Cotas PIS/Pasep estão garantindo pagamentos com uma média de R$ 3 Mil: Saiba quem pode fazer o SAQUE!

Vinicius Colares
Atualizado Hoje!

Cotas PIS/Pasep estão garantindo pagamentos com uma média de R$ 3 mil – Confira mais detalhes sobre esse benefício e sobre como está funcionando esse tipo de pagamento!

Todos sabemos que os últimos tempos estão muito complicados para milhões de brasileiros e brasileiras. Com a pandemia do Covid-19 muitos estão procurando novas formas de conseguir um dinheiro a mais: para esses é importante saber que as Cotas PIS/Pasep estão pagando uma média de R$ 3 mil

Por isso é sempre importante manter-se atualizado e saber exatamente quem poderá ou não ter em mãos esses valores. Isso porque houveram mudanças em alguns dos principais auxílios para trabalhadores como o próprio PIS e o FGTS. 

Confira a seguir as últimas informações e entenda exatamente como vão acontecer esses pagamentos e quais são os públicos que deverão contar com os valores. Fique ligado e repasse a informação para familiares e amigos que podem ser beneficiados. 

Cotas PIS/Pasep estão garantindo pagamentos com uma média de R$ 3 Mil: Saiba quem pode fazer o SAQUE!
Imagem: Divulgação

Pagamentos PIS/Pasep 2020

Você sabia que estão disponíveis sim alguns pagamentos do PIS/Pasep em 2020? Mesmo com todas as mudanças que aconteceram algumas contas mais antigas ainda possuem direito a obter o seu dinheiro. 

FGTS de R$ 1.045 terá SAQUE LIBERADO na segunda-feira: saiba como CONSULTAR o SALDO e a nova forma de SACAR!

Trabalhadores formais que fizeram cadastro do PIS/Pasep entre os anos de 1971 e 1988 poderão receber os retroativos do auxílio. É uma ótima notícia já que as cotas estão pagando um valor médio de R$ 3 mil por trabalhador. 

Isso acontece, em geral, porque os pagamentos são de quantias que ficaram parados por muitos anos. Mas e por que isso acontece? É porque as regras antigas dizem que os saques eram apenas para trabalhadores que faziam 70 anos, garantiam a aposentadoria ou então quem ficava com alguma doença grave. 

Saque Retroativo PIS/Pasep

O saque retroativo PIS/Pasep passou a valer a partir de outubro de 1988. As regras para esse pagamento mudaram naquele momento específico e são as mesmas que valem até o momento atual. 

É importante lembrar que os cotistas do PIS/Pasep já falecidos poderão ter o dinheiro resgatado por herdeiros. Os saques desse benefício estão sendo disponibilizados desde o ano passado mas muitas pessoas ainda não foram retirar o dinheiro. 

Mudança PIS/Pasep FGTS

Outra notícia importante é a mudança do PIS/Pasep para o FGTS. Através da Medida Provisória 946/2020 o Governo Federal decidiu por fazer algumas modificações para ajudar um maior número de pessoas. 

O Governo optou por terminar com o Fundo do PIS/Pasep e transferiu os recursos das cotas para o Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS Emergencial). Ou seja, o que antes eram cotas de um, passaram a ser de outro. 

Se você está em dúvida se pode sacar ou não é importante conferir seu saldo do PIS/Pasep. Isso pode ser feito rapidamente pelo site da Caixa Econômica Federal (para trabalhadores da iniciativa privada) ou na página do BB (para serviços públicos). Quem conta com cartão cidadão pode conferir direto em um caixa eletrônico. 

Quem pode fazer saque PIS/Pasep 

Por fim, quem pode fazer o saque do PIS/Pasep? É importante ficar atento para esses detalhes já que os públicos que poderão obter esse tipo de benefício são específicos e são exigidos pré-requisitos. 

O saque do PIS/Pasep está disponível para:

Titulares da conta:

  • Que trabalhou formalmente entre 1971 e 1988;
  • Beneficiário com idade a partir de 60 anos;
  • Estar aposentado;
  • Possuir um comprovante de invalidez (inclusive do dependente);
  • Estar no grupo de doenças graves – como câncer, HIV, e tuberculose (incluindo o dependente).

Herdeiro de cotistas falecidos

  • Ter em mãos documento de: declaração ou certidão de dependentes habilitados para pensão por morte – esse documento é dado pelo INSS;
  • Documento formal de Partilha/Escritura Pública de Inventário e partilha (Judicial ou Extrajudicial);
  • No caso de servidores públicos ter em mãos atestado fornecido pela entidade empregadora;
  • Documentos formalizados como alvará judicial o sucessor/representante legal;
  • Em caso consenso entre os sucessores, o levantamento do saldo não vai depender necessariamente de inventário, sobrepartilha ou de autorização judicial. 

Governo Libera 5 NOVOS BENEFÍCIOS além do AUXÍLIO EMERGENCIAL de R$ 600: VEJA SE VOCÊ TEM DIREITO!

 

Leia Também