Posso sacar o meu FGTS para viajar nas férias?

Seria uma boa ideia mexer nesse dinheiro que pode ser tão útil em momentos de necessidade?

A tradicional empresa de turismo CVC, tem repercutido na Internet por conta da CVC Friday. Promoção em pacotes de viagens que estimula o uso do FGTS como forma de pagamento facilitado. Mas será possível resgatar o valor do fundo no intuito de viajar?

Seu sonho de viagem pode estar mais próximo do que você imagina. (Foto: divulgação)

Saque do FGTS

Se você é daqueles que sonham com uma viagem incrível nas férias, é natural que o pensamento de usar o seu FGTS para financiar essa aventura tenha passado pela sua cabeça. Afinal, quem não gostaria de aproveitar esse dinheiro para realizar um desejo tão especial? No entanto, é importante ficar atento às regras do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) antes de começar a fazer planos mirabolantes.

A única modalidade de saque que permitiria utilizar o valor para esse fim seria o Saque-Aniversário. Ao optar por esse saque, o trabalhador passa a receber anualmente uma parcela do seu saldo do FGTS a partir do mês de seu aniversário. Essa opção permite que o valor seja sacado para diversas finalidades, dentre elas a tão sonhada viagem de férias.

Vale à pena?

Isso fica muito à critério do objetivo e necessidade de cada um. Nessa alternativa de pagamento, o trabalhador recebe de 5 a 50% do valor total disponível no fundo, mais uma parcela bônus que pode chegar a R$2 mil.

Porém, fazendo isso, você abre mão do saque-rescisão, que e a modalidade padrão e é liberado o saque-aniversário com as devidas aplicações de juros. Para acessar e solicitar (com a finalidade de viajar pela CVC) basta seguir estes passos:

  • Abra o aplicativo do FGTS e faça login;
  • Clique em “Empréstimo saque-aniversário”;
  • Selecione “Autorizar bancos a consultarem meu saldo”;
  • Procure pelo nome do banco “Digio”;
  • Confirme.

Links: https://play.google.com/store/apps/details?id=br.gov.caixa.fgts.trabalhador ou https://apps.apple.com/br/app/fgts/id1038441027.

A partir daí, sua interação será direta com o banco.

Veja também: https://pronatec.pro.br/resgatar-o-fgts-agora-neste-final-vale-a-pena/

Quando o saque é permitido?

Existem situações, estipuladas pela própria Caixa, onde é possível efetuar o saque do fundo de garantia. São elas:

  • Demissão sem justa causa, pela empresa empregadora;
  • Encerramento de contrato por prazo determinado;
  • Rescisão contratual por falência, falecimento do empregador individual, empregador doméstico ou nulidade do contrato;
  • Rescisão do contrato por força maior;
  • Aposentadoria;
  • Necessidade pessoal, urgente e grave, decorrente de desastre natural quando a situação de emergência ou o estado de calamidade pública for assim reconhecida, por meio de portaria do governo federal;
  • Trabalho Avulso suspenso;
  • Falecimento do titular;
  • Quando o titular da conta vinculada atingir idade igual ou superior a 70 anos;
  • Quando o titular ou seu dependente for portador do vírus HIV;
  • Quando o titular ou seu dependente estiver com doença cancerígena;
  • Quando o titular ou seu dependente estiver em estágio terminal, comprometido por doença grave;
  • Permanência do titular da conta vinculada por três anos ininterruptos fora do regime do FGTS, com desligamento a partir de 14/07/1990;
  • Compra de casa própria, liquidação ou amortização de dívida ou pagamento de parte das prestações de um financiamento habitacional.

Veja também: https://pronatec.pro.br/quanto-vou-receber-revisao-do-fgts/