Receita Federal divulga lista dos primeiros beneficiados com a restituição do Imposto de Renda

 A Receita Federal prioriza idosos e professores nas primeiras restituições do Imposto de Renda de 2024, seguindo critérios claros e cronograma pré-definido.

O processo anual de declaração e restituição do Imposto de Renda é um ciclo financeiro crucial para muitos cidadãos, envolvendo a reconciliação de impostos pagos e receitas declaradas. 

Este procedimento não apenas ajusta as contribuições fiscais, mas também retorna o excesso de pagamento, impactando diretamente a economia pessoal dos contribuintes. 

A Receita Federal desempenha um papel vital em garantir que esse processo seja transparente e justo, estabelecendo critérios claros para a ordem de pagamento das restituições.

Receita Federal divulga lista dos primeiros beneficiados com a restituição do Imposto de Renda
Saiba quem será beneficiado com a restituição do Imposto de Renda – Crédito: @jeanedeoliveirafotografia / pronatec.pro.br

Saiba quem são os primeiros beneficiados pela restituição do Imposto de Renda de 2024

A cada ano, a Receita Federal do Brasil inicia o processo de restituição do Imposto de Renda, gerando expectativas entre milhões de contribuintes. 

Para 2024, as regras prioritárias para a restituição foram estabelecidas, beneficiando inicialmente grupos específicos de acordo com critérios legais e procedimentos otimizados pela Receita.

Quem são os primeiros a receber?

O primeiro lote da restituição do Imposto de Renda prioriza indivíduos com direitos garantidos por legislação específica. 

São beneficiados primeiramente idosos acima de 80 anos, seguidos por aqueles com mais de 60 anos, pessoas com deficiência ou com doenças graves, e professores que declaram o magistério como sua principal fonte de renda. 

Além disso, aqueles que optaram pela declaração pré-preenchida e escolheram receber a restituição via Pix, utilizando a chave do CPF, também estão entre os primeiros.

Cronograma de restituição

O calendário de restituição foi mantido igual ao do ano anterior, com a Receita Federal estabelecendo o período de entrega das declarações de 15 de março a 31 de maio. 

A restituição ocorre em cinco lotes distribuídos ao longo dos cinco meses seguintes:

  • 1º lote: 31 de maio
  • 2º lote: 28 de junho
  • 3º lote: 31 de julho
  • 4º lote: 30 de agosto
  • 5º lote: 30 de setembro

A consulta para verificar quem foi beneficiado é liberada uma semana antes do pagamento de cada lote.

Importância do cumprimento dos prazos

Os contribuintes que enviaram suas declarações no início do prazo, a partir de 15 de março, têm uma vantagem significativa em termos de priorização nos lotes de restituição. 

Este é um incentivo para que os contribuintes se organizem e enviem suas declarações cedo, evitando atrasos e maximizando as chances de receberem suas restituições nos primeiros lotes.

Como consultar e receber a restituição

Os contribuintes podem consultar a liberação da sua restituição através do site ou aplicativo da Receita Federal (https://www.gov.br/receitafederal/pt-br), inserindo informações como CPF, data de nascimento e o número da declaração. 

Aqueles que forem contemplados nos lotes de restituição podem optar pelo recebimento através de depósito direto em conta bancária ou via Pix, o que facilita e acelera o acesso aos valores devidos.

Veja também: Valores do 1⁰ lote do Imposto de Renda surpreendem idosos

Veja quais contribuintes podem receber a restituição do IR

Primeiramente, contribuintes que tenham tido imposto retido na fonte em valor superior ao devido podem ter direito à restituição. 

Além disso, aqueles que realizaram deduções legais em suas declarações, como despesas médicas e educacionais, podem ter um valor a ser restituído. 

Contudo, é fundamental lembrar que a restituição está sujeita à análise da Receita Federal, que verifica a veracidade das informações declaradas pelo contribuinte. 

Portanto, manter a documentação em dia e fornecer informações precisas são passos importantes para garantir o recebimento da restituição do Imposto de Renda.

Veja também: Imposto de Renda: segredo revelado para aumentar o valor da restituição