Posso receber mais de um Benefício do INSS ao mesmo tempo? Descubra!

Vinicius Colares
Atualizado Hoje!

Posso receber mais de um Benefício do INSS ao mesmo tempo? – Muitas pessoas querem saber exatamente como funcionam as regras para beneficiários do INSS: saiba mais!

Com a atual crise econômica afetando todas as regiões do país, milhares de pessoas estão procurando todas as chances de ter um melhor rendimento no início do mês. E uma pergunta está sendo repetida com frequência: posso receber mais de um benefício do INSS simultaneamente

Essa é uma dúvida frequente justamente porque existem muitas pessoas que já recebem alguma ajuda e querem saber se possuem direito a mais um auxílio. Por isso é interessante entender mais detalhes. 

Fique ligado sobre quais são as regras de acordo com a mais recente reforma da previdência. Entenda como brasileiros e brasileiras podem ter uma ajuda financeira caso sejam beneficiários. 

Posso receber mais de um Benefício do INSS ao mesmo tempo?
Imagem: Divulgação

Acumulação de Benefícios Previdenciários INSS

Primeiramente, é possível a acumulação de benefícios previdenciários? Essa é uma pergunta frequente principalmente neste momento em que novas informações sobre o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) estão sendo procuradas. 

Confira também o Novo Auxílio Emergencial Dataprev: Veja como receber o Benefício!

Acontece que com a recente previdenciária mudaram as regras de acúmulo de benefícios. Agora, os interessados ainda podem SIM receber simultaneamente aposentadoria e pensão do INSS ou duas pensões diferentes. 

A mudança acontece, porém, no valor de limitação do benefício. É importante, porém, lembrar que essas novas regras não valem para quem já recebia valores acumulados ou tinha direito a isso antes da reforma. 

Nas regras antigas era possível que um aposentado, por exemplo, recebesse uma pensão por morte nos valores totais. Ou beneficiários de pensão por morte podiam ainda podiam se aposentar bem como quem recebia auxílio-doença podia receber a pensão por morte. Os valores eram pagos sempre na íntegra e isso mudou. 

O que mudou no acúmulo de benefícios INSS

Mas afinal, o que mudou na acumulação de benefícios do INSS? Ao contrário da regra antiga, que os valores eram totais, agora o segurado deve receber o valor integral do benefício maior e apenas uma parte do menor. 

O cálculo será feito, de acordo com a reforma, a partir de uma escala de reduções que são feitas a partir da divisão de faixas de rendimento. Mas como assim? Quais são essas faixas? 

Os valores da parte do benefício menor ficaram:

  • Quem recebe até um salário mínimo (R$ 1.039, em 2020): parcela de 80%;
  • De um a dois salários mínimos: parcela de 60%;
  • Dois a três salários mínimos: parcela de 40%;
  • De três a quatro salários mínimos: parcela de 20%;
  • Beneficiários que recebem acima de quatro salários mínimos: parcela de 10%.

E por fim, é possível receber duas aposentadorias do INSS? Não! Com ou sem reforma, o segurado só poderá ter duas aposentadorias se elas forem dadas em regimes previdenciários diferentes, não apenas pelo INSS. 

A pensão por morte na nova reforma da previdência também prevê que está proibido o acúmulo de pensões deixadas por filhos, cônjuge ou pais. Antes era possível acumulação de duas pensões, agora não é mais!

Sabia que o INSS liberou o pagamento de benefícios por conta corrente? Saiba mais no site: https://pronatec.pro.br/inss-libera-pagamento-de-beneficio-em-conta-corrente/

 

Leia Também