Pagamentos Suspensos ou Adiados: Lista completa de benefícios para aliviar seu bolso durante a Pandemia!

Vinicius Colares
Atualizado Hoje!

Pagamentos Suspensos ou Adiados – Contas de luz, Auxílio Emergencial, Adiamento de Parcelas e muito mais! Saiba como manter suas economias em dia durante o período isolamento social!

Com o atual cenário de pandemia do novo coronavírus, a economia global está abalada. Por isso é obrigação do Governo Federal tentar ajudar da melhor maneira possível a população e algumas medidas estão surgindo para isso. É o caso de Tributos e Pagamentos Suspensos ou Adiados

Essa é uma forma de ajuda principalmente quem possui uma baixa renda. Essas pessoas poderão organizar as suas economias se puderem adiar ou então cancelar alguma conta que iria afetar no bolso diretamente. 

A seguir vamos trazer uma lista com algumas das principais medidas do Governo para ajudar quem está em situação complicada financeiramente. Confira e saiba como ter uma tranquilidade maior neste período. 

Pagamentos Suspensos ou Adiados
Imagem: Marcello Casal Jr./Agência Brasil

Medidas do Governo Coronavírus

Primeiramente, algumas das medidas do Governo contra o coronavírus estão ganhando grande destaque enquanto outras passam mais despercebidas. Por isso é importante que você fique ligado para todas as principais ações. 

Alguns tributos e obrigações estão sendo deixados para depois e outros estão sendo até mesmo cancelados. Isso pode ajudar quem quer atrasar as contas para manter o bolso em dia enquanto o isolamento se mantém. 

Saiba como conferir sua Situação do CPF!

A seguir vamos trazer uma lista com algumas das principais ações e medidas. Saiba como renegociar dívidas ou então adiar pagamentos. Confira:

  • Adiamento do Imposto de Renda

O Governo garantiu o adiamento por dois meses do prazo de declaração do IR para pessoa física. Também será feito o adiamento do pagamento da primeira cota ou cota única. A data inicial que era do dia 30 de abril passou para o dia 30 de junho. 

Importante: o cronograma de restituições segue o mesmo, de maio a setembro. 

  • Suspensão FGTS

Também foi confirmada a suspensão das contribuições para o Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). Isso acontecerá por pelo menos três meses – incluindo empregadores domésticos. 

Os valores de abril a junho deverão ser pagos de julho a dezembro. Isso acontecerá em seis parcelas sem multas ou encargos adicionais. 

Confira também o Saque Emergencial FGTS

  • Suspensão do IOF

Para empresas ou pessoas física, também está garantida a suspensão do Imposto sobre Operações Financeira (IOF) por 90 dias. Isso serve para empréstimos. Esse imposto não será cobrado entre os meses de abril e junho. 

  • Isenção da Conta de Luz

Também está garantido para pessoas de baixa renda a suspensão de contas de energia. Também será proibido o corte de consumidores inadimplentes, mas isso deverá ser feito em cada estado individualmente. 

Essa medida serve para pessoas pobres e que gastam até 220 quilowatts-hora. Saiba mais sobre a isenção do pagamento de contas de luz

  • Corte das Contas de Telefone

Foi solicitado pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) que as operadoras telefônicas não cortem o serviço de clientes com contas de telefone em atraso. Os serviços interrompidos poderão ser restabelecidos em até 24 horas. A decisão vale para todo o país. 

  • Dívidas em Bancos

E como ficam as dívidas em bancos? Essa também é uma medida tomada pelo Conselho Monetário Nacional (CMN). Os cinco principais bancos do país devem abrir renegociações para prorrogar vencimentos de dívidas (por um prazo de até 60 dias). 

A renegociação dívidas de bancos não vale para cartão de crédito ou cheque especial. Os bancos são:

  • Banco do Brasil; 
  • Caixa Econômica Federal; 
  • Itaú Unibanco; 
  • Bradesco;
  • Santander.

 

  • Suspensão de Financiamento Imobiliário

Outra ação ligada à Caixa Econômica Federal é a suspensão de contratos de financiamento imobiliário. É possível pausar por 90 dias para clientes adimplentes ou que possuem até duas parcelas em atraso. Isso serve também para contratos em obra. 

Saiba mais sobre como suspender o pagamento do financiamento imobiliário!

  • Crédito Rural

Também foi autorizada a renegociação e prorrogação de pagamento de crédito rural para produtores que estão sendo afetados por secas ou pelo coronavírus. Os bancos poderão fazer o adiamento do vencimento das parcela de crédito rural, custeio e investimento. A data possível é até o dia 15 de agosto. 

  • Auxílio Emergencial Caixa

Por fim, o mais falado com certeza é o Auxílio Emergencial da Caixa. Esse é um valor de R$ 600,00 a R$ 1,2 mil oferecido para cidadãos que estão sendo afetados pela pandemia. Trabalhadores informais, desempregados, mãe de família, entre outros. 

Confira a seguir todos os requisitos para receber auxílio emergencial do Governo: https://pronatec.pro.br/requisitos-para-receber-auxilio-emergencial-caixa/

 

Leia Também