PAGAMENTO do PIS/Pasep é ADIADO para GARANTIR BENEFÍCIO EMERGENCIAL! Confira a NOVA DATA…

Alexandre Guglielmelli
Atualizado Hoje!

PAGAMENTO do PIS/Pasep sofre ADIAMENTO para permitir a RETOMADA do BENEFÍCIO EMERGENCIAL! Veja as NOVAS DATAS de depósito.

Notícia importante para quem espera pelo pagamento do PIS/Pasep em 2021! O depósito do abono salarial foi adiado para permitir a retomada do Benefício Emergencial ainda este ano. O adiamento foi confirmado oficialmente pela equipe econômica do Governo Federal.

Explicamos abaixo tudo sobre o adiamento do PIS/Pasep e os novos pagamentos do Benefício Emergencial, além da nova previsão de pagamento para quem espera pelo abono salarial.

PAGAMENTO do PIS/Pasep é ADIADO para GARANTIR BENEFÍCIO EMERGENCIAL
Imagem: Divulgação

Adiamento do pagamento PIS/Pasep

O Governo Federal confirmou na última semana que todos os pagamentos do abono salarial PIS/Pasep referentes ao segundo semestre de 2021 foram adiados! A notícia pegou de surpresa muita gente que esperava pelo depósito dos créditos ainda neste ano.

A decisão do Governo autoriza a retomada do Benefício Emergencial (também conhecido como BEm), uma espécie de acordo que permite a redução de remunerações e suspensão de contratos de trabalho devido à pandemia da Covid-19.

Com essa importante mudança, R$ 7,4 bilhões deixam de ser pagos aos trabalhadores que recebem o abono salarial. Segundo a equipe econômica do Governo, o valor é suficiente para garantir acordos de redução de jornada ou suspensão de contratos para mais de 4 milhões de trabalhadores.

Auxílio Emergencial de R$ 600,00 OUTRA VEZ: 16 ESTADOS ASSINAM para o BENEFÍCIO VOLTAR com o VALOR INICIAL!

O que é o Benefício Emergencial?

Só em 2020, cerca de 10 milhões de trabalhadores brasileiros constituíram acordo com a alternativa do Benefício Emergencial entre abril e dezembro. No total, mais de R$ 33 bilhões foram desembolsados. Em 2021, é previsto que o gasto chegue a cerca de R$ 18 bilhões em um período de quatro meses.

Para explicar a previsão de um gasto menor, a equipe do governo sugeriu que o número de adesões à alternativa deve ser menor do que em 2020, graças a um cenário econômico mais favorável – que ainda pode mudar de acordo com a gravidade da segunda onda da Covid-19.

A Medida Provisória da extensão do programa deve ser divulgada ainda nesta semana, após a aprovação do orçamento estabelecido. Com o Benefício Emergencial, o governo assume parte das perdas dos trabalhadores para sustentar a economia.

Outras alternativas possíveis

Para evitar o não pagamento do PIS/Pasep e conseguir sustentar o Benefício Emergencial, técnicos da equipe econômica do governo chegaram a estudar a criação de um crédito extraordinário, o que superaria o teto de gastos com os benefícios pagos aos trabalhadores.

A proposta não foi aprovada pelo presidente Jair Bolsonaro, que alegou que a criação de um novo programa social seria uma reedição do que aconteceu em 2020 – o aumento da dívida pública. Só no ano passado, os gastos da União chegaram a R$ 33 bilhões.

As novas datas de pagamento do PIS/Pasep

Quem esperava pelo pagamento do abono salarial PIS/Pasep referente ao segundo semestre de 2021, terá que esperar um bom tempo para a confirmação do benefício. A equipe econômica não divulgou um calendário de disponibilização de recursos, mas ofereceu uma previsão abrangente.

Segundo representantes da equipe econômica, os novos pagamentos do PIS/Pasep devem acontecer apenas no início de 2022. O mês específico ainda não foi estabelecido, mas espera-se que o abono salarial seja disponibilizado até no máximo Abril.

Fique de olho no site para receber em primeira mão mais novidades sobre o PIS/Pasep!

 

Leia Também