Petrobras faz AFIRMAÇÃO que vai beneficiar brasileiros; descubra

Preço da gasolina vai continuar caindo!

Segundo integrantes da Petrobras, o cenário atual segue favorável para a redução de alguns preços. Apesar de o acompanhamento dos valores internacionais fazer parte do estatuto da empresa, outro ponto que tem impactado no reajustes dos preços é a influência política.

Quer saber sobre quais preços passarão por redução? Então continue nos acompanhando logo abaixo para conferir todas as informações importantes que separamos especialmente para você!

Segundo a Petrobras, preço do gás de cozinha e dos combustíveis continuará em queda
Segundo a Petrobras, preço do gás de cozinha e dos combustíveis continuará em queda /Foto: Fabio Rodrigues -Pozzebom Agência Brasil

Petrobras se pronuncia sobre queda nos preços

A princípio, mesmo que a cotação atual do dólar e o mercado internacional estejam pressionando os valore internos, em comparação com o preço internacional, há uma diferença de R$ 0,20 no valor da gasolina no país. O impacto tem acontecido especialmente quando a frequência dos reajustes é benéfica para o eleitorado do atual presidente do Brasil, Jair Bolsonaro (PL).

Veja também: NOVA redução nos combustíveis: Confira qual é o VALOR da gasolina nos postos

Valor do gás de cozinha

Antes de mais nada, é bom enfatizar que a lógica dos preços do gás de cozinha não se aplica a dos combustíveis. Por ser a principal importadora e produtora desse produto, a empresa não faz repasses muito frequentes no caso do gás de cozinha.

Dessa forma, o anúncio de segunda-feira (12/09) sobre a redução do preço do gás já era aguardada pelo mercado. Na última semana, já era posível acompanhar uma queda mais acentuada do produto nos mercados internacionais.

A redução, portanto, foi de 4,7% no valor do GLP. Com ela, o valor do gás vendido às distribuidoras, em média, passou por uma queda de R$ 4,23 o quilo para R$ 4,03. Ou seja, o valor médio do botijão de gás de 13 kg passou para R$ 52,34. No total, a redução foi de R$ 2,60.

Ademais, a última vez em que o botijão passou por reajuste foi em abril, quando houve a redução de R$ 3,27 no valor final. No mesmo mês, o Congresso Nacional aprovou um Projeto de Lei (PL) que possibilitava a redução de tributos sobre o produto sem necessitar de uma compensação pela perda de arrecadação.

Preço dos combustíveis

No caso dos combustíveis, sabe-se que a discussão sobre eles está no centro do debate político atual. Nesse sentido, além da redução do impostos, o Congresso aproveitou a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) em junho que decretava estado de emergência para aumentar o valor dos benefícios.

Ou seja, através da redução foi possível criar o vale de R$ 1.000 para caminhoneiros, bem como o vale-gás que passou a contemplar o valor total do preço do botijão.

Veja também: Petrobras ANUNCIA: novo valor do gás de cozinha a partir de HOJE