Planos de saúde estão sendo REFORMADOS: o que muda para VOCÊ?

De acordo com a proposta de Duarte Júnior, as regras para reajuste e quebra de contratos podem sofrer alterações. Entenda o que muda.

Atualmente, existe uma proposta, na Câmara dos Deputados, que defende uma reforma nos planos de saúde brasileiros. Vale destacar que ainda não há como saber se as mudanças serão aprovadas. Mesmo assim, existe uma grande expectativa da população brasileira. Afinal de contas, as empresas privadas costumam reajustar o valor dos planos de forma abusiva. Mas, existem outros pontos que serão abordados na reforma. 

Na realidade, a intenção da reforma é buscar um equilíbrio entre os serviços oferecidos para a população e o lucro das empresas. Por mais que o Brasil seja um dos únicos países a ter um sistema de saúde universal e gratuito, os planos de saúde são essenciais. Afinal de contas, é uma forma de não sobrecarregar mais o SUS (Sistema Único de Saúde). Continue lendo esta matéria para saber mais detalhes sobre a reforma. 

medical-computer
Regras dos planos de saúde podem sofrer alterações – Foto: divulgação

Deputado quer reforma nos planos de saúde; o que pode mudar? 

Antes de mais nada, é importante deixar claro que a proposta de reforma nos planos de saúde é de autoria do deputado federal Duarte Júnior do PSB (Partido Socialista Brasileiro). Em seu texto, o parlamentar defende a mudança de alguns pontos importantes. A medida gerou grande polêmica e enfrenta resistência das empresas. 

Confira os principais pontos da reforma 

Reajuste 

A ANS (Agência Nacional de Saúde Suplementar) é responsável por regularizar o reajuste dos planos de saúde individuais e familiares. No entanto, a entidade não tem tanto poder quando se trata do reajuste de planos empresariais e coletivos. Por essa razão, o reajuste para essa categoria foi o dobro do praticado para os planos individuais no último ano, de acordo com Duarte. A ideia da reforma é que a ANS passe a ter mais poder para evitar reajustes abusivos. 

Quebra de contrato 

Infelizmente, é comum que, ao ser diagnosticado com uma doença grave, o paciente perca o plano de saúde. A empresa simplesmente não o cobre mais, por conta dos gastos. Muitos brasileiros relatam pagar anos de convênio e não usarem os serviços. Mas, quando precisam, por conta das doenças, as operadoras simplesmente cancelam o contrato. Caso a reforma de Duarte seja aprovada, isso poderá mudar. 

Veja também: Novo app de renda EXTRA pagando para ver vídeos; é confiável? Saque mínimo é INACREDITÁVEL

Confira outros pontos da reforma 

Atualmente, se um paciente fizer algum tipo de tratamento pelo SUS, o sistema público terá todo o seu prontuário, como exames, consultas, diagnósticos, entre outros. Caso opte por se tratar pela iniciativa privada, o hospital não terá acesso a esse prontuário. O mesmo é válido quando ele decide se mudar de um hospital para o outro, mesmo que ambos sejam da iniciativa privada. 

Na prática, o brasileiro é submetido a novos exames todas as vezes que troca de hospital, consultório, clínica e afins. A proposta de Duarte cria um prontuário único, que poderá ser usado pelo SUS e pela rede privada. Assim, haverá mais transparência aos pacientes. 

Veja tambémSua FOME é real ou emocional? Saiba como identificar e diferenciar