Pagamento de nova rodada do FGTS começa HOJE; saiba se você tem direito

FGTS oferece liberação de saque para interessados.

Recentemente, o FGTS liberou algumas maneiras de conseguir sacar uma parcela do benefício. É importante destacar que esse montante funciona como um tipo de poupança para o trabalhador. 

Por esse motivo, ele acaba sendo protegido de saques indevidos. Logo, suas retiradas ficam disponíveis apenas em casos necessários. Na lista de situações permitidas, entraram duas novas modalidades. 

Pagamento de nova rodada do FGTS começa HOJE; saiba se você tem direito
Saiba mais sobre o FGTS atualmente – Imagem: @jeanedeoliveirafotografia / pronatec.pro.br

Saque do FGTS 

Muitas pessoas ainda não conhecem as duas novas maneiras de sacar uma parte do FGTS. A primeira delas foi chamada de saquê-extraordinário. Ela funciona de maneira bastante simples. 

O usuário tem direito de sacar R$ 1 mil em uma única vez. Assim, todas as pessoas que possuem contas com valores disponíveis podem resgatar o valor. 

Já o saque-aniversário funciona de maneira extremamente diferente. Assim, as pessoas interessadas devem aderir ao programa que garante o pagamento de uma parcela todos os anos, no mês em que o trabalhador faz aniversário. 

Assim, quando o interessado começa a fazer parte da rodada de pagamentos ele possui uma parcela do FGTS à sua disposição. Ela fica liberada do primeiro dia do mês de aniversário e dura 90 dias na conta. 

Caso o valor não seja resgatado neste período, o pagamento volta para a conta do FGTS de maneira corrigida. 

Qual o pagamento?

É necessário destacar que os valores de repasse dependem de pessoa para pessoa. Isso porque ele é calculado através do saldo que está disponível no banco. Em alguns casos, o usuário ainda pode receber um valor extra. Observe a seguir:

  • Até R$ 500,00 pode retirar 50%;
  • De R$ 500 a R$ 1 mil pode retirar 40% + R$ 50;
  • De R$ 1 mil a R$ 5 mil pode retirar 30% + R$ 150; 
  • R$ 5 mil a R$ 10 mil pode retirar 20% + R$ 650; 
  • R$ 10 mil a R$ 15 mil pode retirar 15% + R$ 1.150;
  • R$ 15 mil a R$ 20 mil pode retirar 10% + R$ 1.900;
  • Acima de 20 pode retirar 5% + R$ 2.900.

Saiba mais: Ainda é possível SACAR dinheiro do FGTS; confira os prazos

E a demissão?

Um dos saques mais conhecidos do FGTS é em caso de demissão sem justa causa. Nessa situação a pessoa realiza a retirada de todo o valor na conta e ainda recebe uma multa rescisória de 40% do benefício.
Dessa maneira, quando o funcionário adere ao saque-aniversário, as regras são um pouco modificadas. Por estar com o FGTS comprometido, a pessoa perde a possibilidade de sacar o benefício de maneira completa. Assim, a retirada continua funcionando de maneira mensal. 

Porém, ainda é necessário receber os 40% da multa rescisória. Isso porque esse valor é pago diretamente pelo empregador. 

Vale lembrar que em caso de arrependimento é possível voltar ao modelo tradicional. Mas para isso, a pessoa precisa passar pelo menos dois anos no saque-aniversário. Sendo assim, só existe a possibilidade de pedir a volta no 25º mês a partir do pedido. 

É importante entender também que para isso, a pessoa não poderá estar com a antecipação contratada. Lembrando que a Caixa oferece a possibilidade da pessoa antecipar algumas parcelas do saque aniversário numa espécie de empréstimo consignado.

Logo, se o trabalhador se encontrar nessa situação, não é permitido solicitar o retorno para a modalidade tradicional. 

Veja também: FGTS poderá facilitar a compra de uma casa nova; entenda!