Mães solteiras realmente vão poder receber R$ 1,2 MIL do Auxílio Brasil? Entenda!

Veja quem pode receber o novo valor!

O Auxílio Brasil retornará na próxima segunda-feira (19/09) em parcelas de R$ 600 para mais de 20 milhões de famílias beneficiárias. Contudo, muitas mulheres têm se perguntado sobre os valores de R$ 1.200 que já foram propostos anteriormente para esse grupo de beneficiados. Até então, não havia maiores informações sobre a parcela adicional.

Quer saber como anda a tramitação do projeto? Então continue nos acompanhando logo abaixo para conferir todas as informações importantes que separamos especialmente para você!

O novo valor proposto para o Auxílio Brasil visa beneficiar mães solo chefes de família
O novo valor proposto para o Auxílio Brasil visa beneficiar mães solo chefes de família / Crédito: @jeanedeoliveirafotografia / pronatec.pro.br

Parcela do Auxílio Brasil

As parcelas atuais de R$ 600 do Auxílio Brasil são temporárias, sendo válidas somente até dezembro deste ano. Em agosto, as parcelas foram antecipadas pelo Ministério da Cidadania, mas, neste mês, o benefício será pago seguindo o calendário regular.

Ademais, após aprovação da PEC do Estado de Emergência, o Governo Federal abriu um crédito extraordinário no valor de R$ 26 bilhões para bancar os valores atuais do auxílio, zerando a fila de espera com a inclusão de novas 2,2 melhores de novas famílias beneficiárias. Resta agora saber se as mães solo chefes de família receberão o valor dobrado do benefício, como já foi proposto.

Veja também: Cumpro as exigências, mas ainda não estou recebendo o Auxílio Brasil: o que fazer?

Mães solteiras poderão receber o dobro?

Durante o período de abril a dezembro de 2020, as mulheres chefes de família receberam aprovação do Governo Federal para receber uma cota dupla de Auxílio Emergencial. Na época, esse foi o único grupo a receber os valores de R$ 1.200 em 2020 e R$ 375 em 2021, enquanto os demais beneficiários tiveram direito à cota simples do programa. Mais tarde, foi a vez dos pais solteiros de receberem o valor em dobro do auxílio.

Entretanto, desde o início dos pagamentos do Auxílio Brasil (que substituiu o Bolsa Família), esse valor deixou de ser pago aos grupos. No novo programa, o valor das parcelas depende principalmente da composição familiar dos beneficiários, inclusive se há gestantes ou crianças no meio.

Dito isso, o benefício em dobro não será aplicado no Auxílio Brasil, logo, as mulheres mães de família apenas terão direito à cota simples do benefício no valor de R$ 600. Em 2023, o valor voltará a ser de R$ 400 e, até agora, não há mais notícias do governo sobre uma possível mudança nessa quantia para o ano que vem.

Veja também: Ministério da Cidadania vai ENCERRAR Auxílio Brasil para grupo de beneficiários