3 produtos de limpeza que NUNCA podem ser misturados: CUIDADO!

A mistura pode causar intoxicação, com sintomas que afetam pele, olhos e nariz. Saiba quais são os produtos e os cuidados que devem ser adotados durante a faxina.

Um assunto que divide a internet e certamente causa intriga entre as pessoas é a forma de arrumar a casa e limpar os ambientes, pois cada um possui o seu modo de fazer. Os hábitos particulares de cada pessoa geralmente são repassados de geração em geração ou mesmo aprendidos na prática, é o que acontece com as famosas misturas de produtos de limpeza.

É quase uma unanimidade encontrar uma dona de casa que tenha uma receita milagrosa, capaz de limpar com eficácia, remover as sujeiras mais difíceis e ter um potencial multiuso. As misturas são tão comuns quanto variadas, sendo possível encontrar dicas que envolvem produtos de limpeza e também itens que são encontrados nas cozinhas.

Por mais que determinadas combinações pareçam ser o melhor para o momento, sendo utilizadas como aliadas da faxina, existem riscos que precisam ser considerados. Determinadas misturas utilizadas na limpeza representam um enorme perigo, que as pessoas nem imaginam que estão enfrentando no dia a dia.

3 produtos de limpeza que NUNCA podem ser misturados: CUIDADO!
São produtos a base de determinados compostos químicos. Foto: divulgação

Alerta da Anvisa sobre intoxicação

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) emitiu um alerta para que as pessoas tenham cuidado com determinados hábitos durante a limpeza dos ambientes. De acordo com a agência, os consumidores estão correndo riscos ao não seguirem as recomendações dos fabricantes de produtos de limpeza.

O aviso foi necessário diante de três casos de intoxicação de funcionários de hospitais por causa da utilização de uma mistura indevida de produtos de limpeza. Os colaboradores tiveram sintomas de dor de cabeça, vermelhidão na pele, lesões e coceira por todo o corpo, além de ardência no nariz e irritação nos olhos.

Dessa forma, as pessoas precisam conferir o que diz o rótulo dos produtos, observando atentamente as instruções sobre as condições de uso. Devem ser evitadas qualquer tipo de misturas de produtos químicos diferentes em ambientes hospitalares, que utilizam produtos mais fortes para desinfecção dos espaços. A orientação também deve ser seguida durante a limpeza de casas, escritórios e outros locais.

Veja também: Acredite se quiser: tutorial ensina a FAZER FAXINA EM 20 minutos!

Cuidado! Não misture esses produtos de limpeza

Os três produtos de limpeza que não devem ser misturados e que causaram os casos de intoxicação informados acima, são aqueles que possuem em sua composição amônio, biguanida e hipoclorito a 1%. O especialista em dicas de limpeza, Tiago Haka, explica que o risco de intoxicação é grande ao fazer misturas utilizando água sanitária.

Ele ainda ressalta que o uso de detergente e desengordurante é mais eficaz na limpeza de casas e também consegue ser melhor do que qualquer mistura caseira tida como milagrosa. Isso acontece porque os produtos de limpeza possuem componentes químicos que podem apresentar reações diversas ao entrarem em contatos com outros compostos.

As reações químicas podem prejudicar a saúde das pessoas, tendo em vista que existe o risco de serem liberadas substâncias nocivas ao organismo, que fazem mal ao serem inaladas e entrarem em contato com a pele. Para garantir a segurança, é preciso ter cuidado com os produtos de limpeza que utiliza e priorizar pelo uso individual de cada um deles.

Veja também: ATENÇÃO, dona de casa: sabia que misturar produtos de limpeza pode ser FATAL? Entenda quais os RISCOS