Entenda POR QUE algumas pessoas estão PREOCUPADAS com prints do WhatsApp: POLÊMICA!

Prints do WhatsApp podem ser usados como prova em caso de crimes, entenda como isso pode ser possível

Prints do WhatsApp podem ser usados como prova de crime, mas é preciso estar atento para garantir mais peso a essa evidência. A saber, as redes sociais hoje em dia são uma fonte de informações e podem revelar muitas coisas sobre os usuários.

Sendo assim, é possível saber sobre a vida e a rotina dos usuários, uma vez que quase tudo que se faz hoje tem que ser registrado no feed do instagram ou no status do WhatsApp. Por isso, esses registros podem ser importantes até para ser utilizado para desvendar crimes.

Entenda POR QUE algumas pessoas estão PREOCUPADAS com prints do WhatsApp: POLÊMICA!
Saiba se os prints do WhatsApp podem ser usados em processos judiciais. Crédito: @jeanedeoliveirafotografia

Prints do Whatsapp podem ser usados para desvendar crimes?

Os dispositivos móveis fazem parte da vida das pessoas nos dias de hoje, inclusive, o mensageiro da Meta é uma ferramenta de registros de informações muito úteis para diversos fins.

Por isso, até mesmo os prints do WhatsApp podem ser utilizados para comprovar até mesmo muitas situações vexatórias. Uma vez que no conteúdo das mensagens pode-se encontrar brigas e ameaças trocadas entre as pessoas.

A saber, esse tipo de mensagem já está fazendo parte de documentos que podem aparecer como provas em processos judiciais, tanto pelos registros não apagados como por meio de captura de tela.

Recentemente, a influencer e DJ Gabriela Cavallin utilizou essa ferramenta contra o ex-namorado, o jogador de futebol Anthony. A influencer mostrou prints do WhatsApp de possíveis intimidações, ameaças e tons agressivos em conversas com o namorado. 

As mensagens foram trocadas enquanto o jogador e a influencer ainda estavam se relacionando. Gabriela relatou à polícia que perdeu um bebê do jogador devido às agressões que sofria. Por isso, esse caso e muitos outros que envolvem a captura de tela estão sendo usados como prova judicial para ajudar nos processos.

No entanto, esse dado tem levantado dúvidas. Afinal, os prints servem como provas de um crime? Vamos saber mais sobre esse assunto no próximo tópico.

Veja também: Prints do WhatsApp servem como PROVA de crimes? Veja como usá-los a SEU favor

Regras para que a captura de tela sirva como prova em processos judiciais

Bom, é preciso ter muito cuidado ao afirmar se prints de WhatsApp servem como prova documental para desvendar crimes. Uma vez que a ferramenta pode ser um tesouro de informações para ser adicionado aos autos de processos judiciais.

Na verdade, esse recurso pode ser levado em conta nos processos, mas depende de muitos fatores. Segundo o portal Jusbrasil, esse documento ainda é muito frágil, porque pode ser alterado facilmente.

No entanto, a lei processual assegura a utilização de todos os meios lícitos que sirvam como prova. Mesmo que não apontados pela legislação, por isso, as capturas de tela também fazem parte de tudo isso.

Portanto, eles podem ser utilizados, mas em muitos casos podem não ser considerados, ou ser considerados como prova insuficiente. Um processo de 2021, trouxe réus que estavam sendo acusados de corrupção, e a 6ª Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ), em seu entendimento, afirmou que as provas poderiam ter sido alteradas.

Mas na era digital em que vivemos, esses registros de provas podem ganhar mais peso com a ajuda dessas ferramentas. Alexandre Munhoz, fundador da Verifact (atua especialmente no registro de provas digitais com validade jurídica), destaca que os prints podem valer, sim.

Desde que siga os métodos conforme as técnicas periciais forenses, algumas das opções para este fim são: 

  • Servir como ata notarial e ferramentas de coleta, mas esta opção pode ser uma alternativa inacessível para muita gente, devido ao preço do serviço;
  • O item deve ser feito por um tabelião especializado em cartório de notas, a saber, somente a primeira página pode custar R$ 531,54;
  • A outra técnica é usar as ferramentas de coleta de provas digitais, essa faz com que todo esse processo seja garantido para comprovar que a prova não foi editada, mas sempre utilizando meios legais de autenticação.

Saiba mais: O WhatsApp ouviu seus pedidos função MUITO IRRITANTE já pode ser desativada