Programa Pé de Meia: auxílio mensal de R$ 200,00 e aporte anual de R$ 1.000 por aluno!

Saiba tudo sobre o Programa Pé de Meia, o incentivo financeiro para estudantes do ensino médio público. Descubra os benefícios e critérios deste programa educacional.

O Programa Pé de Meia é a mais recente iniciativa do governo federal para incentivar a permanência de estudantes do ensino médio público nas salas de aula.

Com o objetivo de garantir que esses alunos completem o ensino básico, o programa oferece um auxílio financeiro que será disponibilizado ao longo do ano letivo de 2024. Embora o valor do auxílio ainda não esteja definido, estima-se que seja cerca de R$ 200 por mês, além de um aporte anual de R$ 1.000.

Fique por dentro do Programa Pé de Meia: auxílio mensal de R$ 200,00 e aporte anual de R$ 1.000 para alunos do ensino médio. (Crédito: @jeanedeoliveirafotografia / pronatec.pro.br).

O que é o programa Pé de Meia?

O Pé de Meia é uma iniciativa do governo federal que busca criar uma espécie de poupança para estudantes do ensino médio que estão inscritos no Cadastro Único para Programas Sociais (CadÚnico). O objetivo é incentivar esses alunos a permanecerem na escola até que concluam o ensino básico. De acordo com dados do governo, o primeiro ano do ensino médio é o período com maior incidência de evasão, abandono e reprovação.

Veja também: Novo benefício para jovens estudantes e segurados do INSS: Pix garantido?

Quem tem direito à poupança?

O programa Pé de Meia beneficiará estudantes de baixa renda matriculados na rede pública de ensino e que pertençam a famílias inscritas no CadÚnico. Terão prioridade os alunos cuja renda familiar per capita mensal seja igual ou inferior a R$ 218. Além disso, estudantes de 19 a 24 anos que estejam matriculados na modalidade Educação de Jovens e Adultos (EJA) também poderão aderir ao programa.

Ainda não se sabe ao certo sobre os critérios de elegibilidade. Contudo, o estudante terá direito ao benefício se:

  • Efetivar a matrícula no início de cada ano letivo;
  • Apresentar frequência escolar de pelo menos 80% das horas letivas;
  • Aprovado ao final de cada ano, participar de exames como o Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb) e as avaliações estaduais para o ensino médio; e
  • Realizar o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) no último ano do curso.

De quanto será o auxílio do Pé de Meia?

Não se sabe o valor exato do auxílio Pé de Meia ainda, sendo responsabilidade dos ministérios da Educação e da Fazenda estabelecer esse montante. No entanto, o governo autorizou a alocação de até R$ 20 bilhões em um fundo para o programa, operado pela Caixa Econômica Federal.

A expectativa é que cada aluno receba cerca de R$ 200 por mês a partir da matrícula em cada ano letivo, além de um aporte anual de R$ 1.000. Essa quantia funcionaria como uma espécie de poupança, que só poderá ser resgatada após a conclusão do ensino médio. O início dos pagamentos está previsto para março, de acordo com o ministro da Educação, Camilo Santana.

Como o valor será pago?

Os valores do programa Pé de Meia serão depositados em uma conta que será aberta em nome do estudante, mas ainda não foram definidas as especificidades desse processo. O programa prevê duas formas de depósito, cada uma com regras de movimentação distintas:

  • Os alunos poderão receber aportes ao efetivar a matrícula no ano letivo e ao comprovar a frequência mínima. Esses valores cairão na conta do estudante ao longo de cada ano, que poderá movimentá-lo a qualquer momento.
  • Além disso, haverá depósitos na conclusão do ano letivo com aprovação e após a participação no Enem. Esses recursos, correspondentes a pelo menos um terço do total pago a cada estudante, só estará liberado para movimentação após a obtenção do certificado de conclusão do ensino médio.

Dessa forma, os beneficiários terão a flexibilidade de aplicar os recursos da poupança em títulos públicos federais ou outros investimentos relacionados à educação superior. Logo, o programa contribuirá para o desenvolvimento educacional e financeiro dos estudantes.

O Programa Pé de Meia representa uma importante iniciativa do governo para combater a evasão escolar e garantir que mais jovens tenham a oportunidade de concluir o ensino médio, independentemente de sua situação financeira. Com o auxílio mensal e o aporte anual, espera-se que os estudantes tenham mais incentivos para permanecer na escola e investir em seu futuro educacional.

Veja também: 164 mil estudantes beneficiados com renegociação de dívidas do FIES em 2024; saiba tudo!