Se eu NÃO recebi a restituição do Imposto de Renda, automaticamente CAÍ na malha-fina?

Contribuintes que não receberam a restituição estão preocupados de terem caído na malha fina. Veja o passo a passo de como conferir se isso realmente aconteceu.

Com o início do período de pagamento da restituição do Imposto de Renda, os contribuintes se deparam com uma nova preocupação: garantir que suas declarações não tenham pendências que os levem à temida malha fina.

Diante desse cenário, é essencial saber como verificar sua situação e corrigir possíveis erros antes que problemas maiores ocorram. Neste artigo iremos fornecer informações detalhadas sobre como conferir sua situação junto à Receita Federal.

Veja se caiu na malha fina do Imposto de Renda
Veja se caiu na malha fina do Imposto de Renda. Crédito: @jeanedeoliveirafotografia / pronatec.pro.br

Veja se caiu na malha fina do Imposto de Renda

A malha fina é um processo minucioso realizado pela Receita Federal para analisar as declarações que apresentam divergências de informações. Segundo a Receita, entre 5% e 7% das declarações entregues anualmente caem nessa situação.

Existem diversos motivos que podem levar uma declaração à malha fina, desde erros de digitação até valores informados incorretamente ou omitidos no preenchimento das fichas do Imposto de Renda.

Quando você envia sua declaração, ela passa pelos sistemas da Receita Federal, que verificam e comparam as informações declaradas com os dados fornecidos por outras pessoas e empresas.

Se alguma divergência é encontrada entre as informações apresentadas, sua declaração fica retida, ou seja, entra na malha fina. É fundamental destacar que, enquanto sua declaração estiver nessa situação, você não terá acesso à restituição.

Mas como saber se sua declaração caiu na malha fina do Imposto de Renda 2023? Para isso, é necessário consultar a situação no e-CAC (Centro de Atendimento Virtual). Ao acessar o portal, você poderá verificar o status da declaração e receber informações sobre a pendência identificada. Siga os passos abaixo para realizar o processo:

  1. Acesse o e-CAC (link no final do artigo);
  2. Faça o seu login;
  3. Clique em “Meu Imposto de Renda (Extrato da DIRPF)”;
  4. Localize a aba “Processamento” ou “Serviços do IRPF”
  5. Escolha a opção “Pendências de malha”.

Por fim, na página que abrir, você poderá verificar se sua declaração está retida na malha fina e qual é o motivo da retenção. Caso sua declaração apresente apenas erros no preenchimento ou falta de informações, basta enviar uma declaração retificadora. Para saber como corrigir sua declaração anual, consulte nosso artigo sobre o assunto.

Veja também: Descubra COMO ECONOMIZAR com a nova tabela do Imposto de Renda e AUMENTE o seu SALÁRIO

Calendário de restituição

Em alguns casos, o contribuinte pode receber um termo de intimação fiscal, o que significa que será necessário apresentar documentos para comprovar as informações declaradas.

Então, se a mensagem exibida for “Em Fila de Restituição”, não há com o que se preocupar, pois isso indica que sua declaração foi processada, mas a restituição ainda não foi disponibilizada. Portanto, para saber como consultar o status da declaração e entender o significado das mensagens informadas pela Receita Federal, consulte nosso guia completo.

Segue abaixo o calendário de pagamento das restituições:

  • 1º lote: 31/Mai (4.129.925 contribuintes; já pago)
  • 2º lote: 30/Jun (5.138.476 contribuintes; já pago)
  • 3º lote: 31/Jul (5.632.036 contribuintes; já pago)
  • 4º lote: 31/Ago
  • 5º lote: 29/Set

Portanto, fique atento às datas e verifique regularmente sua situação no e-CAC para evitar surpresas desagradáveis. Mas, lembre-se de que a correção de eventuais erros em sua declaração é fundamental para garantir que você esteja em conformidade com a legislação tributária.

Veja também: ESQUECEU de declarar o Imposto de Renda 2023? Faça ISTO e evite ser multado!

Links úteis

e-CAC: https://cav.receita.fazenda.gov.br/autenticacao/login