Pronatec Mais Emprego


O Ministério da Educação (MEC), anunciou inovações no Pronatec. O programa se integrou ao portal Mais Emprego. Veja como funcionará o Pronatec Mais Emprego.

Inovação – Pronatec Mais Emprego

O Pronatec Mais Emprego é uma nova estratégia do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego. A iniciativa é integrada ao portal do Ministério do Trabalho e Emprego e tem como propósito aumentar o número de oportunidades educacionais em todo o país.

www.pronatec.pro.br

Como funciona o Pronatec Mais Emprego?

O Pronatec Mais Emprego é uma ação estratégica que promete estimular a geração de novas oportunidades no mercado de trabalho brasileiro. A integração com o portal do Ministério do Trabalho espera tirar proveito da mão de obra qualificada pelo programa do governo federal, ou seja, o aluno conclui o curso profissionalizante e já é encaminhado para uma empresa que esteja precisando de profissionais com o seu perfil.

Para quem não sabe, o Mais Emprego é um portal desenvolvido pelo MTE para integrar ações de trabalho e encaminhar os trabalhadores, em especial aqueles que são solicitantes de seguro desemprego e os desempregados. O sistema informatizado consegue integrar políticas de trabalho e de qualificação profissional.

www.pronatec.pro.br

O Portal MTE – Mais Emprego pretende encaminhar os profissionais capacitados pelo Pronatec, caso o perfil do aluno seja compatível com a vaga disponível. Essa ação estratégica levará em consideração as oportunidades de emprego abertas nas unidades do SINE.

O site Mais Emprego oferece informações e serviços úteis aos trabalhadores brasileiros. Na página, é possível consultar as vagas abertas em cada cidade e ainda se candidatar ao processo de seleção. Para utilizar todos os recursos do portal, é preciso preencher um cadastro online.

Em geral, o Pronatec Mais Emprego é a solução perfeita para os trabalhadores que concluíram o curso gratuito de qualificação profissional, mas que ainda não conseguiram se posicionar no mercado de trabalho. A estratégia do programa é que o portal assuma um papel de intermediador, não só do trabalhador para o Pronatec, mas também do Pronatec para as empresas contratantes. Também há um interesse em estabelecer equilíbrio entre demanda e oferta de educação profissional.

O Portal Mais Emprego espera reconduzir os trabalhadores de forma simples e rápida ao mercado, reempregando milhares de brasileiros. Para obter mais informações, acesse maisemprego.mte.gov.br.

Sobre o Pronatec

O Pronatec foi criado em 2011, durante a gestão da presidenta Dilma Rousseff. Desde o início, o programa estabeleceu compromisso em ampliar o acesso à educação profissional e tecnológica, através da oferta de cursos gratuitos. Para que as oportunidades fossem concedidas, a iniciativa firmou parceria com instituições públicas e privadas.

www.pronatec.pro.br

Através da Bolsa-Formação, o Pronatec 2015 tem custeado cursos técnicos e de formação inicial e continuada (FIC) em todo o país. As vagas são ofertadas, prioritariamente, aos brasileiros que estão em situação de vulnerabilidade social, ou seja, não possuem condições financeiras de investir nos estudos.

Entre 2011 e 2014, o Pronatec ofertou 8 milhões de vagas para cursos gratuitos. No ano passado, o programa reforçou o seu compromisso com a educação profissional, prometendo abrir 12 milhões de novas oportunidades até 2019.

Problemas no Pronatec

O programa “Pronatec Mais Emprego” surge em um momento em que o Ministério da Educação está se recuperando de uma crise. O MEC atrasou o repasse de verba para as instituições parceiras, ou seja, que oferecem vagas gratuitas para cursos profissionalizantes. Esse atraso resultou no cancelamento de novas turmas em muitas escolas.

A falta de pagamento das instituições parceiras está sendo, aos poucos, solucionada. No final do mês de março, o Governo Federal liberou 200 milhões de reais para fazer os repasses e assim pagar parte da dívida, que vem sendo acumulada desde 2014. O restante do dinheiro será liberado até o dia 15 de abril. O Governo fez questão de salientar que não haverá mais atrasos nos pagamentos.

Em meio a uma crise, o MEC investiu menos 58% no Pronatec, em comparação com o dinheiro que foi empregado no programa ao longo de 2014. Com tantos problemas abalando os rumos da iniciativa, o Ministério da Educação ainda não conseguiu mensurar quantas vagas serão abertas nesse ano.  







Outros Artigos Relacionados!

Like
Like Love Haha Wow Sad Angry
1

Comentários

1 pensamento em “Pronatec Mais Emprego”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *