Pagamento RETROATIVO do Bolsa Família disponível HOJE (25)? Saiba tudo sobre a atualização cadastral!

Saiba mais sobre o desbloqueio do benefício e como receber as parcelas retroativas do programa do Governo Federal

A partir de hoje, dia 19, a expectativa se volta para o desembolso retroativo do Bolsa Família, um dos programas sociais mais importantes do Brasil. Milhões de famílias beneficiárias estão ansiosas para entender as atualizações sobre o desbloqueio de seus pagamentos e descobrir como podem recuperar parcelas atrasadas. 

Sendo assim, fique atento neste texto que vamos explorar em detalhes o que é necessário para voltar a receber o Bolsa Família, incluindo os motivos que levam ao bloqueio, como desbloquear e as obrigações dos beneficiários.

Pagamento RETROATIVO do Bolsa Família disponível HOJE (19)? Saiba tudo sobre a atualização cadastral!
Desbloqueie o pagamento do Bolsa Família e receba as parcelas que não foram depositadas. Crédito: @jeanedeoliveirafotografia / pronatec.pro.br

Como voltar a receber o benefício do Bolsa Família

Os beneficiários do Bolsa Família podem, em determinadas situações, ter o benefício bloqueado ou cancelado. Isso ocorre principalmente por falta de atualização do cadastro ou por não cumprimento das regras de condicionalidade do programa. Para aqueles que se encontram nessa situação, aqui está o passo a passo para retomar o direito aos pagamentos e receber as parcelas que não receberam durante o bloqueio:

  1. Visite o centro de atendimento do Bolsa Família e CadÚnico: A primeira providência a ser tomada é dirigir-se ao centro de atendimento do Bolsa Família e do CadÚnico, onde o cadastro foi inicialmente realizado. Lá, o beneficiário terá a oportunidade de regularizar sua situação, atualizando o cadastro e, assim, restabelecer o acesso ao benefício.
  2. Consulte o extrato bancário ou use o aplicativo do programa: Os beneficiários que tiveram o Bolsa Família cancelado geralmente recebem informações por mensagem no extrato bancário. Além disso, é possível verificar a situação do benefício por meio do aplicativo do programa, o que proporciona uma maneira rápida e conveniente de acompanhar as atualizações. Aplicativo Bolsa Família:
  • Android: https://play.google.com/store/apps/details?id=br.gov.caixa.bolsafamilia&hl=pt_PT&gl=BR 
  • iOS: https://apps.apple.com/br/app/bolsa-fam%C3%ADlia/id1036174679 
  1. Aguarde o prazo de desbloqueio: Após a atualização cadastral, as famílias que se enquadram nos critérios estabelecidos têm direito a receber novamente o pagamento do Bolsa Família. Isso inclui não apenas os valores regulares, mas também pagamentos retroativos referentes aos meses de bloqueio, conforme determinado pelo governo. O prazo médio para desbloqueio é de 90 dias.

Leia também: Bolsa Família 2023: Governo Federal toma atitude INÉDITA e revoluciona benefício, entenda

As razões para o bloqueio do benefício

Três situações principais levam ao cancelamento do Bolsa Família:

  1. Inconsistências cadastrais: Essas inconsistências costumam estar relacionadas à renda informada pelo beneficiário no momento da inscrição no Cadastro Único. Portanto, é muito importante fornecer informações atualizadas e precisas para evitar problemas.
  2. Falta de atualização de dados periódica: É obrigatório manter os dados cadastrais atualizados no mínimo a cada dois anos. A falta de atualização é uma das principais razões para o bloqueio ou cancelamento do benefício.
  3. Fim da regra de emancipação do Auxílio Brasil: A antiga regra permitia que as famílias com renda de até duas vezes e meia o valor da linha de pobreza (R$ 210, ou seja, R$ 525) permanecessem protegidas pelo programa por até 24 meses (12 meses no caso de beneficiários BPC e pensionistas). Com o fim desta regra, desde junho, o Bolsa Família implementou uma regra de proteção que permite que as famílias permaneçam no programa por até dois anos, desde que a renda de cada membro da família não ultrapasse meio salário mínimo (R$ 660). Entretanto, é importante observar que o valor do benefício será reduzido pela metade para núcleos familiares que obtiverem emprego e aumentarem sua renda.

Saiba também: Bolsa Família com BÔNUS de R$ 300,00 ainda nesta semana: veja como SACAR

Como evitar bloqueios

Para evitar bloqueios no Bolsa Família, é fundamental manter os dados cadastrais sempre atualizados. O beneficiário pode permanecer até 24 meses sem atualizar essas informações, mas deve informar o setor responsável pelo cadastramento no município em caso de mudanças nas seguintes situações:

  • Troca de endereço;
  • Mudança no número de telefone de contato;
  • Alterações na composição da família, como nascimento de uma criança, falecimento de um membro da família, casamento ou adoção.

Além disso, é importante cumprir as regras de condicionalidade do Bolsa Família, que incluem:

  • Acompanhar o pré-natal.
  • Manter-se em dia com o calendário nacional de vacinação.
  • Crianças de até 7 anos devem ter um acompanhamento nutricional.
  • Crianças de 4 a 5 anos devem ter a frequência escolar mínima de 60%.
  • Garantir que beneficiários de seis a 18 anos incompletos, que não concluíram a educação básica, mantenham uma frequência escolar mínima de 75%.

Por fim, lembre-se de informar, ao matricular a criança na escola ou ao vaciná-la no posto de saúde, que a família é beneficiária do Bolsa Família, para garantir que todas as informações estejam registradas corretamente.

Leia também: Filhos que faltam às aulas podem BLOQUEAR o Bolsa Família? Mãe está em APUROS