolsas para programas de iniciação à docência, como é o caso do PIBID, e com bolsas voltadas ao mestrado e doutorado.

Contudo, até o presente momento, existem algumas regras quem podem implicar a concessão dessas bolsas. Essa limitações acabam fazendo com que muitos estudantes saiam prejudicados, visto que não é possível, como por exemplo, acumular a bolsa da pós-graduação com um vínculo empregatício, a depender da área.

Veja também: Quanto ganha um FISCAL do Enem 2023? Como faço para trabalhar no exame?

Órgão propõe flexibilização de regras

Assim como dito anteriormente, apesar da Capes fornecer uma série de bolsas de estudos aos estudantes brasileiros, existem algumas regras que, infelizmente, podem acabar implicando e limitando a concessão, a depender da situação do pós-graduando.

De forma mais clara, como apontado brevemente, atualmente, os estudantes da pós-graduação não podem combinar a bolsa de estudos com um emprego, como por exemplo, precisando optar apenas por uma das duas fontes de “remuneração”, por assim dizer.

Em contrapartida, essa situação pode acabar prejudicando os estudantes, visto que, na maior parte das vezes, somente o valor da bolsa da pós-graduação não é suficiente para garantir o sustento essencial, além da dedicação de horas do dia do estudante para a pesquisa científica.

Tendo isso como base, a nova flexibilização proposta pela Capes visa permitir que esse acúmulo seja possível. No entanto, a decisão final da combinação caberá, exclusivamente, às instituições de ensino superior (IES). Ou seja, as instituições serão responsáveis por definir a situação de cada estudante, e por fim, permitir ou não o acúmulo.

Veja também: Descubra se você TAMBÉM poderá receber perdão de dívidas: programa do governo divulga LISTA