Plano de saúde mais caro? MILHÕES de brasileiros serão afetados, entenda

Muitos brasileiros possuem plano de saúde hoje em dia, mas o valor poderá ficar mais caro em breve; o reajuste já foi aprovado e poderá afetar milhões de cidadãos.

Hoje em dia, milhões de brasileiros possuem plano de saúde, no entanto, esse grupo deverá estar atento, pois um novo reajuste poderá aumentar os valores. Isso ocorre já que a Agência Nacional de Saúde (ANS) liberou, na última segunda-feira, dia 12 de junho, um comunicado envolvendo o aumento do preço dos planos.

De acordo com o anúncio, os planos de saúde poderão ter um reajuste máximo de 9,63%. Esse reajuste é válido tanto para os planos de saúde familiar como também individual. Esse limite foi definido durante uma reunião dos diretores da agência e a validade deve também foi definida. Veja mais a seguir.

Plano de saúde mais caro? MILHÕES de brasileiros serão afetados, entenda
Saiba mais sobre a mudança no plano de saúde / Crédito: @jeanedeoliveirafotografia / pronatec.pro.br

Mudança no preço dos planos de saúde pode impactar brasileiros

Antes de mais nada, é importante destacar que esse teto para o reajuste entrou em vigor no dia 01 de maio de 2023, de maneira retroativa, e ele seguirá válido até o dia 30 de abril de 2024. A entrada da medida em vigor de forma retroativa implica que os brasileiros precisarão pagar os reajustes correspondentes aos meses de maio e junho.

Dessa maneira, a previsão é de que esses reajustes sejam pagos durante os meses de julho e de agosto, além do reajuste que já será aplicado nesses meses. Vale a pena pontuar que, conforme o Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor, essa correção anunciada pela agência é cerca de 67% maior do que a inflação acumulada no ano passado, 2022.

Em nota, o diretor-presidente da ANS, Paulo Rebello, disse que:

“O índice definido pela ANS para 2023 reflete a variação das despesas assistenciais ocorridas em 2022 em comparação com as despesas assistenciais de 2021 de beneficiários de planos de saúde individuais e familiares”

Veja também: ACESSO EXCLUSIVO! Saiba quais são os requisitos ocultos para receber o auxílio de R$ 1,3 MIL do INSS, você pode ter direito e não sabe

Quais planos poderão aplicar o reajuste?

A nota da ANS também traz maiores informações sobre quais são os planos que poderão ser afetados com o reajuste. Logo, sendo assim, sabe-se que os planos que enfrentarão as mudanças são aqueles contratados a partir de janeiro de 1999 ou, então, aqueles que se adaptaram à nova legislação, aprovada em 1998.

De acordo com os dados da ANS, aproximadamente 8 milhões de pessoas possuem planos que se encaixam nos critérios observados. Essa quantia é equivalente a 16% dos mais de 50 milhões de consumidores de planos de saúde em todo o Brasil. A operadora do plano de saúde poderá, de acordo com a ANS, reajustar o valor do plano no mês de aniversário do contrato.

É por isso que poderão ocorrer cobranças retroativas, uma vez que a agência informou que caso o aniversário do plano ocorra entre os meses de maio a julho, a operadora poderá cobrar retroativamente os valores.

Um outro ponto que deve ser mencionado é que a agência utilizou a mesma metodologia de reajuste que vem sendo aplicada desde 2019.

Veja também: Desconto ARRASADOR! GRANDE marca corta R$ 8 MIL no preço DESSE veículo após decreto do Carro Popular: Não perca essa chance