Parcelas do Auxílio Brasil serão DIMINUÍDAS em breve: entenda o motivo!

Parcelas voltarão ao valor antigo.

Muitas famílias, atualmente, estão tentando conseguir um dinheiro extra para arcar com as despesas que estão cada vez mais altas. Dentre aquelas que estão em uma situação mais delicada encontram-se as beneficiárias do Auxílio Brasil, que podem acabar tendo as parcelas do benefício reduzidas, o que vai impactar ainda mais na dificuldade financeira.

Quer entender por que os valores deverão ser mais baixos a partir de agora? Então continue nos acompanhando logo abaixo para saber tudo o que separamos sobre esse tópico!

Os beneficiários do Auxílio Brasil devem se preparar, pois as parcelas do benefício vão diminuir no ano que vem
Os beneficiários do Auxílio Brasil devem se preparar, pois quem contratou o empréstimo consignado deve passar a receber menos / Crédito: @jeanedeoliveirafotografia / pronatec.pro.br

Desconto mensal do Auxílio Brasil?

Como dito anteriormente, o desespero para ter um dinheiro a mais no fim do mês faz com que muitos cidadãos busquem por alternativas de conseguir uma renda a mais. Contudo, é justamente a busca por crédito que vai fazer com que as parcelas recebam desconto, afinal, trata-se da contratação da nova linha de empréstimo consignado do programa.

Recentemente, o Governo Federal liberou a modalidade de empréstimo para aqueles que recebem as parcelas do Auxílio Brasil. Segundo informações da Caixa Econômica, um dos bancos que está oferecendo a modalidade, a maioria dos beneficiários está pedindo, em média, um valor de R$ 2.600 emprestado, comprometendo R$ 160 mensais que são descontados direto do auxílio.

Ainda, de acordo com o Ministério da Cidadania, a responsabilidade dos termos de contratação é somente só beneficiário e do banco contratado. Portanto, é de suma importância ficar atento ao contrato de solicitação do crédito para não entrar em um superendividamento.

Veja também: NOVO grupo de contemplados do Auxílio Brasil: veja quem são

Parcelas de R$ 240 por mês no ano que vem

Atualmente, o benefício paga valores de R$ 600 aos beneficiários, mas é um valor temporário, que tem prazo para acabar em dezembro. A partir do ano que vem, as parcelas voltam a ser de R$ 400, o que quer dizer que aqueles que contrataram o consignado terão R$ 160 reais, no máximo, descontados por mês do benefício para arcar com o empréstimo.

Ou seja, até o final do ano, esses cidadãos receberão mais duas parcelas (referentes a novembro e dezembro) já com o desconto, restando um valor de R$ 440, o que vai mudar a partir de 2023. Como os valores vão voltar a ser os do início do programa, considerando que o desconto das parcelas do empréstimo acontecem diretamente da folha de pagamento (sem que o beneficiário tenha chance de escolher se vai pagar ou não naquele momento), a família receberá apenas R$ 240 do Auxílio Brasil a partir de janeiro.

Inclusive, é justamente para isso que os especialistas estão chamando atenção, pois se a família depende do benefício de R$ 400 integralmente, optar pelo empréstimo pode não ser uma boa ideia, visto que os descontos acontecerão até um limite máximo de 24 meses (dois anos). Além disso, há ainda a chance de perder o benefício com o tempo, o que faria com que os beneficiários tivessem que pagar o empréstimo com dinheiro do próprio bolso.

Veja também: Quando a Caixa vai voltar a liberar o Consignado do Auxílio Brasil?