Planos de saúde vão AUMENTAR deliberadamente? Operadoras poderão ‘escolher’ o valor do AUMENTO

Os brasileiros estão preocupados com um aumento na mensalidade dos planos de saúde. Saiba qual é o valor do reajuste

Os planos de saúde são essenciais em um país como o Brasil. Afinal de contas, através desses serviços, é possível ter acesso a uma saúde de qualidade. Com o passar dos anos, o valor dos convênios aumentou cada vez mais. A situação fez com que muitos segurados cancelassem seus convênios e passassem a usar o sistema público de saúde do Brasil. 

Contudo, em 2020, houve a pandemia do Covid-19. Na ocasião, os brasileiros voltaram a contratar planos de saúde. Naquele ano, as empresas anunciaram um lucro de bilhões de reais, o que se repetiu em 2021. Em 2022, no entanto, o setor não repetiu o feito. As operadoras até tiveram algum lucro, mas nada comparado ao ano de 2021. 

Então, a ANS (Agência Nacional de Saúde Completar) autorizou um reajuste máximo nos planos de saúde. 

Planos-de-saúde-vão-AUMENTAR-deliberadament
Valor dos planos de saúde pode aumentar em 2023 – Crédito: @jeanedeoliveirafotografia / pronatec.pro.br

ANS autoriza e reajuste nos planos de saúde deve bater recordes 

Antes de mais nada é importante deixar claro como os planos de saúde funcionam. O brasileiro contrata um convênio e assim, pode usufruir da saúde privada, sem arcar com os custos dos procedimentos. Caso precise de uma cirurgia, por exemplo, o plano já deve cobrir. Acontece que, de acordo com as operadoras, os brasileiros passaram a usar mais serviços de saúde no último ano. Então, seus lucros diminuíram. 

A ANS é a autarquia governamental responsável por controlar o serviço prestado pelas operadoras de saúde privada. Além de intervir quando as empresas não respeitam os contratos dos planos, estabelece o valor máximo que pode ser cobrado de reajuste todos os anos. A agência foi criada em 2000. 

Desde então, nunca houve a aprovação de um reajuste tão grande quanto o de 2022. O teto máximo que as operadoras puderam reajustar é de 15,5%. De acordo com a entidade, os lucros do setor em 2021 foram de R$ 3,8 bilhões. Ao passo que, em 2022, este número foi bem inferior – de R$ 2,5 milhões, apenas. 

A entidade argumenta que as empresas não correm risco de fecharem, mas operam em seus limites. Embora houve um registro no aumento de brasileiros com planos de saúde, a busca por procedimentos médicos aumentou. Além de consultas e exames de rotina, existem tratamentos de doenças e cirurgia. Então, o recorde no teto do reajuste pode ser justificado pela alta demanda. 

Mesmo assim, a notícia não agradou os brasileiros que temem pagar mais pelos serviços de saúde. Vale destacar que nos últimos anos, houve um aumento histórico no preço de planos de saúde no país. 

Veja também: Lista de isentos no Imposto de Renda é REVELADA: descubra se você faz parte

Afinal, todas as operadoras vão reajustar o preço? 

A resposta é não. Como já dito, a taxa de 15,5% se refere ao teto permitido do reajuste. Mas, de acordo com a ANS, deve ser levado em consideração a situação dos planos de saúde. Ou seja, existem operadoras que não precisarão aumentar a mensalidade, ou poderão implementar um reajuste menor. O que não pode acontecer é que o reajuste ultrapasse o teto estabelecido pela ANS. 

Veja também: Lista de isentos no Imposto de Renda é REVELADA: descubra se você faz parte