Programa de Ensino Médio Integral 2020 – Confira quais são as novas regras!



Confira as mudanças feitas no programa para facilitar a adesão de novas escolas!

A educação no Brasil está passando por muitas mudanças nos últimos tempos. Isso acontece através da nova administração do Governo Federal e do Ministério da Educação (MEC). Uma das principais novidades recentes é o Programa de Ensino Médio Integral 2020

Essa ação que deu o que falar há pouco mais de um ano, está voltando a ser assunto. Isso porque o governo optou por mudar algumas das regras para aumentar o número de escolas que vão aderir ao programa. 

Confira a seguir mais informações sobre algumas mudanças propostas pelo MEC. Saiba como poderá funcionar o Ensino Médio integral em diversas regiões do país. Fique por dentro!

Programa de Ensino Médio Integral 2020
Foto: Divulgação

Ensino Médio em Tempo Integral 2020

Foram divulgadas novas informações sobre o Ensino Médio em Tempo Integral 2020. O Ministério da Educação redefiniu algumas regras específicas ligadas ao programa que irá mudar o ensino básico. 

O ensino integral é um objetivo para o MEC no próximo ano. Escolas de ensino médio deverão contar com 7 horas diárias de atividades de acordo com o Programa de Fomento às Escolas de Ensino Médio em Tempo Integral (EMTI)

A intenção é fazer a ação entrar em vigor já em 2020. A portaria que aponta todas as mudanças foi publicada no Diário Oficial da União hoje mesmo. A intenção é que facilitar para quem mais unidades escolares entrem no programa. 

Para participar do programa é necessário ter pelo menos 40 estudantes matriculados no 1º ano do Ensino Médio e seis itens de infraestrutura indicados pelo MEC. São eles: biblioteca (ou sala de leitura), quadra poliesportiva, cozinha, salas de aula, vestiário masculino e feminino, refeitório.

Antes era necessário ter pelo menos 120 estudantes. A ideia é que um maior número de escolas faça a adesão a partir de agora. 

Regras Ensino Médio Integral 2020

Algumas outras regras Ensino Médio Integral 2020 podem mudar ainda. Uma delas já foi indicada. Agora a implementação do programa pode ser feita gradualmente, começando pelo 1º ano do Ensino Médio. No fim do terceiro ano de implementação, a ideia é que no mínimo 200 estudantes estejam incluídos (a meta anterior era de 350 alunos). 

Com essas mudanças a ideia é que o programa de Ensino Médio Integral aumente o tempo de aula em mais escolas. Hoje em dia a maioria dos alunos conta com 5h diárias nas escolas, com o programa isso pode chegar a 7h. 

Neste momento são um total de 1.024 escolas de Ensino Médio Integral que participam do EMTI, de acordo com o MEC. Mais novidades podem surgir em breve sobre essa ação do Governo Federal, fique atento!

 

Leia Também