‘Raspadinha’ da Caixa vai voltar: Ministério da Fazenda já autorizou a retomada da Lotex, saiba mais

Conheça os detalhes da decisão que permitiu à Caixa Econômica Federal trazer de volta a Loteria Instantânea Exclusiva, e como essa iniciativa pode revitalizar o cenário das loterias no país.

No cenário das loterias no Brasil, uma notícia empolgante vem à tona: o Ministério da Fazenda acaba de autorizar a Caixa Econômica Federal a retomar a Loteria Instantânea Exclusiva, carinhosamente conhecida como “raspadinha.”

Essa decisão, aguardada com ansiedade por muitos, foi estabelecida por meio de um decreto assinado pelo presidente Lula (PT) em agosto, que trouxe importantes mudanças na regulamentação da Lotex, abrindo caminho para a reintrodução dessa modalidade de aposta no mercado. Curioso para saber? Confira mais detalhes a seguir.

Raspadinha pode estar de volta muito em breve. (Crédito: @jeanedeoliveirafotografia / pronatec.pro.br).

Ampliando as possibilidades de arrecadação com a ”Raspadinha”

O principal objetivo do governo com essa iniciativa é claro: aumentar significativamente a arrecadação de recursos para as áreas governamentais. Em abril, Marcos Barbosa Pinto, secretário de Reformas Econômicas do Ministério da Fazenda, anunciou em entrevista à GloboNews a ambiciosa meta de angariar impressionantes R$ 3 bilhões anualmente por meio dessa modalidade de loteria. Uma quantia substancial que pode contribuir de maneira significativa para as finanças públicas.

Veja também: Você lembra da LOTEX? A famosa RASPADINHA pode estar de volta muito em breve

Os detalhes da autorização

A autorização conferida pelo Ministério da Fazenda permitirá que a Caixa emita bilhetes de raspadinha pelo período de 24 meses, uma medida que visa tornar o jogo mais acessível aos brasileiros. Além disso, essa retomada pode ocorrer por meio de bilhetes físicos ou digitais, oferecendo opções variadas aos apostadores.

Destinação dos recursos arrecadados

É fundamental entender como os recursos provenientes das apostas serão distribuídos. De acordo com o decreto de agosto, diversas áreas serão beneficiadas:

  • 0,4% para a seguridade social;
  • 0,9% para o Ministério do Esporte;
  • 0,9% para o Fundo Nacional de Cultura;
  • 1,5% para entidades esportivas que colaborarem cedendo direitos de uso de marcas para apostas;
  • 13% para o Fundo Nacional de Segurança Pública;
  • 18,3% para despesas de custo e manutenção;
  • 65% para o pagamento de prêmios e recolhimento de imposto de renda.

O resgate da “Raspadinha”

Em suma, a Lotex, mais conhecida como “raspadinha,” possui uma rica história no Brasil. Lançada em 1990, ela permitiu que os apostadores adquirissem bilhetes e, ao raspar os campos, descobrissem instantaneamente se haviam ganho algum prêmio em dinheiro. A popularidade desse jogo cresceu ao longo dos anos, tornando-se uma diversão acessível para muitos brasileiros.

No entanto, em 2015, o Ministério da Fazenda suspendeu o jogo, gerando um período de inatividade. Somente em 2018, uma lei foi promulgada para criar a Loteria Instantânea, trazendo uma redefinição do modelo de jogo e estabelecendo novas diretrizes. Agora, os brasileiros podem fazer suas apostas tanto por meio de bilhetes físicos quanto virtuais, embora todas as operações ainda necessitem da aprovação do Ministério da Fazenda.

Desafios e oportunidades

Durante o governo de Jair Bolsonaro, houve duas tentativas de privatizar a Loteria Instantânea, mas ambas não obtiveram êxito. Com a autorização dada à Caixa para retomar a Lotex, a “raspadinha” volta com força ao mercado, enfrentando desafios e abraçando oportunidades.

Esta decisão marca um novo capítulo na história das loterias no Brasil, e a expectativa é de que a Lotex, popularmente conhecida como “raspadinha,” atraia uma considerável quantidade de jogadores em busca da emoção de arriscar e ganhar prêmios instantâneos, ao mesmo tempo em que contribui de forma substancial para as finanças do governo federal.

Em conclusão, aompanharemos de perto como essa mudança afetará o cenário das loterias e a arrecadação do país, aguardando para ver como os brasileiros receberão de volta uma de suas modalidades de jogo mais queridas e emocionantes.

Veja também: Coisas bizarras que você pode comprar com o prêmio da Mega da Virada 2023