Quanto é descontado de INSS: Calcule seu salário líquido

Confira nosso guia para entender quanto é descontado de INSS todos os meses! Passo a passo completo para calcular quanto você vai receber.

Quando olhamos para o nosso contracheque, muitas vezes nos deparamos com uma série de descontos, e um deles é o INSS. Compreender o montante que é destinado a essa contribuição previdenciária é fundamental para gerir adequadamente nossas finanças pessoais!

Portanto, no artigo abaixo, nosso objetivo é explicar para você quanto é descontado de INSS do seu salário e como calcular seu salário líquido. Ao compreender melhor esses aspectos, estará mais capacitado para tomar decisões financeiras assertivas e planejar seu futuro com maior segurança.

Entenda quanto é descontado de INSS! Crédito: Jeane de Oliveira / pronatec.pro.br
Entenda quanto é descontado de INSS! Crédito: Jeane de Oliveira / pronatec.pro.br

Por que o INSS faz descontos nos salários dos contribuintes?

O INSS faz descontos no salário dos contribuintes de carteira assinada como parte de um sistema de contribuição previdenciária. Esses descontos têm como objetivo garantir a proteção social dos trabalhadores, proporcionando-lhes benefícios previdenciários e assistenciais, como aposentadoria, auxílio-doença, pensão por morte, entre outros.

Esses descontos são estabelecidos pela legislação previdenciária brasileira e são obrigatórios para todos os trabalhadores formais.

O valor descontado do salário do trabalhador é destinado ao Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), que é o órgão responsável pela administração e concessão dos benefícios previdenciários.

Ao fazer esses descontos, o INSS arrecada recursos que são utilizados para custear os benefícios concedidos aos segurados, garantindo assim a manutenção do sistema previdenciário e o amparo social dos trabalhadores em momentos de necessidade, como na invalidez, na velhice ou em casos de doença incapacitante.

Portanto, os descontos feitos pelo INSS no salário dos contribuintes de carteira assinada são uma forma de assegurar a proteção social e o bem-estar dos trabalhadores ao longo de suas vidas laborais e após a aposentadoria.

Veja também: INSS vai BLOQUEAR pagamentos de aposentados que não realizarem a prova de vida? Entenda a decisão do Instituto

Quanto é descontado do salário para o INSS?

O valor descontado do salário para o INSS varia de acordo com a faixa salarial do trabalhador e a alíquota estabelecida pela legislação previdenciária. Atualmente, as alíquotas do INSS são progressivas, ou seja, o percentual de contribuição aumenta conforme o valor do salário.

Para os trabalhadores que possuem carteira assinada, as alíquotas de contribuição ao INSS são as seguintes:

  • 7,5% para aqueles que recebem até um salário mínimo;
  • 9% para os que ganham entre um e dois salários mínimos;
  • 12% para os que ganham entre dois e três salários mínimos;
  • 14% para os que ganham entre três e quatro salários mínimos.

Esses são os valores para contribuintes empregados, domésticos e trabalhadores avulsos. Vale ressaltar que a contribuição ao INSS é limitada ao teto previdenciário, ou seja, mesmo que o trabalhador ganhe um valor acima do limite estabelecido pela Previdência Social, a contribuição será calculada apenas até esse teto.

Além disso, é importante mencionar que existem outras formas de contribuição para o INSS, como para os autônomos, MEIs, contribuintes individuais, entre outros, e as alíquotas podem variar de acordo com cada categoria.

Quanto é o desconto de INSS e FGTS?

Os descontos referentes ao INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) e ao FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) são elementos fundamentais da remuneração dos trabalhadores brasileiros e variam de acordo com o salário e as disposições estabelecidas na legislação previdenciária e trabalhista vigente.

Abaixo, mostramos as alíquotas utilizadas para o cálculo do desconto do INSS e do FGTS no salário dos trabalhadores:

INSS (Instituto Nacional do Seguro Social):

Como citamos anteriormente, as alíquotas de contribuição ao INSS são progressivas e variam de acordo com o valor do salário do trabalhador.

Para os trabalhadores empregados com carteira assinada, as alíquotas atuais são:

  • 7,5% para salários de até um salário mínimo;
  • 9% para salários entre um e dois salários mínimos;
  • 12% para salários entre dois e três salários mínimos;
  • 14% para salários entre três e quatro salários mínimos.
  • O desconto é feito diretamente na folha de pagamento do trabalhador.

FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço):

  • O FGTS corresponde a 8% do salário bruto do trabalhador e é depositado mensalmente pelo empregador em uma conta vinculada ao trabalhador na Caixa Econômica Federal.

Além do depósito mensal, o empregador é obrigado a depositar também uma multa rescisória de 40% sobre o saldo do FGTS em caso de demissão sem justa causa.

Quanto é o desconto do INSS de um salário mínimo?

Com o salário mínimo atual em R$ 1.412,00, o desconto do INSS para alguém que ganha um salário mínimo é calculado com base na alíquota correspondente à faixa salarial. Atualmente, a alíquota do INSS para quem recebe até um salário mínimo é de 7,5%. Portanto, o desconto do INSS para um salário mínimo de R$ 1.412,00 seria de 7,5% sobre esse valor.

Para calcular o desconto, basta multiplicar o salário mínimo pelo percentual da alíquota do INSS:

  • Desconto do INSS = Salário mínimo x Alíquota do INSS
  •  R$ 1.412,00 x 7,5% = R$ 105,90

Assim, o desconto do INSS para alguém que recebe um salário mínimo de R$ 1.412,00 seria aproximadamente R$ 105,90. Este valor seria o montante descontado do salário do trabalhador a título de contribuição ao INSS.

Qual o valor máximo que pode ser descontado do INSS?

Em 2024, o teto do INSS é de R$ 7.786,02. Isso significa que mesmo que o trabalhador tenha um salário superior a esse valor, a contribuição ao INSS será calculada apenas sobre o teto previdenciário.

Atualmente, a alíquota máxima de contribuição ao INSS é de 14%, que é aplicada sobre o valor do teto previdenciário. Portanto, o valor máximo que pode ser descontado do INSS, considerando a alíquota máxima e o teto previdenciário de R$ 7.786,02, seria:

  • Valor máximo de desconto do INSS = Teto previdenciário x Alíquota máxima
  • R$ 7.786,02 x 14% = R$ 1.090,04

Desse modo, o valor máximo que pode ser descontado do INSS, conforme as regras em vigor em 2024, é aproximadamente R$ 1.090,04.

Veja também: Comunicado OFICIAL do INSS revela a maior vitória março com diversos PRESENTES

Quais são as diferenças entre salário bruto e salário líquido?

A diferença entre salário bruto e salário líquido está relacionada aos descontos e benefícios que incidem sobre o salário de um trabalhador. Vejamos cada um deles:

  • Salário Bruto: O salário bruto é o valor total acordado entre o empregador e o empregado, antes de quaisquer descontos ou deduções. É o montante que o trabalhador recebe antes dos descontos obrigatórios e impostos. O salário bruto é calculado com base no valor do contrato de trabalho, podendo incluir diversos elementos, como horas extras, comissões, bonificações, entre outros.
  • Salário Líquido: Já o salário líquido é o valor efetivamente recebido pelo trabalhador após os descontos obrigatórios, como imposto de renda, contribuições previdenciárias (como o INSS), entre outros descontos eventuais, como planos de saúde e vale-transporte. É o montante que o trabalhador recebe em sua conta bancária ou em espécie, após todas as deduções serem aplicadas sobre o salário bruto.

Sendo assim, a diferença entre o salário bruto e o salário líquido reside nos descontos e deduções que são aplicados sobre o salário total, sendo o salário líquido o valor final que o trabalhador efetivamente recebe.

Enquanto o salário bruto representa o valor antes dos descontos, o salário líquido é o valor após os descontos serem aplicados.