Pix funciona no feriado? Novas regras e cobrança dos bancos por transação

Atualizado Hoje!

Confira como vão funcionar as novas limitações e regras das transferências via Pix!

A nova forma de transferências rápida e 24h por dia caiu no gosto dos brasileiros. É por isso que muitas pessoas estão com dúvidas e querendo saber detalhes sobre as novas regras do Pix

Afinal, funciona em feriado? Vai ter cobrança? Confira e saiba o que o Banco Central definiu para esse tipo de transferência para os próximos meses. 

Pix funciona no feriado Novas regras e cobrança dos bancos por transação
Pix funciona no feriado? Novas regras e cobrança dos bancos por transação. / Imagem: Edição de Shutterstock

Limite de Pix? 

Já estão valendo as novas medidas do Banco Central para transferências via Pix. Junto com a ação, muitos boatos estão surgindo sobre como vão funcionar os pagamentos e depósitos. 

A intenção com as novas regras do Pix é garantir uma maior segurança e evitar fraudes e crimes por essa modalidade de pagamento.

A principal mudança que vai afetar a população é o limite do Pix noturno:

  • O limite de transferência via Pix entre 20h e 6h será de R$ 1 mil. 

Mas atenção: quem precisar, pode fazer solicitação para o seu banco para mudar o teto de transações neste período. A avaliação do pedido deve demorar no máximo 48h. 

Pix funciona no feriado?

Uma grande pergunta também surgiu nesta última semana: afinal, o Pix funciona no feriado? Vai continuar funcionando? 

Sim! As regras não alteram as datas do funcionamento. Ou seja, o Pix segue funcionando 24h por dia, sete dias por semana. A única limitação foi aquela definida no horário (podendo transferências de até R$ 1 mil entre 20h e 6h). 

Bloqueio do Pix

Outra nova medida que surgiu para ajudar na segurança dos usuários é o bloqueio cautelar do Pix. Agora as instituições bancárias podem fazer esse tipo de ação preventiva. 

O banco que possui a conta do usuário (pessoa física) pode fazer um bloqueio preventivo do Pix por até 72 horas em caso de suspeitas de fraude. 

Pix vai ter cobrança?

Mais uma preocupação é: o Pix vai ter taxas de cobrança? E a resposta é não. Para o usuário pessoa física, o Banco Central afirmou que não haveria cobrança de nenhuma tarifa. 

A decisão foi mantida até agora, mas teve uma mudança em relação à pessoa jurídica. Empresas estão precisando pagar para usar o Pix. Em geral, os bancos estão cobrando de 0,99% a 1,45% do valor da transação. 

Mas muita calma: pessoas físicas devem seguir sem nenhum custo. A ideia é manter o Pix sem cobranças de tarifas ou taxas de qualquer tipo. 

 

Leia Também