Pente-fino do Bolsa Família deve começar em POUCOS dias: cuidado, você pode ficar sem o benefício

Programa Bolsa Família vai retornar em janeiro de 2023, mas antes haverá um pente-fino em famílias específicas

A partir do ano que vem, o governo de Luiz Inácio Lula da Silva (PT) vai voltar a dirigir o Brasil e, com ele, volta também o Bolsa Família, benefício que deve substituir o Auxílio Brasil, mas não sem antes ser feito um pente-fino. A mudança dos programas vai ser marcada por novidades como a fixação de um novo valor mínimo a ser pago aos beneficiários. O futuro ministro do Desenvolvimento Social, Wellington Dias, também já confirmou que os cadastros atuais do programa devem passar pelo pente-fino.

Pente-fino do Bolsa Família deve começar em POUCOS dias: cuidado, você pode ficar sem o benefício
Programa Bolsa Família vai retornar em janeiro de 2023, mas antes haverá um pente-fino em famílias específicas Crédito: @jeanedeoliveirafotografia / pronatec.pro.br

Pente-fino no benefício do Bolsa Família

Com a troca do programa Bolsa Família para o Auxílio Brasil entre os anos de 2021 e 2022, o governo de Jair Bolsonaro (PL) também chegou a aplicar um pente-fino em todos os cadastros. Entretanto, em razão da maior quantidade de verbas disponíveis, foi possível a inclusão de novas famílias no programa de transferência de renda, o que fez com que o benefício alcançasse alguns recordes.

Veja também: Pagamentos do Bolsa Família CONTINUARÃO no Caixa Tem em 2023?

Se por um lado o Bolsa Família ajudava cerca de 14 milhões de famílias, o Auxílio Brasil chega ao fim beneficiando ao menos 21,6 milhões, número que deve ser mantido em 2023. No entanto, há ainda a possibilidade de incluir novos grupos conforme a disponibilidade existente no orçamento.

Considerando a remoção dos beneficiários que não mais correspondem aos requisitos exigidos, ainda haverá espaço para a entrada de novas pessoas ao programa, principalmente aquelas que mais precisam. O processo deverá ter início logo no início do ano, nos primeiros meses do governo Lula, de modo a centralizar e focar no benefício.

Quem recebe em 2023?

O público-alvo para o Bolsa Família no ano de 2023 deve ser mantido em relação ao que o Auxílio Brasil atende hoje. Dessa forma, famílias de diferentes composições, incluindo as que possuem crianças, gestantes e pessoas sozinhas (famílias unipessoais), continuarão a ser beneficiadas.

Para receber o benefício, é preciso estar inscrito no Cadastro Único (CadÚnico) além de cumprir algumas regras conforme abaixo:

– Receber, no máximo, R$ 105 por pessoa de modo a ser enquadrado como família em situação de extrema pobreza

– Receber, no máximo, R$ 210 por pessoa de modo a ser enquadrado como família na linha da pobreza

Pente-fino do Bolsa Família

Segundo Wellington Dias, dados do Censo do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) serão utilizados para apurar os cadastros atuais que estão sendo contemplados pelo benefício. “Nós vamos ter uma coisa nova muito importante que é coincidir o primeiro momento do mandato com todo um esforço para concluir o Censo do IBGE, que inclusive trabalha com georreferenciamento e isso vai muito ajudar para que possamos garantir uma eficiência na avaliação e análise dessa base de dados e, é claro, com muita responsabilidade e cuidado”.

Segundo informações divulgadas até o momento, o foco do pente-fino será convocar aqueles que fazem parte de famílias unipessoais, estejam com os dados desatualizados há mais de dois anos ou não cumpram mais com os requisitos de renda de modo a constatar se existe algum tipo de fraude ou irregularidade.

As famílias de uma só pessoa serão o foco principal da medida, uma vez que existe a suspeita de que algumas famílias estejam se desmembrando para que mais de uma pessoa receba o benefício.

Veja também: Auxílio Brasil vai ACABAR, mas como fica o EMPRÉSTIMO CONSIGNADO?